Q

Previsão do tempo

17° C
  • Sunday 22° C
  • Monday 23° C
  • Tuesday 21° C
17° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 21° C
18° C
  • Sunday 26° C
  • Monday 26° C
  • Tuesday 23° C

“Barulho” leva Junta de Freguesia a pretender capturar pavões

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A União de Freguesias de Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São Gregório informou nesta segunda-feira que está “a recolher dados para planear a abordagem de captura dos pavões" que desde há vários anos passeiam pela cidade das Caldas da Rainha, bem como a "implementação de estratégias para impedir a fuga e controlo populacional dos mesmos”, na sequência de “excesso de barulho em meio urbano”.

A União de Freguesias de Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São Gregório informou nesta segunda-feira que está “a recolher dados para planear a abordagem de captura dos pavões” que desde há vários anos passeiam pela cidade das Caldas da Rainha, bem como a “implementação de estratégias para impedir a fuga e controlo populacional dos mesmos”, na sequência de “excesso de barulho em meio urbano”.

A junta de freguesia relatou, em comunicado, o “incómodo, que causa aos fregueses, o excesso de barulho dos pavões em meio urbano” e por isso tem vindo a “efetuar esforços no sentido de solucionar a situação”.

Também refere que já foram contactados os serviços veterinários especializados para resolver a questão da “deambulação dos pavões na via pública”, mas “tendo em consideração o seu caráter assilvestrado e o bem estar geral, os procedimentos de captura serão de elevada dificuldade”, apelando à população para não interagir com as aves. 

A questão gerou diversos comentários nas redes sociais, alertando que o executivo da junta “devia era de se preocupar com o ruído da música às duas e meia da manhã no Parque D. Carlos I [alusão a eventos que ali decorreram], que além de incomodar os residentes, hóspedes do hotel [na Rua de Camões] e utentes da Misericórdia [sediada junto ao Parque], certamente também incomoda os pavões”.

“Deixem os animais serem livres, pois já são uma imagem de marca nas Caldas da Rainha e só trazem alegria aos transeuntes”, é outro dos comentários.

A intenção da autarquia não está a ser compreendida, levando a população a retorquir que quem se sente incomodado o melhor é “comprar uns tampões” para os ouvidos.

“Os bichos não fazem mal a ninguém nem fazem nenhum incómodo”, pode também ler-se.

A Associação Rede Leonardo Da Vinci – Proteção Animal transmitiu ter ficado “incrédula” com o comunicado da junta de freguesia. “Os pavões incomodam quem? Não haverá na cidade outras coisas que realmente incomodam?”, questionou.

Perante o rol de contestações à medida anunciada, não se vislumbra como possa ser executada sem que os protestos subam de tom, mesmo perante um abaixo-assinado de moradores apresentado na Assembleia de Freguesia sobre o “barulho” que os pavões fazem.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Ministra da Modernização veio acompanhar criação de região inteligente

A Comunidade Intermunicipal do Oeste recebeu na sua sede, nas Caldas da Rainha, no passado dia 20, a ministra da Juventude e Modernização, Margarida Balseiro Lopes. No centro das atenções esteve o Projeto Oeste Smart Region, num encontro que assinala mais um passo na jornada da região Oeste rumo à transição digital.

ministra