Q

Previsão do tempo

16° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 19° C
  • Friday 22° C
17° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 22° C
17° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 21° C
  • Friday 24° C

Sarau do Acrotramp Clube das Caldas celebrou trinta anos honrando o passado e abraçando o futuro

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Festival Internacional de Ginástica das Caldas da Rainha, organização do Acrotramp Clube das Caldas (ACC), atingiu a 30ª edição e a comemoração no passado sábado à noite fez-se com o tema do trigésimo aniversário.
- Em 2022 o clube alcançou 101 títulos nacionais de primeiro lugar

O Festival Internacional de Ginástica das Caldas da Rainha, organização do Acrotramp Clube das Caldas (ACC), atingiu a 30ª edição e a comemoração no passado sábado à noite fez-se com o tema do trigésimo aniversário.

Depois de dois anos de interrupção devido à Covid-19, houve casa cheia para assistir a uma jornada emocionante e cheia de talentos e campeões, com a presença de ginastas das seleções de Espanha, Reino Unido e Polónia, além da participação de clubes nacionais, como o Lisboa Ginásio Clube, Gimnofrielas, Sociedade FIL – Estrela Moitense, Gimnoanima, Clube Futebol Estevense, Clube de Trampolins de Salvaterra, Acrobatikdays (C.G. Fátima), Grupo Sportivo Carcavelos e Serrana.

acc 2
30ª edição do Festival Internacional de Ginástica das Caldas da Rainha

Fundado em 1991, o ACC sofreu dificuldades nos últimos dois anos face à pandemia Covid-19, com o cancelamento em 2020 dos campeonatos nacionais. Em 2021 não se realizou o Festival Internacional devido à pandemia, mas realizaram-se os campeonatos tendo o Acrotramp conseguido títulos em duplo minitrampolim e trampolim. A equipa sénior venceu a Scalabis Cup. Guilherme Dias e Francisca Coutinho foram apurados para o campeonato do mundo por idades em Baku e Henrique Nascimento participou no campeonato do mundo no Azerbaijão.

Em 2022 o clube alcançou 101 títulos nacionais de primeiro lugar, com conquistas da equipa sénior constituída por Sofia Vala, Andreia Berto e Margarida Henriques, e o título individual em trampolim de Sofia Vala.

O presidente do clube, Stélio Lage, admitiu ter perdido alguns ginastas com a pandemia. “Houve uma quebra grande, mas estamos a recuperar e temos atualmente 170 atletas e praticantes”, contou.

O responsável “reclamou” mais consideração para a modalidade. Referiu as dificuldades em realizar um festival com esta logística, que não é fácil, nomeadamente, devido às despesas da vinda dos ginastas das seleções estrangeiras.

acc 4
Trampolim

O presidente do clube disse que precisa de mais espaço no pavilhão Rainha D Leonor para a prática. “Nós temos três clubes naquele espaço e precisamos de ampliar para poder evoluir e abrir outras áreas de ginástica”, indicou. “A autarquia tem que melhorar este pavilhão nas férias do verão, porque com este nível de ginástica já merece um espaço físico com maior qualidade que este não tem”, adiantou. Referiu ainda que se quisesse organizar uma prova ou campeonato de “topo” nas Caldas “não tinha um local adequado com condições”.

Quanto ao equipamento, Stélio Lage disse que também é preciso renovar e que é material muito dispendioso.

O presidente da Câmara das Caldas, Vitor Marques, disse na abertura do festival que a autarquia está satisfeita pela forma como o clube tem vindo a trabalhar na divulgação e desenvolvimento da ginástica no concelho. O autarca disse que acompanhou o ACC há 30 anos também como pai de um atleta e “todos anos somos surpreendidos com títulos, mas essencialmente pelo desporto, que é fundamental para a formação dos nossos jovens”. “Esse trabalho passa pela organização deste festival, que tem uma qualidade muito grande e uma dimensão difícil de igualar”, considerou.

Quanto às obras no pavilhão, Vitor Manques disse que “há que avaliar a possibilidade de ampliar a nave de trás”. “Temos o compromisso de querer arranjar melhores condições para o ACC e para os outros clubes e estamos a fazer um esforço nessa área”, revelando que o Arneirense vai ficar na “rota dos pavilhões para ser utilizado pelos clubes desportivos”.

O espetáculo, de cerca de três horas, garantiu uma noite “fantástica”, com esquemas bastante variados, construídos e trabalhados ao longo do ano pelas diversas classes de ginástica e que contou também com apoio dos convidados nacionais e internacionais. Foi um evento cheio de luz, música, cor e grandes momentos gímnicos.

acc 1
Depois de dois anos de interrupção o sarau voltou com ginastas e treinadores  
acc 5
O espetáculo garantiu uma noite de campeões
(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Arrancaram obras na linha férrea entre Caldas e Torres

A Infraestruturas de Portugal deu início nesta terça-feira à empreitada de modernização do troço da Linha do Oeste entre Torres Vedras e Caldas da Rainha, após a assinatura do auto de consignação ter tido lugar na estação ferroviária de Caldas da Rainha, com a presença do ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos.

ferrovia

Patos desapareceram em A-dos-Francos

A Junta de Freguesia de A-dos-Francos colocou cinco patos no Rio Arnóia na passada segunda-feira, com o objetivo de ter “um local mais aprazível e bonito, que permita disfrutar da presença destes animais”, mas foi surpreendida no dia seguinte porque três desapareceram.

patos

OesteCim pretende aumentar a oferta formativa da região

A OesteCim - Comunidade Intermunicipal do Oeste, em parceria com a Universidade de Coimbra (UC), vai realizar um levantamento das necessidades formativas na região, ao abrigo do protocolo de colaboração assinado na passada quinta-feira, tendo como objetivo “a definição de novos cursos adaptados às necessidades dos territórios” e aumentar as competências de jovens e adultos.

protocolo1