Q

Previsão do tempo

15° C
  • Saturday 23° C
  • Sunday 26° C
  • Monday 28° C
15° C
  • Saturday 23° C
  • Sunday 27° C
  • Monday 28° C
15° C
  • Saturday 25° C
  • Sunday 29° C
  • Monday 30° C

Agricultora da Serra do Bouro à procura de pretendente em programa da SIC

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Arrancou no passado domingo a nova temporada de “Quem Quer Namorar com o Agricultor”, programa da SIC que tem como uma das concorrentes a modelo Marie Brethenoux, de 33 anos (completados durante as gravações), que desde 2021 está a viver no Zambujeiro, na Serra do Bouro, nas Caldas da Rainha, onde se ocupa da reformulação da quinta da família, dedicando-se também ali aos trabalhos rurais.
Marie Brethenoux é modelo e iniciou-se na agricultora na casa que herdou na Serra do Bouro

Arrancou no passado domingo a nova temporada de “Quem Quer Namorar com o Agricultor”, programa da SIC que tem como uma das concorrentes a modelo Marie Brethenoux, de 33 anos (completados durante as gravações), que desde 2021 está a viver no Zambujeiro, na Serra do Bouro, nas Caldas da Rainha, onde se ocupa da reformulação da quinta da família, dedicando-se também ali aos trabalhos rurais.

Marie nasceu em Paris, filha de mãe portuguesa e pai francês. Foi na cidade parisiense que passou a sua infância e aos quinze anos veio estudar para Portugal, onde terminou a sua licenciatura em Comunicação Aplicada e mestrado em Marketing.

Pelo meio tornou-se manequim, tendo sido fotografada para algumas das mais conhecidas revistas masculinas, entre elas a Playboy e a Penthouse.

Ao acabar os estudos decidiu regressar para Paris e trabalhar na área. No entanto, a agitação da vida parisiense não a fazia feliz e, há um ano, decidiu mudar radicalmente de vida: sai de Paris de malas e bagagens e ruma até ao Zambujeiro.

Toma esta decisão porque não se identificava com a vida da cidade e contou que “encontrei o meu cantinho da paz na casa que era do meu avô”, onde tem sempre muitas coisas para fazer.

“Herdei o espaço, que tenho vindo a restaurar, a limpar, a tirar muita silva, a dar uma nova vida”, relatou.

Dedica os seus dias à reabilitação da casa e de todo o seu espaço envolvente. Começou a aprender e a trabalhar a terra para consumo próprio. Já tem animais na sua propriedade e diversas plantações de legumes, ervas aromáticas e árvores de fruto.

“De manhã agricultora, à tarde na construção”, é como passa os dias. “Não tenho vida social e preciso de ajuda para encontrar o amor”, explicou Marie Brethenoux à “Casa Feliz”, da SIC, vendo no “Quem Quer Namorar com o Agricultor” uma hipótese de conhecer alguém especial.

“Procuro um homem que não tenha medo do compromisso e de ultrapassar a fase de namorar”, afirmou.

No primeiro episódio, enquanto esperava os pretendentes Edgar, Tiago, Ricardo e Miguel, à conversa com a apresentadora Andreia Rodrigues revelou algumas reticências provocadas por relações passadas.

“Tenho medo de sofrer. Já sofri no passado. A pessoa que chegar agora à minha vida vai ter que ter uma abordagem diferente”, alertou.

Por isso, pretende encontrar alguém que “queira seguir o meu projeto e não tenha medo de trabalhar. Que perceba que o meu passado de modelo foi um trabalho e que aceite que vou envelhecer e que não sou a menina das revistas”.

“De capa de revistas masculinas a agricultora em Portugal”, é a transformação que a própria evidencia. “Não me arrependo de ter ido para o campo e espero partilhar. As pessoas vão-me conhecer num meio diferente. Espero que a minha vida e a vida de alguém mudem”, confessou.

Resta saber se algum dos pretendentes vai arrebatar o coração da agricultora. No primeiro encontro recebeu elogios. Um deles ofereceu-lhe dois coelhos e marcou pontos.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Despiste mortal na estrada entre a Foz e Caldas

Um homem de 63 anos morreu na sequência do despiste do carro que conduzia, ao final da manhã da passada quinta-feira na variante entre a Foz do Arelho e as Caldas da Rainha, na zona da freguesia do Nadadouro, após uma curva.

despiste 1

43 cães com ferimentos ou em condições deploráveis foram resgatados

O IRA - Intervenção e Resgate Animal divulgou que uma ação de fiscalização a um caçador, no concelho do Cadaval, culminou com a apreensão e resgate de 43 cães. Nessa operação, para além do IRA, estiveram envolvidas várias entidades, como o Gabinete Médico Veterinário Municipal, duas associações locais de proteção de animais, o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, e a GNR, que constituiu arguido o detentor dos animais, que estavam em condições deploráveis de higiene e alguns com fraturas expostas, doentes e esqueléticos.

ira0

Viatura em barracão foi consumida pelas chamas

Um barracão que servia de arrecadação de uma habitação ficou destruído na tarde da passada quarta-feira, na sequência de um incêndio em Silval, na freguesia de Turquel, em Alcobaça, que consumiu um carro que estava no interior e obrigou um casal, uma mulher de 66 anos e um homem de 69 anos, a ter de ser alojado na casa de um filho, devido aos estragos provocados.

silval