Q

Previsão do tempo

19° C
  • Friday 19° C
  • Saturday 23° C
  • Sunday 26° C
19° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 23° C
  • Sunday 27° C
19° C
  • Friday 21° C
  • Saturday 25° C
  • Sunday 29° C

120 girassóis plantados no Parque D. Carlos I

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Cerca de 120 girassóis de espécies diferentes foram plantados, no passado sábado, num dos jardins em frente ao telheiro, no Parque D. Carlos I, nas Caldas da Rainha. Esta atividade, que foi levada a cabo pela Brigada do Girassol, tem como intuito “tornar a cidade num grande jardim de girassóis”.
Joel Alves com a filha Mariana e uma amiga na atividade

Cerca de 120 girassóis de espécies diferentes foram plantados, no passado sábado, num dos jardins em frente ao telheiro, no Parque D. Carlos I, nas Caldas da Rainha. Esta atividade, que foi levada a cabo pela Brigada do Girassol, tem como intuito “tornar a cidade num grande jardim de girassóis”.

O grupo, que começou a ser germinado na cabeça do casal, Joel e Lígia Alves em 2011, só durante os tempos de isolamento social devido à pandemia da Covid-19 é que avançou. Inicialmente semeou os girassóis em casa, mas “a nossa filha, a Mariana, queria era fazer um grande jardim de girassóis”, relatou o caldense, esclarecendo que isso não seria possível porque viviam num apartamento.

Face a isso, Joel Alves optou por semear girassóis em alguns locais da cidade, mas a ideia era “colorir jardins, quintais, varandas e outros espaços”.

No primeiro ano de atividade, a Brigada do Girassol conseguiu “oferecer 1500 plantas de girassol e cerca de 30 mil sementes, mas este ano somos ainda mais ambiciosos e queremos dar mais”, relatou o mentor do projeto, que passou do terraço de sua casa para uma estufa no Parque D. Carlos I, onde contém a germinação das plantas, e para um espaço cedido no Caldas Empreende, no Bairro dos Arneiros.

Agora com “mais condições para germinar os girassóis”, Joel Alves pretende poder oferecer cerca de 15 mil plantas e 50 mil sementes, mas “tudo vai depender da adesão das pessoas ao projeto”. Neste momento, a Brigada do Girassol conta com 2500 girassóis germinados em couverts, que pretende “doar ou semear” em vários jardins públicos da cidade, depois de ter tido autorização da autarquia e das duas juntas de freguesia urbanas para o fazer.

“A ideia é envolver sempre a comunidade e todas as famílias no projeto”, explicou Joel Alves, que ajudou as dezenas de crianças que no passado sábado semearam 120 girassóis no jardim e nos canteiros em frente ao telheiro do Parque D. Carlos I, tendo sido um dos primeiros locais escolhidos para a plantação.

“Hoje plantámos 120 girassóis e daqui a um mês vamos plantar novamente outros, neste mesmo espaço, para quando estes crescerem e derem flor, os mais novos já começam a abrir, dando assim a possibilidade de não haver nenhum espaço vazio e sem flor”, destacou o caldense, adiantando que foram semeadas várias espécies de girassóis, sem ser o tradicional.

Foram também disponibilizadas sementes para quem quisesse levar para casa. “Os girassóis são plantas que não precisam de grandes cuidados, apenas precisam de manutenção”, indicou Joel Alves, adiantando que essa tarefa caberá à equipa de manutenção dos espaços.

Futuramente, a Brigada do Girassol vai anunciar “os próximos jardins para plantarmos juntos, é só darmos tempo para os girassóis se desenvolverem para os colocarmos na terra”, sublinhou o caldense, acrescentando que “quanto mais girassóis conseguirmos dar e as pessoas plantarem, maior é o sucesso da atividade, que é florir a cidade”.

Entretanto, vai partilhando nas redes sociais do grupo algumas ideias do projeto e atualizações sobre o desenvolvimento dos girassóis, que depois serão distribuídos pelos interessados. “A ideia também é identificarmos aqui onde os colocamos e irmos partilhando fotos do seu desenvolvimento”, disse Joel Alves.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste – Fábio Romano – 18 valores

Fábio Romano, de 33 anos, aluno da Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste, do curso de Gestão e Produção de Cozinha, foi o melhor aluno com uma classificação de 18 valores (correspondendo aos dois primeiros semestres. Encontra-se a aguardar a nota de estágio curricular, que irá ainda integrar esta média).

img 6552 2 fabio romano