Q

Previsão do tempo

20° C
  • Tuesday 32° C
  • Wednesday 28° C
  • Thursday 22° C
20° C
  • Tuesday 33° C
  • Wednesday 29° C
  • Thursday 23° C
20° C
  • Tuesday 38° C
  • Wednesday 34° C
  • Thursday 24° C

Parque de campismo da Câmara concessionado a investidor privado

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Parque Municipal de Campismo e Caravanismo e Parque Aquático de Peniche vão ser explorados por um concessionário e será feito um investimento superior a 22 milhões de euros para requalificar o espaço e desenvolver um projeto ambicioso que pretende impulsionar o interesse turístico, numa obra que se estima se estenderá por seis anos e que pode vir obrigar os atuais ocupantes a retirar as rulotes para que os trabalhos decorram.
Haverá obras no parque e os atuais utentes desconhecem se vão permanecer

O Parque Municipal de Campismo e Caravanismo e Parque Aquático de Peniche vão ser explorados por um concessionário e será feito um investimento superior a 22 milhões de euros para requalificar o espaço e desenvolver um projeto ambicioso que pretende impulsionar o interesse turístico, numa obra que se estima se estenderá por seis anos e que pode vir obrigar os atuais ocupantes a retirar as rulotes para que os trabalhos decorram.

A empresa Vale Paraíso Empreendimentos Turísticos, gestora da marca Ohai Outdoor Resorts e concessionária de outro parque na Nazaré, foi a única participante no concurso público lançado para a concessão durante 25 anos e passa a gerir o parque a partir de junho, pagando uma renda de 750 mil euros anuais à autarquia, que em janeiro deste ano aprovou o arrendamento dos parques, numa decisão por maioria, com quatro votos a favor dos membros eleitos pelo Grupo de Cidadãos Eleitores Por Peniche e pelo PS, e três votos contra, dos membros eleitos pelo PSD e pela CDU.
Segundo a agência Lusa, encontra-se em fase de aprovação na Câmara um projeto que visa requalificar o parque de campismo para um espaço especializado em turismo de qualidade, com infraestruturas que respeitam a natureza e que permitirão a sua fruição o ano inteiro, respondendo às necessidades levantadas pela Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE), que chegou a encerrar o parque de forma temporária.
O Município decidiu concessionar o parque a um privado por não conseguir efetuar melhorias, calculadas em 4,5 milhões de euros. O investimento será agora de dezasseis milhões de euros no parque de campismo e seis milhões de euros no parque aquático.
Numa área de 12,6 hectares de terreno à entrada da cidade, vai ter zonas para caravanas e autocaravanas, áreas de alojamento com ‘glampings, domes e mobiles’, enquanto o parque aquático vai dispor de piscinas interiores e exteriores, ‘tobogans’, estação de bicicletas e de ‘surf’, zona infantil e campos de padel. Existirão ainda parques de futebol e de salto, bem como zona de sauna, jacuzzi e SPA.
A alteração da rede elétrica, comunicações, rede de abastecimento de água e saneamento, reformulação da rede de combate a incêndios, introdução de novas tecnologias como painéis solares fotovoltaicos ou térmicos, a remodelação de balneários, cozinhas e outros espaços, e a criação de novas zonas verdes, são medidas a implementar.
Os atuais funcionários vão manter-se em funções, passando todas as suas obrigações para a empresa, com a qual vão trabalhar a título experimental durante um ano, mediante licença sem vencimento do município, e depois terão de decidir a que quadro de pessoal querem pertencer.
Vários utentes queixaram-se que, de modo informal, têm sido informados pelos funcionários de que terão de retirar as rulotes até final de setembro, alegadamente por causa das obras. Numa carta enviada à Câmara e à Assembleia Municipal, a caravanista Susana Costa reclama pelo “direito à informação”.
“Lamentando profundamente a total ausência de respeito e comunicação por parte do proprietário estamos a aguardar uma comunicação com informação e esclarecimento da parte da Câmara Municipal de Peniche aos caravanistas que mantêm os seus equipamentos todos os meses do ano no Parque e que são contribuintes líquidos”, transmitiu.
Para a caravanista é “uma manifestação clara de indiferença para com famílias que ao longo dos anos têm contribuído a nível financeiro para a autarquia e toda a cidade de Peniche”.
“Somos tratados como se toda aquela área não passasse de terreno, como se não existissem várias centenas de caravanas estacionadas e a pagar mensalidades”, referiu.
À agência Lusa, o promotor alegou que só em junho assume a gestão do parque, enquanto que o município esclareceu que “a decisão sobre a retirada dos equipamentos para a realização de obras, respetivas condições e nova alocação dos espaços caberá ao arrendatário, sendo que a movimentação dos equipamentos é da responsabilidade de cada proprietário”.
“Caberá ao investidor determinar se o período de realização de tais obras implicará o encerramento parcial ou total do parque e a saída ou deslocação de caravanistas”, acrescentou.
O atual regulamento do parque define que o encerramento da instalação ou suspensão do período de utilização por motivo de realização de obras não confere qualquer dedução ou devolução do preço de utilização.
O aumento da procura por Peniche enquanto destino de surf tem contribuído para a subida no número de dormidas.
Atualmente com capacidade para duas mil pessoas, o parque de campismo teve 34 mil utentes em 2019, sendo 25 mil nacionais e nove mil estrangeiros, o que gerou um volume de negócios de 648 mil euros.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

30 anos de teatro

O Teatro Pó D’Palco completa 30 anos de espetáculos e, para comemorar, será apresentada uma peça de teatro na Associacão Quiterense, em Valado Santa Quitéria, no dia 27 de julho, pelas 21 horas.

po

Futebol de praia na Foz

A taça distrital da Associação de Futebol de Leiria em futebol de praia feminino joga-se nesta quarta-feira, 24 de julho, no campo da praia da Foz do Arelho.

Clube de Ténis sagra-se campeão nacional 

Decorreram entre os dias 16 e 21 de julho os campeonatos nacionais de interclubes nos escalões Sub12 e Sub16, no Complexo Desportivo do Jamor. O Clube de Ténis das Caldas da Rainha esteve representado com a equipa Sub12 (mistos) e Sub16 feminina. Esta última sagrou-se campeã nacional ao derrotar na final o Clube de Ténis do Estoril por 2-1. 

tenis