Q

Previsão do tempo

17° C
  • Sunday 22° C
  • Monday 23° C
  • Tuesday 21° C
17° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 21° C
18° C
  • Sunday 26° C
  • Monday 26° C
  • Tuesday 23° C

“Pioneiro” nas ondas gigantes morreu na Praia do Norte

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Márcio Freire, um surfista brasileiro de ondas grandes com grande experiência, de 47 anos, morreu na tarde da passada quinta-feira, quando sofreu um acidente enquanto surfava na Praia do Norte, na Nazaré, que o deixou inanimado, não tendo sido possível reverter a paragem cardiorrespiratória.

Márcio Freire, um surfista brasileiro de ondas grandes com grande experiência, de 47 anos, morreu na tarde da passada quinta-feira, quando sofreu um acidente enquanto surfava na Praia do Norte, na Nazaré, que o deixou inanimado, não tendo sido possível reverter a paragem cardiorrespiratória.

Praticava surf rebocado (tow in) e caiu à água, tendo logo o dispositivo de surfistas definido no plano de segurança procedido ao resgate de Márcio Freire na mota de água de apoio à atividade para o areal da praia onde, numa primeira instância, foi socorrido pela equipa de nadadores-salvadores, posteriormente reforçada pela equipa do Centro de Alto Rendimento de Surf da Nazaré, pelos bombeiros voluntários da Nazaré e por elementos do INEM.

O acidente aconteceu numa altura em que, apesar das ondas grandes, o mar não atingia ondas que motivassem qualquer condicionalismo na ida ao mar por surfistas com experiência.

O alerta foi dado pelas 16h16 e segundo a Autoridade Marítima Nacional foram desencadeados os meios de socorro e agentes do Comando-local da Polícia Marítima da Nazaré, no total de nove elementos e cinco viaturas.

Apesar de todos os esforços, as manobras de reanimação acabaram por se demonstrar infrutíferas, tendo o óbito sido declarado pela médica presente no local.

Foi contatado o Ministério Público e o corpo foi transportado pelos Bombeiros Voluntários da Nazaré para o Instituto de Medicina Legal de Leiria, para ser autopsiado.

O Gabinete de Psicologia da Polícia Marítima foi ativado para prestar apoio aos familiares da vítima.

Conhecido praticante das ondas gigantes, Márcio Freire estava na Nazaré com familiares, que vieram do Brasil para passar o natal com ele, celebrando também os 81 anos do pai. Um grupo de amigos acompanhava igualmente o surfista.

Lenda brasileira no surf de ondas gigantes, “pioneiro” na remada, como se intitulava, era um dos “mad dogs” (cães malucos), um trio de atletas da Bahia (a par Danilo Couto e Yuri Soledade) conhecido por em 2007 dominar ondas gigantes no mar sem um aparato de segurança de equipa de socorro a postos, sem ajuda de jet ski, só de bermudas e com a força dos braços, em Jaws, no Havai, uma das maiores ondas do mundo.

Tendo abandonado cedo as competições profissionais, tornou-se um freesurfer, sem se preocupar com performance e participar em torneios. Mas influenciou uma geração de surfistas de ondas grandes.

“Estamos todos extremamente abalados com a partida trágica de um cara que sempre admirei por sua coragem e técnica dentro e fora de água, pioneiro em uma das mais temidas ondas do mundo, Jaws. Sem dúvida uma perda gigante para o nosso esporte e para as gerações do big surf”, afirmou Lucas Chumbo. “Descanse em paz, ídolo!”, escreveu Pedro Scooby. “Vá em paz meu amigo”, comentou outra lenda do surf das ondas gigantes, Carlos Burle. “Obrigada por sua contribuição. Você foi uma alma única e boa”, escreveu a surfista Maya Gabeira.

“Marcinho era e continuará sendo muito amado por todos que o conheceram e só deixou boas lembranças e boas energias por onde passou”, referiu o cantor brasileiro Gabriel o Pensador.

“O Município da Nazaré apresenta os seus mais profundos pêsames a toda a família enlutada bem como a toda comunidade surfista e deixa um agradecimento público a todos os que tudo fizeram para evitar este desfecho”, manifestou a autarquia, em comunicado.

A Federação Portuguesa de Surf também emitiu um comunicado onde lamenta “o trágico falecimento”, transmitindo os sentimentos “à família enlutada e à comunidade do surf de ondas grandes”.

Esta é a primeira vítima mortal ligada ao surf das ondas grandes no canhão da Nazaré, apesar de anteriormente já terem acontecido acidentes graves.

Surfistas que estavam próximos do brasileiro relataram que a vítima, ao ser encontrada, não estava com o colete salva-vidas, considerado fundamental para que a pessoa não fique submersa em caso de algum acidente, deixando-o à superfície a flutuar e facilitando a chegada de um socorro. Além disso, o colete também mantém a temperatura corporal.

Espera por competição

Desde 15 de novembro e até 31 de março decorre o período de espera do Nazaré Tow Surfing Challenge, campeonato de ondas grandes que pode arrancar a qualquer momento, bastando para tal que se reúnam as condições ideais.

A competição integra nove equipas, cada qual com dois surfistas, que alternam entre si o acompanhamento por jet ski e o desafio com a prancha. Contam as duas melhores ondas para cada surfista num total de seis heats de 40 minutos

O havaiano Kai Lenny e o brasileiro Lucas Chumbo têm sido os grandes dominadores destes eventos. Entre os convidados contam-se três portugueses: Nic von Rupp faz equipa com o brasileiro Pedro Scooby, e João de Macedo e António Silva formam uma dupla nacional. Há ainda um quarto português, o jovem Tony Laureano, que ficou numa das equipas em lista de espera, fazendo par com o francês Pierrot Caley. As outras duas equipas alternativas são compostas por Rafael Tapia (chileno) and Jamie Mitchell (australiano) e Axier Muniain (espanhol) & Francisco Porcella (italiano).

O alemão Sebastian Steudtner, atual recordista do Guinness para a maior onda surfada, faz dupla com o norte-americano Daniel Goldberg, o brasileiro Rodrigo Koxa, anterior detentor do recorde mundial, está com o havaiano Kealii Mamala, e o inglês Andrew Cotton tem como companheiro o norte-americano Will Skudin.

Três mulheres competem: A francesa Justine Dupont (com o francês Éric Rebière), a brasileira Maya Gabeira (com o francês Pierre Rollet) e a brasileira Michelle des Bouillons (com o brasileiro Ian Cosenza).

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Condutor de motociclo morre em colisão com trator

Um homem de 63 anos morreu após a colisão entre o motociclo que conduzia e um trator na EN8, no cruzamento para o Casal Pardo, na freguesia de Alfeizerão, nesta sexta-feira, pelas 19h35.

estrada 1