Q

Previsão do tempo

22° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 32° C
22° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 33° C
23° C
  • Wednesday 23° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 36° C
Tomada de posse dos órgãos sociais da ACCCRO

“É preciso responder à crise energética e à falta de mão-de-obra”

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A cerimónia da tomada de posse dos órgãos sociais da Associação Empresarial das Caldas da Rainha e Oeste (ACCCRO) para o triénio 2022/2025 decorreu no dia 3 de agosto, na sua sede.
Os órgãos sociais da ACCCRO para o triénio 2022/2025

Tomada de posse dos órgãos sociais da ACCCRO

A cerimónia da tomada de posse dos órgãos sociais da Associação Empresarial das Caldas da Rainha e Oeste (ACCCRO) para o triénio 2022/2025 decorreu no dia 3 de agosto, na sua sede.

“Num mandato difícil, pós pandemia queremos continuar a dinamizar o comércio tradicional, incrementar mais medidas de desenvolvimento e desenvolver trabalho em proximidade com os associados”, manifestou Luís Gomes, presidente reeleito, revelando que da lista de continuidade há “novos elementos que vão trazer mais dinâmica, também fazem parte dos órgãos sociais da ACCCRO mais duas mulheres em relação ao mandato anterior, em que uma delas é ucraniana, o que vai trazer uma outra visão”.  

O presidente da associação falou de alguns desafios importantes, como “responder à crise energética e à falta de mão-de-obra”.

O presidente da Assembleia Geral, António Salvador, conferiu posse aos órgãos sociais. Salientou que há vários desafios pela frente, lembrando que “as associações empresariais são um sindicato dos empresários e existem para defender os interesses da classe empresarial”.

Apontou que a união local é fundamental para que “o sucesso aconteça”. “É importante a relação entre as associações, conjugar esforços, falar com uma só voz”, salientou.  O responsável evidenciou união de todos os elementos da ACCCRO, inclusive com as “duas funcionárias que também são a identidade da associação”.

António Salvador falou do problema transversal a todos os setores que é a falta de recursos humanos. “É fundamental incentivar o acréscimo de trabalho e horas trabalhadas pelo acréscimo do rendimento líquido obtido”, referiu. Considera que “não há inventivo nenhum para que um trabalhador, por necessidades pontuais transitórias de uma empresa, trabalhe mais duas ou três horas durante uma semana ou durante um período de tempo, porque tem que pagar mais impostos, e mais tarde, por descontentamento, não se mostrará disponível para fazer esse trabalho novamente”.

Destacou ainda o aniversário da ACCCRO, que comemora em novembro 120 anos, recordando que foi fundada em 1902 por um grupo de empresários, entre os quais Rafael Bordalo Pinheiro.

Luís Gomes (Gomes & Arsénio) é o presidente reeleito, tendo como vice-presidentes Marco Pereira (Auto M Caldas) e Andreia Marques (Josicaldas), e como vogais Filipe Belmonte (Duarte e Costa), Susana Vogado (ResultaSilaba) e Pedro Custódio (Oldsamar). O suplente é José Luís (CR Phone).

Da assembleia geral constam António Salvador (Medioeste), presidente, Paulo Ribeiro (Costa & Sousa), vice-presidente, e Sónia Rafael (U-Deck), vogal. Ovídio Diniz (Carlos Manuel Machado da Silva) é o suplente.

Fazem parte do conselho fiscal Luiz Gomes (LFG), presidente, Paulo Bernardino (Lidia Vinagre Beijinha), vice-presidente, Anna Filyuk (Luíz & Paz), vogal, e Cássis Cley (Color Prime), suplente.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Secretário-geral do PSD foi à Expotur apoiar o partido local

O secretário-geral do PSD, Hugo Soares, esteve na passada quinta-feira na Expotur - Festa de Verão, em Caldas da Rainha,onde sublinhou que “viemos dar o nosso apoio ao PSD de Caldas da Rainha”, adiantando que “recuperar esta CâmaraMunicipal para o partido é também...

hugo soares

Aluno da ESAD.CR quer promover música da região no Brasil

Marcelo Domingues, aluno de Gestão Cultural na Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha, está desenvolver um projeto para o mestrado, procurando mapear a cena musical em todo distrito de Leiria, com o objetivo de conectar e exportar a música desta região internacionalmente, em especial para o Brasil. 

rimel