Q

Previsão do tempo

22° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 32° C
22° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 33° C
23° C
  • Wednesday 23° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 36° C

Ministério da Saúde sem calendarização para construção do novo hospital

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Ministério da Saúde prevê para o mês de outubro a entrega do relatório final e do resultado do estudo relativo aos impactos sociais e económicos da criação do novo hospital do Oeste e a identificação de soluções para os polos do atual Centro Hospitalar do Oeste (CHO).
Não está garantido que o Orçamento de Estado de 2023 contemple o novo hospital

O Ministério da Saúde prevê para o mês de outubro a entrega do relatório final e do resultado do estudo relativo aos impactos sociais e económicos da criação do novo hospital do Oeste e a identificação de soluções para os polos do atual Centro Hospitalar do Oeste (CHO).

O relatório final será remetido ao Governo, sendo ainda “premente a definição de uma calendarização para construção do novo hospital”, refere o gabinete da ministra, numa resposta a uma interpelação do Bloco de Esquerda na Assembleia da República.

Para o Bloco de Esquerda, o Ministério da Saúde contorna a pergunta sobre a calendarização da obra e sobre as verbas. “Ficamos sem saber quais os planos do Ministério da Saúde após o relatório final do estudo e se o Orçamento de Estado de 2023 já trará algo de novo. Dada a situação do CHO, esta calendarização seria urgente, mas as populações ficaram sem resposta”, manifestou o partido.

Sobre o que está pensado para os atuais hospitais “a resposta volta a ser evasiva”.

Segundo o Ministério da Saúde, “o estudo qualitativo permitirá identificar um conjunto de possíveis utilizações para as atuais instalações, bem como analisará a possibilidade de articulação entre as atuais unidades de saúde da região e a configuração da oferta de cuidados de saúde”. “Concretamente, identificará quais as unidades do atual CHO que poderão complementar os serviços prestados no novo hospital, em função da solução que minimiza o movimento da população”, adiantou.

Tendo em vista a projeção do novo hospital, foi celebrado entre a Administração Regional de Saúde, o CHO e a Comunidade Intermunicipal do Oeste (CIMOeste), em 9 de setembro de 2019, um acordo com vista à elaboração do estudo para definir o perfil, dimensionamento e localização.

No último trimestre de 2019 foi selecionada a Universidade Nova de Lisboa para a elaboração do estudo. No final desse ano, a Assembleia Municipal das Caldas da Rainha questionou a CIMOeste sobre a forma de escolha da entidade selecionada, defendendo que deveria ser adjudicada por concurso público.

Na sequência dessa interpelação foi entretanto lançado concurso público para aquisição do estudo, o qual foi alvo de impugnação, tendo a adjudicação ocorrido no final de julho de 2021.

Em junho de 2022 foram apresentados aos parceiros envolvidos o relatório intercalar do estudo qualitativo e o estudo sobre a localização, que aponta o hospital para o concelho do Bombarral, o que é contestado por Caldas da Rainha.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

2500 pessoas em corrida de toiros mista

Mais de 2500 pessoas (mais de dois terços da lotação) assistiram na praça do Sítio da Nazaré, na noite do passado sábado, ao regresso a esta arena das corridas de toiros mistas, nas quais existem toureio a cavalo e toureio a pé.

sitio 1

Aluno da ESAD.CR quer promover música da região no Brasil

Marcelo Domingues, aluno de Gestão Cultural na Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha, está desenvolver um projeto para o mestrado, procurando mapear a cena musical em todo distrito de Leiria, com o objetivo de conectar e exportar a música desta região internacionalmente, em especial para o Brasil. 

rimel