Q

Previsão do tempo

23° C
  • Friday 25° C
  • Saturday 25° C
  • Sunday 22° C
23° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 25° C
  • Sunday 22° C
27° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 27° C
  • Sunday 24° C

Câmara vai requalificar a Expoeste e criar um pavilhão multiusos

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A câmara das Caldas da Rainha pretende requalificar o edifício da Expoeste e criar assim um pavilhão multiusos, como intuito de melhorar o acolhimento de grandes eventos da área económica e desportiva de interesse para o concelho e região.
O vice-presidente disse que a autarquia está a avançar com o estudo prévio do projeto de requalificação da Expoeste

A câmara das Caldas da Rainha pretende requalificar o edifício da Expoeste e criar assim um pavilhão multiusos, como intuito de melhorar o acolhimento de grandes eventos da área económica e desportiva de interesse para o concelho e região.

O projeto envolve também a construção de um parque de estacionamento subterrâneo e a melhoria a sua zona envolvente. 

De acordo com o vice-presidente da câmara, Joaquim Beato, o equipamento irá funcionar como um pólo para a realização de eventos de caráter económico como também será feita a sua integração em eventos da área desportiva. “Tem a finalidade da candidatura a Cidade Europeia do Desporto 2027, uma grande novidade no âmbito do desporto que a autarquia pretende concretizar”, contou.

O projeto implica um investimento a rondar os seis milhões de euros, onde o município pretende candidatar-se aos apoios do próximo quadro comunitário 2030. “O edifício da Expoeste é um espaço extremamente interessante, mas tem muitas insuficiências, nomeadamente da área do pé direito (medida entre o pavimento e a parte inferior do teto)”, referiu o autarca.

A autarquia, que já tem o projeto de arquitectura, avança com o estudo prévio para depois concretizar o projeto de execução. “A questão está em estudo. Melhoramos o pé direito subindo o edifício ou descemos o chão. São duas hipóteses e vai ser uma decisão ponderada de caráter político depois de termos os números da despesa, para que os técnicos possam enquadrar a solução”, contou. 

O autarca revelou que o projeto tem que estar enquadrado com o estacionamento subterrâneo que vai ser construído no exterior do edifício com dois pisos. “Atendendo a que se vai fazer a renovação e modernização do edifício, o estacionamento que existe já não serve”, relatou, acrescentando que o objetivo é também a requalificação da área envolvente até à rotunda do Leroy Merlin. O intuito é mais tarde fazer o melhoramento de toda aquela zona até à entrada para a A8.

Segundo o vice-presidente, a sede da AIRO- Associação Empresarial da Região Oeste manter-se-á e tudo aponta que a gestão da Expoeste será feita pelo Município e pela AIRO. “A organização dos certames poderá ficar a cargo da associação empresarial”, revelou, o autarca, acrescentando que é uma medida que “faz todo o sentido”. 

Existe protocolos com algumas entidades que estão sediadas na Expoeste. “Não pensamos excluir ninguém que tem parceria porque a requalificação estabelece também uma série de gabinetes diferenciados no projeto mais vasto”, indicou.

Outra medida é, segundo Joaquim Beato, “enquadrar o Caldas Empreende no interior das instalações, criando assim um novo espaço para as empresas incubadas”.

“Ter o projeto concluído este ano e conseguir lançar a obra em 2024 seria fantástico”, afirmou o vice-presidente.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Escultura de homenagem à PSP deixa polícias emocionados pela ligação à comunidade

Foi inaugurada na passada sexta-feira uma escultura de homenagem à PSP na sede da Divisão Policial das Caldas da Rainha, a propósito dos 150 anos do Comando Distrital. Peça da autoria de Carlos Oliveira em parceria com a empresa MVC Portuguese Limestones, representa “um gesto de apreço pela entrega abnegada dos nossos polícias no que fazem na defesa dos que mais precisam”, considerou o superintendente, Luís Carrilho, diretor nacional da PSP, presente na cerimónia.

escultura1 1

Caldense no pódio de Miss Inteligência Artificial

Olivia C. é uma influencer portuguesa, gerada por IA (Inteligência Artificial), que ficou no pódio do primeiro concurso de beleza de IA do mundo. Natural das Caldas da Rainha, Olivia ficou em terceiro lugar. Lalina, da França, ficou em segundo e a grande vencedora foi Kenza Layli, de Marrocos. 

olivia

Menor internado em centro educativo por atear seis fogos florestais

O Tribunal da Relação de Coimbra confirmou a pena de medida tutelar educativa de internamento em centro educativo, em regime fechado, pelo período de três anos, aplicada a um menor de quinze anos pelo Juízo de Família e Menores das Caldas da Rainha, pela prática de cinco crimes de incêndio florestal e outro qualificado como incêndio florestal agravado.

menor