Q

Previsão do tempo

12° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 21° C
  • Wednesday 21° C
12° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 21° C
12° C
  • Monday 21° C
  • Tuesday 23° C
  • Wednesday 22° C

Sporting B venceu o Caldas por 3-2 com golo no tempo de compensação

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Sem aspirações de chegarem ao quarto lugar, que dava acesso à discussão da subida, Sporting B e Caldas jogaram na academia de Alcochete, numa partida de parada e resposta, com muitos golos e várias oportunidades nas balizas, com maior pendor ofensivo dos leões.

Liga 3

Sem aspirações de chegarem ao quarto lugar, que dava acesso à discussão da subida, Sporting B e Caldas jogaram na academia de Alcochete, numa partida de parada e resposta, com muitos golos e várias oportunidades nas balizas, com maior pendor ofensivo dos leões.

Nos primeiros dez minutos, o Sporting B deixava os primeiros avisos ao guardião caldense mas João Muniz antes do intervalo, aos 36 minutos, marcaria mesmo, de cabeça, após canto de Diogo Abreu.

A resposta do Caldas não tardou e cinco minutos depois Rafael Roque aproveitou um erro do guarda-redes Diogo Pinto, que falhou o passe, para ficar na posse da bola e restabelecer a igualdade.

O intervalo fez bem ao Sporting B, que pressionou a equipa das Caldas da Rainha, destacando-se lances individuais de Vando Félix e de Joelson Fernandes pelas alas. Numa dessas jogadas, aos 70 minutos Nazinho apareceu na área a cabecear de forma fulminante para o 2-1.

Tuga entrou e ao segundo toque na bola marcou, um minuto depois, restabelecendo a igualdade, num remate rasteiro após boa jogada coletiva.

Apesar do Sporting B estar insistente no ataque pensava-se que o empate seria o desfecho, só que a equipa da casa acabaria por ser premiada com a vitória. Diogo Abreu acertou no poste e Miguel Menino, que viria a ser considerado o homem do jogo, rematou para o golo à entrada da área.

O Caldas ficou assim em sexto lugar com 31 pontos e o Sporting B terminou esta fase no quinto lugar com 34 pontos.

Na segunda fase de manutenção o Caldas está no grupo da Académica, Fontinhas e Moncarapachense,

22.ª jornada (série A)

Estádio Aurélio Pereira

Árbitro: João Pinto

Árbitros assistentes: Emanuel Henriques e Pedro Pinto

Quarto árbitro: Luís Filipe

Sporting B: Diogo Pinto; Monteiro (João Ferreira, intervalo), João Muniz (Gilberto Batista, intervalo), Alcantar e Nazinho; Diogo Abreu, Sotiris (Miguel Menino, 68’) e Essugo (capitão) (Marco Cruz, 62’); Joelson Fernandes, Francisco Canário e Vando Félix

Suplentes não utilizados: Papuna, Diogo, Rodrigo Ribeiro, Samuel Justo e André Moreira

Treinador: Filipe Çelikkaya

Disciplina: cartão amarelo para Diogo Abreu (41’)

Golos: João Muniz (36’), Nazinho (70’) e Miguel Menino (90’)

Caldas: Luís Lopes (capitão); Tiago Catarino, André Sousa e Yordy Marcelo (Paulo Inácio, intervalo, depois Lucas Vilela, 90’+3); Nuno Januário (Tuga, 71’), Diogo Clemente, Leandro Borges e Luís Farinha (Miguel Rebelo, 83’); Rafael Roque, João Rodrigues e Gonçalo Chaves (Marcelo Marquês, 71’)

Suplentes não utilizados: Wilson Alves, André Simões, Gonçalo Barreiras e André Perre

Treinador: José Vala

Disciplina: cartão amarelo para Yordy Marcelo (36’), Luís Farinha (81’)

Golos: Rafael Roque (41’) e Tuga (71’)

Comentário à jornada por Jorge Humberto:

Caiu o pano sobre a 1ª fase da Liga 3 e o Caldas terminou em 6º lugar  volvidas 22 jornadas, no que acabou por ser algo sensaborão face à época que a determinada altura fazia sonhar os  adeptos com um lugar entre os quatro primeiros classificados.

Para esta última ronda José Vala procedeu a algumas alterações, desde logo na baliza fazendo regressar Luís Lopes (após 10 jogos de cura no banco) e outros elementos menos utilizados  como Chaves, Paulo Inácio, Tiago Catarino e Rafael Roque tiveram também oportunidade de somarem minutos.

Destaque para a ausência do capitão Thomas Militão (opção de José Vala face aos quatro amarelos). 

O Caldas até poderia ter saído de Alcochete com, pelo menos, um ponto. Pendeu a sorte para os miúdos de Alvalade, um triunfo, em parte, nos detalhes. 

Para a fase de manutenção admite-se que os  caldenses partam com algum favoritismo  e que  rapidamente possam assegurar um lugar tranquilo. 

Nesta última jornada destaque ainda para a goleada da União de Leiria sobre o Moncarapachense (6-1), triunfo ainda assim insuficiente para alcançar o 1º lugar, dado o triunfo do  Amora sobre o V. Setúbal (2-0).  Já a Académica foi ao terreno do Real vencer (1-2).

Nota ainda para a vitória do Alverca na deslocação a Belém (1-2). Este triunfo ribatejano deixa uma inegável nota de positivismo  nesta 1ª fase do campeonato e não menos um sinal quanto as possibilidades de uma surpresa na poule de acesso à 2ª Liga, embora, convenhamos, seja empresa a exigir uma capacidade e regularidade maiores. 

No Campeonato Distrital Divisão Honra (Lizsport), surpresa na ronda 20, com o Sporting de Pombal a ir vencer ao terreno do Grupo Desportivo de Peniche (0-2), líder incontestável até ao momento na prova rainha do Distrital de Leiria.

Uma jornada ainda marcada pelo triunfo do Portomosense sobre o Alqueidão da Serra (2-0), que soma a segunda derrota consecutiva, permitindo a subida ao 2º lugar do Sporting de Pombal, o que espicaça mais ainda a luta pelo comando da prova, embora o líder ainda mantenha uns oito confortáveis pontos de distância. 

Nota pela negativa para a terceira derrota consecutiva do Caldas B, agora na deslocação ao Beneditense (2-0), e para o nulo no Bombarral entre Bombarralense e Marrazes, um empate que poderá ilustrar um certo equilíbrio entre estas duas formações, pese embora os oito pontos que o grupo de Leiria tem a mais.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Petição que defende hospital no Bombarral entregue na Assembleia da República

A petição "Um Hospital para todo o Oeste", que apela a que até 31 de março sejam reconhecidas as conclusões do estudo encomendado pela Comunidade Intermunicipal do Oeste, que aponta o Bombarral como a localização adequada para a construção do futuro hospital, foi entregue na Assembleia da República no passado dia 23.

peticao

Centro de Artes uniu a cerâmica à cutelaria

O fogo da paixão pela cutelaria e pela cerâmica alimentou durante dois dias, 17 e 18 de março, um singular evento, organizado pela Centra – Associação dos Amigos do Centro de Artes, que juntou os dois principais setores das Caldas da Rainha, ao nível industrial e artesanal. A gastronomia foi o terceiro elemento, na temperatura de uma fogueira instalada no jardim do Centro de Artes das Caldas da Rainha.

domarofogo1