Q

Previsão do tempo

20° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 22° C
20° C
  • Monday 23° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 23° C
21° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 24° C
  • Wednesday 25° C

Banda caldense “Os Lapsos” assinalou um ano de guerra na Ucrânia

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A banda caldense “Os Lapsos” assinalou no passado dia 24, na sua página do Facebook, “um ano desde o início da invasão russa à Ucrânia”.

A banda caldense “Os Lapsos” assinalou no passado dia 24, na sua página do Facebook, “um ano desde o início da invasão russa à Ucrânia”.

Foi apresentado pelas 22h00, em direto, o novo projeto “Crónicas de um Apocalipse”, uma compilação de cinco temas que foram criados após a “pandemia” e que consiste em pequenas reflexões sobre a guerra na Ucrânia e também de alguns acontecimentos destes últimos três anos como a Covid-19, que parou o mundo, os confinamentos, que mudaram a vida de muitas pessoas empresas e instituições e a mudança de regime no Afeganistão. “Achámos que fazia algum sentido juntar estes temas, numa espécie de “balanço” daquilo que foi a mudança nas nossas vidas e nas nossas sociedades nestes últimos anos”, explicou ao JORNAL DAS CALDAS o mentor do grupo musical, Paulo Sousa.

Os temas têm música e letra de Paulo Sousa, com arranjos do teclista Cláudio Duarte.

A capa deste projeto de edição digital ilustra um desenho que foi criado pelas filhas de Paulo Sousa (Mariana e Leonor Sousa), “tendo Mariana criado a imagem e Leonor feito os estudos de cor, uma vez que existem duas versões do desenho”.

O grupo musical “Os Lapsos” nasceu nas Caldas da Rainha em 2012 e era inicialmente constituído por quatro elementos, entre eles Paulo Sousa e David Luz.

Após diversas mudanças na formação e interrupções no seu trabalho, por motivos diversos, a banda chegou a 2023 constituída por Paulo Sousa, 51 anos e residente nas Caldas (voz, guitarra e programação de bateria), Cláudio Duarte, 53 anos, também das Caldas (teclas e sonoplastia), e David Luz, de 38 anos, residente em Rio Maior (baixo).

A banda baseia-se em temas essencialmente de matriz rock com influências diversas e dispersas, desde o fado ao metal. “Atualmente, com a circunstância de não haver baterista, a sonoridade tende a ser um pouco mais eletrónica, numa contribuição importante do trabalho criativo do teclista Cláudio Duarte”, contou o mentor.

A essência do projeto consiste precisamente na criação do seu próprio reportório.

A última atuação da banda deu-se em fevereiro de 2020, num evento privado de carnaval, nas Caldas da Rainha, dias antes da declaração de pandemia pela Organização Mundial da Saúde. No entanto, Os Lapsos sempre fizeram várias atuações em bares de música ao vivo, festivais, eventos de caráter comunitário, entre outros. Além das Caldas, a banda tocou já no Cadaval, Bombarral, Rio Maior e Atouguia da Baleia. Fizeram ainda concertos em Alcains (Castelo Branco), Gondomar (Porto), Évora, Almada, Corroios, Queluz e Lisboa.

os lapsos 2
Imagem do projeto “Crónicas de um Apocalipse”, criada por Leonor e Mariana Sousa
(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Quatro pessoas assistidas em acidente aparatoso

Um acidente envolvendo dois carros na Avenida Barata Feyo, junto ao hipermercado E.Leclerc, nas Caldas da Rainha, ocorreu neste domingo de manhã, levando quatro pessoas a serem assistidas pelas equipas pré-hospitalares dos bombeiros.

despiste1

Filipe Rebelo revalida título de tricampeão regional +35

Filipe Rebelo, do Clube de Ténis das Caldas da Rainha, revalidou o título de tricampeão regional alcançado em 2023, ao vencer as provas de singulares, pares masculinos e pares mistos, no escalão +35, no campeonato regional de veteranos disputado no Clube Escola de Ténis e Padel de Leiria.

filipe