Q

Previsão do tempo

15° C
  • Wednesday 12° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 14° C
16° C
  • Wednesday 13° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 14° C
16° C
  • Wednesday 13° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 14° C

Caldas e a Cultura

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A atual gestão camarária tem vindo a prestar contas aos caldenses sobre os investimentos culturais nas Caldas. Assim, foi justificado, e bem, o abandono do projeto World Press Cartoon, que envolvia verbas na ordem de mais de um milhão de euros/ evento/ano. A análise custo/benefício, a importância para a divulgação das Caldas, foi entendida, e […]

A atual gestão camarária tem vindo a prestar contas aos caldenses sobre os investimentos culturais nas Caldas.

Assim, foi justificado, e bem, o abandono do projeto World Press Cartoon, que envolvia verbas na ordem de mais de um milhão de euros/ evento/ano.

A análise custo/benefício, a importância para a divulgação das Caldas, foi entendida, e bem, como um investimento pouco conseguido.

A própria exposição dos cartoons no CCC, que visitei, me pareceu pouco criativa. A ligação às caricaturas de Rafael Bordalo Pinheiro também nunca foi, a meu ver, bem explorada.

Para quem se preocupa com a Cultura nas Caldas, diria que outros investimentos deveriam merecer por parte da Câmara igual análise da sua exploração operacional.

Refiro-me concretamente à Molda, que desenvolveu ao longo dos anos várias ações de promoção da Cerâmica das Caldas, que os ceramistas locais sempre contestaram publicamente, gastando alegremente avultadas verbas do erário público.

A Molda não sofreu o mesmo tratamento dos cartoons do caricaturista do Expresso – António.

Não foram divulgados, como no presente caso, os valores gastos pela Câmara em sucessivos quadriénios.

Agora que se discute a construção/remodelação do Museu de Cerâmica das Caldas da Rainha, tais aspetos estão na ordem do dia e para eles chamo a devida atenção das autoridades responsáveis.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Acórdãos e Eleições da Confraria…

Neste mês de novembro, a Mesa Administrativa, a Assembleia Geral e o Conselho Fiscal da Santa Casa da Misericórdia da Vila de Óbidos, publicaram mais um relevante tomo acerca da sua rica e respeitada história, o “Acórdãos e Eleições da Confraria e Santa Casa da Misericórdia da Vila de Óbidos (volumes XIV-XVI: 1914-1922)”.

Sobreviver à inflação

A carne e o peixe aumentaram, as atividades extra dos filhos, o combustível e as idas ao restaurante estão cada vez mais caros. Sem tentar perder qualidade de vida, procure alterar hábitos e comportamentos que ajudarão no combate à inflação.

Porta da Senhora da Piedade

“Sobe ao trono português o duque de Bragança D. João 4º pela feliz revolução do 1º de Dezembro de 1640. Neste dia, o povo de Óbidos sacudiu também o jugo espanhol: caem de repente sobre os empregados e levantam o grito a favor do duque de Bragança e nomeiam empregados provisórios, porém foi tudo em tão boa ordem que não aconteceu o mais pequeno desastre a respeito de mortes. Depois de tudo em sossego, D. João 4º manda reparar e reformar o paço do concelho e manda pôr por cima das portas da Vila uma pedra com este letreiro: “A Virgem Nossa Senhora foi concebida sem mácula do pecado original.” Este rei repara alguns bocados de muralha, manda pôr as portas novas e tirar as antigas por estarem bastante velhas.”