Q

Previsão do tempo

14° C
  • Thursday 26° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 27° C
15° C
  • Thursday 26° C
  • Friday 29° C
  • Saturday 28° C
14° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 32° C
  • Saturday 30° C

“Colher da Rainha” é novo restaurante no Vale do Coto

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Inaugurado no final do ano de 2021, o restaurante Colher da Rainha, situado no Vale do Coto, concelho das Caldas da Rainha, está a ter uma boa aceitação. Rosa Costa, com uma vasta experiência no ramo, é a gerente do espaço que junta o melhor da gastronomia portuguesa aos grelhados no carvão.
A gerente e chef Rosa Costa

Inaugurado no final do ano de 2021, o restaurante Colher da Rainha, situado no Vale do Coto, concelho das Caldas da Rainha, está a ter uma boa aceitação. Rosa Costa, com uma vasta experiência no ramo, é a gerente do espaço que junta o melhor da gastronomia portuguesa aos grelhados no carvão.

No “Colher da Rainha”, a carne de porco malhado de Alcobaça é um dos protagonistas da carta, assim como a entremeada à Bairrada, confecionada no forno e com o molho utilizado no leitão, deixando-a crocante.

Nos pratos de peixe, destacam-se o bacalhau à brás, torricado de bacalhau e caril de gambas. Por encomenda é preparada moqueca de camarão.

Há sempre um prato do dia para surpreender. Ao sábado é servido cozido à portuguesa. Tem ainda hambúrguer de alheira em bolo do caco.

Ao nível das entradas, o destaque vai para os rolinhos de legumes no forno, a morcela de arroz grelhada com grelos e batata doce ou o queijo de cabra e mel. As sobremesas são originais e caseiras. Destaque para o bolo de chocolate de Rosa Costa.

A gerente explicou que o cardápio ainda está a ser trabalhado no intuito de se adaptar aos gostos de quem visita o restaurante.

A responsável dá importância ao empratamento. “A comida sabe mesmo melhor quando tem um aspeto agradável”, contou.

Entre os objetivos da gerente está a realização de noites temáticas com regularidade, trazendo cozinhas do mundo até o Coto, bem como outro tipo de eventos marcados pelo sabor. “Queremos realçar o que de melhor existe na gastronomia, conduzindo as pessoas numa viagem que lhes permita saborear e em simultâneo conviver”, reforçou.

O restaurante realizou um jantar especial para o Dia da Mulher. Brevemente haverá uma Noite de Caipirinhas, com ementa especial com vários ingredientes, entre eles a picanha. Está também a ser planeada uma Noite Suíça e outra Inglesa, bem como um Jantar Inverso, que começa pelo digestivo e sobremesa e acaba nos aperitivos e entradas.

O “Colher da Rainha” tem também uma vasta carta de vinhos.

Natural de Lisboa, Rosa Costa mudou-se para o concelho de Óbidos com 25 anos. Trabalhou em restaurantes e unidades hoteleiras até que decidiu apostar num negócio próprio. A “aventura” da chef é partilhada por dois familiares, que já estiveram no estrangeiro e possuem conhecimentos de culinária.

O restaurante faz comida para fora e aceita marcações para aniversários, entre outros eventos. Tem capacidade para acolher 54 pessoas sentadas e tem esplanada. Situa-se no nº 9 da Rua Vale Velho, no Vale do Coto, e fecha ao domingo ao jantar e segunda-feira.

colher rainha 2
Ao sábado o prato do dia é cozido à portuguesa
(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Aluna caldense “Embaixadora UC à Frente” 

A caldense Beatriz Lopes, estudante do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas na Universidade de Coimbra, recebeu o prémio “UC à Frente”, atribuído pela Reitoria da Universidade de Coimbra (UC).

premio 1

Vigília com “abraço” ao hospital das Caldas da Rainha

Uma vigília que terminou com um cordão humano em frente à urgência do hospital das Caldas da Rainha foi a forma encontrada pela população para exigir medidas do Governo para melhorar as condições em que trabalham os profissionais de saúde. O alerta foi feito na noite da passada sexta-feira.

vigilia2

VMER volta a ter mais saídas para situações de trauma

A Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) das Caldas da Rainha no serviço de urgência do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) voltou à situação “normal” de seis a sete saídas por turno de oito horas, número que havia reduzido nos dois últimos anos de pandemia. No dia 15 de maio foi celebrado o 20º aniversário da VMER.

vmer 1