Q

Previsão do tempo

16° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 19° C
  • Friday 22° C
17° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 22° C
17° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 21° C
  • Friday 24° C

Aluna da Bordalo Pinheiro venceu concurso regional de ideias de negócio nas escolas

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Maria Eduarda, aluna da Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro, das Caldas da Rainha, ganhou a final da sétima edição do “Concurso Regional de Ideias de Negócio nas escolas”, promovido pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, no passado dia 9, no Instituto Politécnico de Viseu.

Maria Eduarda, aluna da Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro, das Caldas da Rainha, ganhou a final da sétima edição do “Concurso Regional de Ideias de Negócio nas escolas”, promovido pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, no passado dia 9, no Instituto Politécnico de Viseu.

Este concurso pretendeu eleger o “Aluno Empreendedor da Região Centro 2022”, entre os representantes das Comunidades Intermunicipais da região Centro. O objetivo é sensibilizar e motivar os jovens para a inovação e o empreendedorismo, promovendo a iniciativa e o dinamismo nas comunidades onde se inserem.

Durante o ano letivo 2021/2022, várias escolas básicas, secundárias e profissionais promoveram diversas ações de sensibilização para o empreendedorismo, junto da população escolar, com o acompanhamento dos respetivos professores. As ações ao nível de escola culminaram na realização de concursos municipais de ideias de negócio e posteriormente nos concursos intermunicipais, com a colaboração das comunidades intermunicipais.

Nesta final regional foram apresentadas cinco ideias de negócio que representam cinco comunidades intermunicipais da Região Centro, nomeadamente Beiras e Serra da Estrela, Oeste, Região de Aveiro, Região de Leiria e Viseu Dão Lafões.

O júri foi composto por José dos Santos Costa (presidente do Instituto Politécnico de Viseu), João Cotta (presidente da direção da Associação Empresarial da Região de Viseu) e Fernando Daniel Nunes (vogal do Conselho de Administração do grupo Visabeira).

A aluna das Caldas da Rainha, representando a Comunidade Intermunicipal do Oeste, trouxe o primeiro prémio com o projeto “Waterflush”, relacionado com a poupança de água.

O projeto consiste na criação de uma empresa (WaterFlush, Lda.) que tem como objetivo comercializar serviços técnicos que permitam desenvolver e implantar circuitos de saneamento doméstico em edificado já existente ou a construir que aproveitem integralmente as águas provenientes dos duches, banhos e lavatórios para abastecimento hidráulico dos sistemas de autoclismo existentes nas instalações sanitárias. Presta serviços de consultoria especializados a empresas de modo a que a solução técnica seja implementada nas casas.

A estudante do 11.º ano de Ciências Socioeconómicas havia vencido em maio a final do concurso Empreendedorismo nas Escolas 21/22, promovida pela Comunidade Intermunicipal do Oeste.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Arrancaram obras na linha férrea entre Caldas e Torres

A Infraestruturas de Portugal deu início nesta terça-feira à empreitada de modernização do troço da Linha do Oeste entre Torres Vedras e Caldas da Rainha, após a assinatura do auto de consignação ter tido lugar na estação ferroviária de Caldas da Rainha, com a presença do ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos.

ferrovia

Patos desapareceram em A-dos-Francos

A Junta de Freguesia de A-dos-Francos colocou cinco patos no Rio Arnóia na passada segunda-feira, com o objetivo de ter “um local mais aprazível e bonito, que permita disfrutar da presença destes animais”, mas foi surpreendida no dia seguinte porque três desapareceram.

patos

OesteCim pretende aumentar a oferta formativa da região

A OesteCim - Comunidade Intermunicipal do Oeste, em parceria com a Universidade de Coimbra (UC), vai realizar um levantamento das necessidades formativas na região, ao abrigo do protocolo de colaboração assinado na passada quinta-feira, tendo como objetivo “a definição de novos cursos adaptados às necessidades dos territórios” e aumentar as competências de jovens e adultos.

protocolo1