Q

Previsão do tempo

11° C
  • Thursday 15° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
11° C
  • Thursday 15° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
12° C
  • Thursday 15° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C

“Falcões do Montejunto” celebraram as ‘bodas de prata’

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
No passado sábado o Grupo Motard “Falcões do Montejunto” completou 25 anos de existência. Dezenas de associados e amigos dos “Falcões” reuniram-se na sede da Sociedade Desportiva e Recreativa de Alguber para comemorar esta simbólica efeméride.
Foi descerrada uma placa alusiva aos 25 anos do Grupo Motard

No passado sábado o Grupo Motard “Falcões do Montejunto” completou 25 anos de existência. Dezenas de associados e amigos dos “Falcões” reuniram-se na sede da Sociedade Desportiva e Recreativa de Alguber para comemorar esta simbólica efeméride.

As celebrações iniciaram-se com uma homenagem póstuma a Luís Deodato, membro dos “Falcões do Montejunto” que faleceu em agosto. Natural da Sobrena, “Miolos”, como era conhecido entre amigos e conterrâneos, foi relembrado.

Seguiu-se o momento do descerrar da placa comemorativa dos 25 anos do grupo. Neste ato, esteve presente o presidente da Câmara Municipal do Cadaval, José Bernardo Nunes, o presidente da Junta de Freguesia de Alguber, Telmo Santos, assim como o presidente dos “Falcões do Montejunto”, Pedro Duarte, e restantes membros da direção.

Pelas 20h deu-se início ao jantar convívio e, posteriormente, ao concerto da banda de hard rock “Ferro e Fogo”. Fundado em 1978, o grupo musical proveniente da Reboleira animou o público e fechou as comemorações.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Pai e filho julgados por matar rapariga

Inicia-se nesta quarta-feira, 30 de novembro, no Tribunal de Leiria, o julgamento do jovem de 20 anos e do pai, de 46 anos, acusados de estarem envolvidos na morte de Soraia Sousa, de 18 anos, a 3 de outubro do ano passado, no largo junto à estação de caminhos de...

martinganca

Teatro da Rainha recebe apoio de 400 mil euros

O Teatro da Rainha, companhia apoiada pela Câmara Municipal de Caldas da Rainha, estrutura de criação teatral que se assume como um centro dramático — centro de atividades que projeta de modo multidisciplinar tradição e inovação teatrais — obteve no Programa de Apoio Sustentado 2023-2026, da Direcção-Geral das Artes, o apoio máximo para o quadriénio que em 2023 se inicia. Esse apoio, de 400 mil euros, supõe um plano artístico, formativo e de atividades paralelas que se distribui por 14 estruturas no todo nacional.

teatro