Q

Previsão do tempo

7° C
  • Monday 9° C
  • Tuesday 12° C
  • Wednesday 11° C
7° C
  • Monday 10° C
  • Tuesday 12° C
  • Wednesday 11° C
8° C
  • Monday 10° C
  • Tuesday 12° C
  • Wednesday 11° C

Avenal e Pereiro cumpriram a tradição do “Pintar e Cantar os Reis”

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
As aldeias serranas do Avenal e Pereiro voltaram a assinalar a tradição da celebração do “Pintar e Cantar os Reis” na noite de 5 para 6 de janeiro. Este acontecimento anual, por altura do Dia de Reis, voltou a atrair centenas de populares a estas aldeias da freguesia de Vilar, no concelho do Cadaval.
Pintura dos símbolos tradicionais nas entradas das habitações

As aldeias serranas do Avenal e Pereiro voltaram a assinalar a tradição da celebração do “Pintar e Cantar os Reis” na noite de 5 para 6 de janeiro. Este acontecimento anual, por altura do Dia de Reis, voltou a atrair centenas de populares a estas aldeias da freguesia de Vilar, no concelho do Cadaval.

Como é hábito, grupos de populares percorreram as várias artérias do Avenal e Pereiro, cantaram versos alusivos ao novo ano e aos proprietários das casas por onde passaram. Outros grupos, em simultâneo, pintaram nas entradas das habitações os símbolos tradicionais (BRM – Bons Reis Magos e o ano de 2023), que representam votos de bom ano e prosperidade aos respetivos moradores e assinalam a passagem deste secular culto por aqueles locais, ano após ano.

Os ‘comes e bebes’ também são parte integrante desta tradição. Nesse sentido, durante o percurso, diversos habitantes destas aldeias abrem as portas das suas casas, garagens ou adegas e oferecem comida e bebida aos grupos presentes.

O “Pintar e Cantar os Reis” é uma tradição com origens medievais, que conjuga influências árabes e cultos pagãos da época romana. É associado à celebração da epifania, do presépio e dos reis magos, que surgiu na Península Ibérica com a chegada dos monges franciscanos a Alenquer, no século XIII. Este ato pretendia ser um voto de felicidade para o novo ano, que tinha início a 6 de janeiro no calendário romano.

O presidente da Câmara Municipal do Cadaval, José Bernardo Nunes, marcou presença no evento, assim como os restantes membros do executivo camarário que, nesta ocasião, receberam a visita de Jassira Monteiro, presidente de Câmara de Santa Catarina, da ilha de Santiago (Cabo Verde).

No dia 6 de janeiro, o auditório dos Paços do Concelho do Cadaval acolheu uma sessão de divulgação desta tradição. Organizada pela Leader Oeste e tendo David Gamboa como orador, a iniciativa abordou este culto em várias dimensões, nomeadamente, naquilo que diz respeito às origens, à simbologia e cores utilizadas pelos participantes, assim como aos versos que são cantados pelos grupos.

Também foi salientado o facto de, ao longo dos tempos, esta tradição ter sofrido várias modificações, geralmente associadas a acontecimentos marcantes. Na sequência da implantação da República, deu-se a introdução do “M” (Magos) na sigla “BR”, de modo a evitar conotações monárquicas. E, por exemplo, com o 25 de Abril deu-se a integração das mulheres nos grupos de cantores, foi retirada ou dissimulada dos desenhos a estrela do oriente, com receio de conotações políticas e a celebração deixou de ser privada e isolada para se transformar numa festa participada por todos os que dela queiram fazer parte.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Detido jovem suspeito de esfaquear italiano

Um jovem de 20 anos suspeito de ter esfaqueado um turista italiano, de 44 anos, em agosto do ano passado, na cidade de Peniche, foi detido no dia 31 de janeiro pela Polícia Judiciária.

301892571 5511052978953498 1142509494542909660 n

Corpo dá à costa em São Martinho do Porto

Foi encontrado na manhã deste sábado um corpo a flutuar junto à costa, a sul da Ponta do Facho, em São Martinho do Porto, tendo sido resgatado após o alerta dado pelas 10h25, através de um popular que se encontrava naquela zona de pesqueiro a praticar pesca lúdica.

corpo