Q

Previsão do tempo

15° C
  • Saturday 23° C
  • Sunday 26° C
  • Monday 28° C
15° C
  • Saturday 23° C
  • Sunday 27° C
  • Monday 28° C
15° C
  • Saturday 25° C
  • Sunday 29° C
  • Monday 30° C

Reabilitação do Museu de Cerâmica vai custar 1,6 milhões de euros

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Câmara Municipal das Caldas da Rainha vai propor ao Plano Estratégico de Reabilitação e Valorização do Património Cultural da Região Centro a realização da obra que pretende inverter o mau estado de conservação do edifício do Museu de Cerâmica, cuja intervenção está estimada em um milhão e 650 mil euros.
Está prevista a transferência do Museu para a esfera municipal e a sua ampliação

A Câmara Municipal das Caldas da Rainha vai propor ao Plano Estratégico de Reabilitação e Valorização do Património Cultural da Região Centro a realização da obra que pretende inverter o mau estado de conservação do edifício do Museu de Cerâmica, cuja intervenção está estimada em um milhão e 650 mil euros.

A obra dará resposta à “necessidade de acautelar a reabilitação do edifício antes que se processe o auto de transferência da esfera nacional para a esfera municipal”, revelou o presidente da Câmara, Vitor Marques.

O autarca, que se congratulou com a recente classificação do Palacete Visconde de Sacavém, onde está alojado o Museu de Cerâmica, como Monumento de Interesse Público, sublinhou que este núcleo museológico “na ótica de um futuro alargamento, tem estado no centro das preocupações do atual executivo camarário, por se tratar de um equipamento de relevo no panorama cultural caldense e por estar prestes a passar para a alçada camarária, por via da descentralização de competências em matéria de cultura”.

“Atendendo ao mau estado de conservação do edifício, que alberga importantes coleções cerâmicas nacionais e municipais, o executivo tem chamado a atenção das autoridades nacionais e regionais, designadamente a Direção-Geral das Autarquias Locais e a Direção Regional de Cultura do Centro”, indicou Vitor Marques.

Em reunião com a diretora regional de Cultura do Centro, Suzana Menezes, o presidente da Câmara e a vereadora da Cultura, Conceição Henriques, debateram a situação do edifício e a transferência do Museu para a esfera municipal, tendo ficado acordado que a reabilitação do mesmo iria ser proposta no Plano Estratégico de Reabilitação e Valorização do Património Cultural da Região Centro, estando, neste momento, a ser preparado pela Unidade de Cultura da Câmara o documento de suporte a essa proposta.

A ampliação deste museu, que estava previsto ocorrer em conjunto com a reabilitação do Palácio Visconde de Sacavém, será objeto de uma proposta de construção autónoma, cujo documento de suporte está também ser preparado pelos serviços municipais, por se considerar que a reabilitação do edifício não pode aguardar o tempo que as tramitações (elaboração e aprovação de projecto e obtenção de financiamento) e construção de um novo equipamento comportam.

“Atualmente está a ser preparado um plano de desenvolvimento do parque termal de Caldas da Rainha, no qual o Museu de Cerâmica, conjuntamente com o Hospital Termal, o parque D. Carlos I e a Mata Rainha D. Leonor, e o Centro de Artes, serão eixos axiais para a reformulação de uma importante parte da cidade assente no binómio cultura e bem-estar”, manifestou Vitor Marques.

O presidente da Câmara ressalvou que “o desígnio da reconstrução do Museu de Cerâmica é, felizmente, consensual em todos os setores da sociedade caldense, pelo que os esforços junto das autoridades para que o mesmo não fique fora dos financiamentos do Portugal 2030 – essenciais para uma obra desta envergadura – serão uma prioridade absoluta do executivo camarário”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Despiste mortal na estrada entre a Foz e Caldas

Um homem de 63 anos morreu na sequência do despiste do carro que conduzia, ao final da manhã da passada quinta-feira na variante entre a Foz do Arelho e as Caldas da Rainha, na zona da freguesia do Nadadouro, após uma curva.

despiste 1

43 cães com ferimentos ou em condições deploráveis foram resgatados

O IRA - Intervenção e Resgate Animal divulgou que uma ação de fiscalização a um caçador, no concelho do Cadaval, culminou com a apreensão e resgate de 43 cães. Nessa operação, para além do IRA, estiveram envolvidas várias entidades, como o Gabinete Médico Veterinário Municipal, duas associações locais de proteção de animais, o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, e a GNR, que constituiu arguido o detentor dos animais, que estavam em condições deploráveis de higiene e alguns com fraturas expostas, doentes e esqueléticos.

ira0

Viatura em barracão foi consumida pelas chamas

Um barracão que servia de arrecadação de uma habitação ficou destruído na tarde da passada quarta-feira, na sequência de um incêndio em Silval, na freguesia de Turquel, em Alcobaça, que consumiu um carro que estava no interior e obrigou um casal, uma mulher de 66 anos e um homem de 69 anos, a ter de ser alojado na casa de um filho, devido aos estragos provocados.

silval