Q

Previsão do tempo

14° C
  • Friday 18° C
  • Saturday 20° C
  • Sunday 19° C
14° C
  • Friday 18° C
  • Saturday 21° C
  • Sunday 19° C
15° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 22° C
  • Sunday 21° C

Associação de estrangeiros cria cozinha itinerante para levar culinária internacional a idosos  

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Cerca de 40 seniores da Fonte Santa - Centro Social da Serra do Bouro degustaram culinária típica da China. A cozinha itinerante foi criada pela Oeste International Community Volunteers (OICV), que no passado dia 24 cozinhou comida chinesa para cerca de 40 idosos do lar e centro de dia da instituição.
Os estrangeiros cozinharam comida chinesa para os idosos da Fonte Santa

Cerca de 40 seniores da Fonte Santa – Centro Social da Serra do Bouro degustaram culinária típica da China. A cozinha itinerante foi criada pela Oeste International Community Volunteers (OICV), que no passado dia 24 cozinhou comida chinesa para cerca de 40 idosos do lar e centro de dia da instituição.

Os voluntários desta associação estrangeira levaram tudo o que é necessário para fazer uma refeição completa: desde fogão e utensílios a ingredientes e até “a boa disposição para animar os seniores que tiveram a oportunidade de ver os estrangeiros a cozinhar ao vivo”.

O menu foi composto por dois pratos populares da cozinha oriental. Um deles foi massa chinesa com frango e legumes e também foi servido arroz frito com legumes acompanhado de frango à moda chinesa. Foram utilizados os molhos de soja e de ostras.

Estiveram presentes para este evento oito membros da associação, oriundos da Polónia, Singapura, Reino Unido e Bélgica, que prepararam todos os alimentos para a refeição. 

A iniciativa faz parte do projeto “almoço cozinha internacional”, dinamizado pelos voluntários desta associação de estrangeiros, que tem cozinhado para utentes de várias instituições de Óbidos e Caldas da Rainha. 

A ideia é utilizar a gastronomia como “elemento cultural, símbolo de identidade e meio de integração”, disse o presidente da OICV, Joseph Poon, que é natural da China mas viveu no Reino Unido e trabalhou como coordenador do Parlamento dos Jovens. “Para muitos destes seniores é a primeira vez que provam comida chinesa, que além de ser saborosa é muito saudável porque tem muitos legumes”, referiu o responsável, revelando que “além do almoço diferente foi também um momento de convívio fora da rotina dos utentes”.

Margarida Martins, de 85 anos, natural da Madeira (Camacha) e residente nas Caldas há 60 anos, adorou a comida chinesa. “Já tinha saudades de comer um salteado”, disse ao JORNAL DAS CALDAS esta utente do lar que trabalhava a fazer cestos nas Caldas. Foi a primeira vez que degustou gastronomia oriental.

cozinha 2
 Foi a primeira vez que Margarida Martins provou a culinária oriental

Gastronomia como meio de integração

A voluntária da Polónia, Magdalena Styperek, disse que “o intuito do projeto é também mostrar que não estamos em Portugal só a passar férias. Queremos mostrar a nossa cultura aos portugueses daí que a cozinha móvel faz também pratos de outros países”. Segundo esta estrangeira já cozinharam em várias instituições de idosos de Óbidos e agora iniciaram nas Caldas da Rainha.

Quem também gostou muito desta iniciativa foi o vice-presidente da direção, Álvaro Baltazar, revelando que “os nossos idosos não saem tanto como desejariam e acaba por ser quase todos os dias a mesma rotina, então quando se proporciona alguma atividade diferente que possa quebrar essa rotina nós encaramos muito bem”.

O responsável destacou os voluntários estrangeiros que decidiram fixar-se em Portugal e “querem colaborar com a comunidade e conhecer a nossa realidade”.

Nicola Lourenço, diretora técnica da Fonte Santa, disse que os seniores aceitaram com muito agrado o almoço surpresa. “Não lhes disse no início que era comida chinesa até porque eles depois de provarem verificam que afinal não é muito diferente do que estão habituados e é bom para conhecerem outras culturas, relatou.

Joseph Poon tem como objetivo dar a conhecer a OICV, para que a população “saiba que não são só estrangeiros que vieram morar para o Oeste”. Segundo o presidente da associação, o número de estrangeiros a escolher o Oeste para viver ou gozar a reforma aumentou, tornando-se nos últimos anos uma comunidade com bastante representação social e económica. “Assim, e para efetuar uma aproximação aos portugueses, queremos continuar a realizar diversas atividades para interagir com as comunidades locais desta região”, adiantou.

A próxima iniciativa da OICV será levar a cozinha ambulante para a festa do “Desembrulhar Sorrisos” da Ordem do Trevo, que se vai realizar a 17 de dezembro, na Expoeste. Pretendem cozinhar culinária típica da Polónia e China para as crianças e famílias carenciadas apoiadas pela Ordem do Trevo.

Colaboraram nesta iniciativa ainda os voluntários estrangeiros Anand Karu, Andrew Burch, Bert Van, Ian Hoyland, Judith e Keit Cambridge.

A Fonte Santa é uma Instituição Particular de Solidariedade Social fundada em 2005, com sede na Serra do Bouro. Dá apoio a mais de cem idosos em lar, centro de dia e apoio domiciliário. Tem ainda as valências de creche e jardim de infância.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Feriado municipal celebrado com a população

Foi em frente ao Hospital Termal, no largo Rainha D. Leonor, que os dois principais representantes políticos do concelho, os presidentes da Assembleia e da Câmara Municipal, se dirigiram à população para evocar o Dia da Cidade e a sua fundadora.

15demaioHTermal3

Festas da Cidade com três concertos

Foram três noites com uma seleção musical muito eclética, da música clássica às cantigas em crioulo, que preencheram o programa das Festas da Cidade de 2024.

concerto1

ACCCRO inaugurou espaço de projeto “Aceleradoras Digitais”

A ACCCRO – Associação Empresarial das Caldas da Rainha e Oeste inaugurou no dia 14 de maio o seu novo espaço dedicado ao projeto “Acelerar 2030 – Para um Centro Mais Digital”, liderado pelo Conselho Empresarial do Centro e Câmara de Comércio e Indústria do Centro.

aceleradoraACCCRO