Q

Previsão do tempo

26° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 22° C
27° C
  • Friday 29° C
  • Saturday 27° C
  • Sunday 23° C
29° C
  • Friday 32° C
  • Saturday 29° C
  • Sunday 24° C

22 estrangeiros trabalharam nas Caldas o mapeamento cultural

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Encerrou a Summer School do CES (Centro de Estudos Sociais) da Universidade de Coimbra, que esteve entre 21 e 25 de março no Silos Contentor Criativo e um pouco por toda a cidade das Caldas da Rainha (parceiros locais) a trabalhar o mapeamento cultural na cidade.
Os participantes, provenientes de 12 países, no Silos Contentor Criativo

Encerrou a Summer School do CES (Centro de Estudos Sociais) da Universidade de Coimbra, que esteve entre 21 e 25 de março no Silos Contentor Criativo e um pouco por toda a cidade das Caldas da Rainha (parceiros locais) a trabalhar o mapeamento cultural na cidade.

Foi possível aos 22 participantes, provenientes de 12 países, desenvolver uma conexão com o local e uma abordagem critica e construtiva, que lhes permitiu um olhar bastante assertivo sobre o status criativo e cultural atual das Caldas.

Esta Summer School foi organizada no âmbito do Creatour – Observatório de cultura e turismo para o desenvolvimento local,do CES.

Foram exploradas técnicas com aplicação prática, feitas visitas diárias e seminários de aprendizagem, onde os participantes aprenderam e participaram ativamente em projetos de mapeamento cultural, ao mesmo tempo que abordaram questões de desenvolvimento local.

Segundo uma das entidades parceiras da iniciativa, Mariana Calaça Baptista, Consultoria e Serviços, “este evento intensivo de cinco dias ofereceu uma oportunidade única de aprendizagem”. “As abordagens de mapeamento cultural tiveram por base os bens e recursos culturais das Caldas da Rainha, tanto tangíveis como intangíveis, como o património, história local, narrativas e vozes vivas da comunidade”, explicou.

“O observatório centra-se em três campos temáticos: Ecologias de Cultura e de Criatividade; Turismo Cultural, Criativo e Regenerativo e ainda Desenvolvimento Local, Regional e Comunitário, adotando uma perspetiva transdisciplinar e de reflexão crítica”, adiantou.  

Focando-se em cidades pequenas e áreas rurais de Portugal, de acordo com Mariana Calaça Baptista “assume-se como uma plataforma intersetorial que congrega investigadores e profissionais dos setores cultural e criativo e do turismo, numa lógica de capacitação, avaliação e coprodução de conhecimento com profissionais e decisores públicos”.

O encerramento da iniciativa decorreu na passada sexta-feira no Centro de Artes, com a presença de cerca de 50 pessoas, entre elas, participantes e mentores, além dos criativos convidados que estiveram envolvidos no projeto ao longo da semana.

“Para o encerramento foram congregadas várias propostas por parte dos quatro grupos de trabalho, que serão posteriormente apresentadas num documento final em formato de relatório à vereação do Turismo e da Cultura do Município das Caldas da Rainha de forma a registar este diagnóstico”, revelou Mariana Calaça Baptista.

A equipa de projeto, liderada pela investigadora Nancy Duxbury e a sua equipa, organizou esta iniciativa em parceria com a Associação Destino Caldas, sediada no Silos Contentor Criativo e Mariana Calaça Baptista, Consultoria e Serviços, agentes locais da comunidade, que articularam o evento com os parceiros do território, nomeadamente o Município das Caldas da Rainha, o Centro de Artes, a ESAD.CR, os museus do Hospital e das Caldas, Malhoa e Cerâmica, assim como a imprensa local e os parceiros de restauração Campanille, Cairo Cairo, Botellini e Picnic.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

João Almeida com Covid-19 desiste do Giro d’Italia

A 18ª etapa do Giro d’Italia, nesta quinta-feira, fica marcada pela ausência do ciclista caldense João Almeida, que acusou positivo à Covid-19, sendo assim forçado a abandonar a prova, quando ocupava o quarto lugar, a 1 minuto e 54 segundos do líder e a 49 segundos do pódio.

almeida 3

Aluna caldense “Embaixadora UC à Frente” 

A caldense Beatriz Lopes, estudante do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas na Universidade de Coimbra, recebeu o prémio “UC à Frente”, atribuído pela Reitoria da Universidade de Coimbra (UC).

premio 1

Vigília com “abraço” ao hospital das Caldas da Rainha

Uma vigília que terminou com um cordão humano em frente à urgência do hospital das Caldas da Rainha foi a forma encontrada pela população para exigir medidas do Governo para melhorar as condições em que trabalham os profissionais de saúde. O alerta foi feito na noite da passada sexta-feira.

vigilia2