Q

Previsão do tempo

14° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 20° C
14° C
  • Tuesday 21° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 20° C
15° C
  • Tuesday 21° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 21° C

Otite externa: incidência aumenta no verão. Como prevenir e tratar

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A otite externa, também conhecida por “otite do nadador”, é uma inflamação ou infeção do canal auditivo externo (normalmente bacteriana), que pode, em casos mais exuberantes, estender-se a todo o pavilhão auricular.

A otite externa, também conhecida por “otite do nadador”, é uma inflamação ou infeção do canal auditivo externo (normalmente bacteriana), que pode, em casos mais exuberantes, estender-se a todo o pavilhão auricular.

joo diogo martins cuf

Apesar de poder ocorrer em qualquer altura do ano, a sua incidência aumenta muito nos meses de verão. A razão para este aumento está relacionada com o maior contacto com água, principalmente as águas de piscinas que muitas vezes estão contaminadas por bactérias devido à elevada utilização nos meses de verão.

Quais os principais sintomas?

Os principais sintomas são dor de ouvido (normalmente agrava com a manipulação da orelha), corrimento pelo canal auditivo (pus), sensação de ouvido tapado e, por vezes, comichão.

Quais os fatores predisponentes para o desenvolvimento da otite externa?

A exposição prolongada a água, o excesso de cerúmen no ouvido, a pele do canal auditivo seca e descamativa (eczema ou outras formas de dermatite), a manipulação do ouvido com cotonetes ou outros instrumentos. Também coçar o ouvido com as unhas, a utilização prolongada de fones auriculares ou aparelhos auditivos são fatores que influenciam o desenvolvimento de otite externa.

O que fazer perante sintomas suspeitos de otite externa?

Infelizmente a otite externa é um problema que pode incomodar e condicionar o tão aguardado período de férias de verão. Em caso de suspeita de otite externa a primeira atitude a tomar é não nadar. Importa não molhar o ouvido (mesmo durante o banho de casa) e não usar tampões ou fones auriculares até estar esclarecida a situação.

Na maioria das vezes o tratamento é feito com tratamento tópico com gotas com antibiótico e anti-inflamatório, não sendo necessário a utilização de antibióticos orais.

Mas obviamente que é determinante a observação por um especialista para confirmação do diagnóstico e instituição do tratamento adequado.

Existe alguma forma de prevenir a otite externa?

Existem algumas atitudes que podem ser tomadas para diminuir a probabilidade de desenvolvimento de uma otite externa: evitar períodos prolongados em águas de piscinas; depois de sair da água do mar ou piscina, deve tentar drenar a água dos ouvidos e secar os ouvidos gentilmente com uma toalha seca; evitar a manipulação dos ouvidos com cotonetes e unhas; caso seja um problema recorrente, deve ponderar a utilização de tampões auriculares; se tiver antecedentes de rolhões de cerúmen frequentes, deve procurar um otorrinolaringologista para realizar uma limpeza auricular antes do início da época balnear.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Caldas e a Cultura

A atual gestão camarária tem vindo a prestar contas aos caldenses sobre os investimentos culturais nas Caldas. Assim, foi justificado, e bem, o abandono do projeto World Press Cartoon, que envolvia verbas na ordem de mais de um milhão de euros/ evento/ano. A...

Arte musical do Ocidente

Refletindo um pouco acerca da música que enlevou algumas regiões do nosso planeta em tempos idos, vêm-me à memória diversos e inauditos temas, entre eles os do período medieval e renascentista, aquando do surgimento da monodia, no século VII.

Para que serve a Cultura?

Recentemente desfrutámos da excelente notícia da criação da Biblioteca António Lobo Antunes, na freguesia de Benfica, em Lisboa, a ser instalada no antigo edifício da Fábrica Simões (Simões & Cª Lda., 1907-1987). Depois da recuperação do imóvel, abandonado por mais de trinta anos, o seu destino só poderia ser o cultural, desejo antigo dos moradores de uma freguesia que conta com, aproximadamente, 37 mil pessoas, e possui, também, dois outros importantes espaços, o restaurado Palácio Baldaya (com uma excelente biblioteca) e o Auditório Carlos Paredes.