Q

Previsão do tempo

14° C
  • Thursday 26° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 27° C
14° C
  • Thursday 26° C
  • Friday 29° C
  • Saturday 28° C
15° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 32° C
  • Saturday 30° C

Caldas RC empata em casa falha acesso à final do campeonato

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Caldas RC fechou a sua 10ª participação consecutiva no CN1, terminando no 4º lugar, depois do empate em casa com o RC Santarém por 22-22. Finaliza, assim, a época de Rugby XV e segue-se a época de Rugby VII, onde tem para já confirmada a participação no Torneio Internacional de Tondela, no fim-de-semana de 28/29 de maio.
O Caldas RC terminou em 4º lugar

O Caldas RC fechou a sua 10ª participação consecutiva no CN1, terminando no 4º lugar, depois do empate em casa com o RC Santarém por 22-22. Finaliza, assim, a época de Rugby XV e segue-se a época de Rugby VII, onde tem para já confirmada a participação no Torneio Internacional de Tondela, no fim-de-semana de 28/29 de maio.

No Estádio Dr. José Luís de Melo Silveira Botelho, nas Caldas da Rainha, no 1º minuto Tomás Lamboglia transformou uma penalidade, abrindo o marcador, 3-0. O clube de Santarém respondeu aos 13 minutos, na mesma moeda. Penalidade bem transformada pelo defesa Rafael Morales, a empatar.
Pouco depois, aos 16 minutos nova conversão de Rafael Morales, a passar os escalabitanos para a frente, 3-6.
Aos 25 minutos o Santarém viu o seu pilar Tomás Santos Silva receber um cartão amarelo e os consequentes 10 minutos no “banco do pecado”.
Aos 34 minutos, na sequência de várias conquistas em alinhamentos, moules poderosos travados em falta, o capitão do Caldas a escolher jogar em formações-ordenada, o Santarém a realizar faltas sucessivas e o árbitro a conceder o ensaio de penalidade. 10-6 no marcador.
O Santarém, já completo, passou a pressionar, e aos 37 minutos uma penetração do médio de abertura Martim Faro não foi travada e o toque de meta, entre os postes. Conversão fácil para o exímio Rafael Morales e, de novo, os visitantes em vantagem.
Aos 42 minutos, uma iniciativa da equipa da casa foi concretizada pelo centro Alex Vieira. Transformação correta de Pancho Loza e o Caldas a passar para a frente do marcador por 17-16.
Na resposta, aos 54 minutos, mais uma inversão no marcador. Penalidade bem convertida aos postes por Rafael Morales e 17-19 no placard.
Desorganizou-se o Caldas e aos 55 minutos e aos 62 minutos viu o 3ª linha Filipe Gil e o primeiro centro Pancho Loza penalizados com 10 minutos no “sin bin”. Esta última falta foi aproveitada por Rafael Morales para concretizar aos postes, e aumentar a vantagem para 17-22.
Já com 14, os pelicanos chegaram ao seu terceiro ensaio aos 65 minutos, Jogada típica dos avançados caldenses, conquista em fase estática e um moule dinâmico a empurrar o talonador David Esteves para o toque de meta. Pancho Loza não foi feliz na conversão.
Resultado justo num jogo sempre muito disputado.
O pilar Juan Casajus recebeu o pelicano que simboliza o MVP da partida.
O Caldas RC alinhou com Agustin Capoccetti, Alexandre Vieira, André Filipe, Bruno Martins, Cristiano Manuel, Cristóvão Monteiro, David Esteves, Diogo Vasconcelos, Dorin Plameadala, Filipe Gil, Filipe Nobre, Francisco Loza, Gonçalo Sampaio, Jonathan Nolan, Luis Gaspar, José Contreras, Juan Casajus, Lasha Bzhalava, Ricardo Correia, Ricardo Marques, Rui Santos, Salvador Cambournac e Tomas Lamboglia.
Treinador: Patrício Lamboglia; Diretor de Equipa: António Ferreira Marques; Fisioterapeuta: João Jorge (Physioclem).

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Novo recorde de maior onda surfada na Praia do Norte

Há um novo recorde mundial de maior onda já surfada na Praia do Norte, na Nazaré, que foi alcançado pelo alemão Sebastian Steudtner, que em 29 de outubro de 2020 atingiu os 26,21 metros, segundo foi anunciado nesta terça-feira pela World Surf League (WSL), organizadora dos Red Bull Big Wave Awards.

onda