Q

Previsão do tempo

19° C
  • Thursday 26° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 27° C
19° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 29° C
  • Saturday 28° C
20° C
  • Thursday 29° C
  • Friday 32° C
  • Saturday 31° C

“Somos Ucrânia” juntou comunidade ucraniana na Casa dos Barcos

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O projeto solidário “Somos Ucrânia”, organizado pelos alunos do curso de Cozinha e Pastelaria do Instituto de Emprego e Formação Profissional de Santarém, que funciona no Coto, juntamente com o chef Samuel Sousa, promoveu na passada quinta-feira um almoço solidário para a comunidade ucraniana refugiada nas Caldas da Rainha. A ação vai repetir-se no dia 13 de maio no Bombarral.
A comunidade ucraniana teve oportunidade de degustar o menu

O projeto solidário “Somos Ucrânia”, organizado pelos alunos do curso de Cozinha e Pastelaria do Instituto de Emprego e Formação Profissional de Santarém, que funciona no Coto, juntamente com o chef Samuel Sousa, promoveu na passada quinta-feira um almoço solidário para a comunidade ucraniana refugiada nas Caldas da Rainha. A ação vai repetir-se no dia 13 de maio no Bombarral.

A iniciativa, que decorreu na Casa dos Barcos, no Parque D. Carlos I, contou com um menu de degustação, que representou a “história de um refugiado, desde a fuga até ao país de acolhimento”, explicou o chef Samuel Sousa, responsável pela ação. Essa história, que é contada através de imagens, mas também através do paladar e do tato, foi servida em seis pratos, que por sua vez representam “seis fases de um refugiado”.
Do menu de degustação, que foi preparado e servido por 16 alunos aos refugiados ucranianos, constou a “ameaça”, prato tipicamente ucraniano composto por cereais e flores, o “medo”, composto por tosta e peixe, a “fuga”, sopa de beterraba, a “fronteira”, broa de milho com sardinha, o “acolhimento”, bacalhau com pão, e por último, “a esperança”, um doce ucraniano com arroz doce, sendo “aquilo que podemos dar a cada refugiado que se encontra nas Caldas da Rainha”.
Toda esta ação, segundo o chef, deveu-se ao facto de “existir a possibilidade de acolher refugiados no Coto, e como tal começámos a pensar de que modo podíamos contribuir para proporcionar um melhor acolhimento à comunidade ucraniana”. Nesse sentido pensaram em “sensibilizar as pessoas através de duas grandes artes, uma que é gastronómica e outra através da imagem, com a fotografia, e criar um evento para os refugiados”, sublinhou.
Além disso, os alunos tentaram preparar “uma história feliz para contar em forma de confeções gastronómicas, com objetivo de sensibilizar para a necessidade de ajudar e entender o próximo”. Contudo, “o mais importante é o amor e a solidariedade, e é isso que tentamos transmitir através da arte da confeção”.
A par do almoço solidário também foi apresentada uma exposição de fotografia de Ricardo Bastos, que consiste “na imagem dos pratos confecionados e servidos à comunidade”, e ainda foi oferecido à comunidade ucraniana presente um livro de receitas tradicionais portuguesas traduzidas.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Aluna caldense “Embaixadora UC à Frente” 

A caldense Beatriz Lopes, estudante do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas na Universidade de Coimbra, recebeu o prémio “UC à Frente”, atribuído pela Reitoria da Universidade de Coimbra (UC).

premio 1

Vigília com “abraço” ao hospital das Caldas da Rainha

Uma vigília que terminou com um cordão humano em frente à urgência do hospital das Caldas da Rainha foi a forma encontrada pela população para exigir medidas do Governo para melhorar as condições em que trabalham os profissionais de saúde. O alerta foi feito na noite da passada sexta-feira.

vigilia2

VMER volta a ter mais saídas para situações de trauma

A Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) das Caldas da Rainha no serviço de urgência do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) voltou à situação “normal” de seis a sete saídas por turno de oito horas, número que havia reduzido nos dois últimos anos de pandemia. No dia 15 de maio foi celebrado o 20º aniversário da VMER.

vmer 1