Q

Previsão do tempo

17° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 22° C
17° C
  • Saturday 27° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 22° C
17° C
  • Saturday 29° C
  • Sunday 25° C
  • Monday 23° C

Festival Internacional de Chocolate de Óbidos atrai milhares de visitantes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Passados vinte anos desde o primeiro Festival de Chocolate de Óbidos, em 2002, o evento, que este ano está a decorrer ao longo de seis dias (entre 25 e 27 de março e 1 e 3 de abril), continua a atrair milhares de visitantes, que têm várias atrações para ver e muito chocolate para provar.
Exemplar do Ford T em chocolate

Passados vinte anos desde o primeiro Festival de Chocolate de Óbidos, em 2002, o evento, que este ano está a decorrer ao longo de seis dias (entre 25 e 27 de março e 1 e 3 de abril), continua a atrair milhares de visitantes, que têm várias atrações para ver e muito chocolate para provar.

A edição deste ano é dedicada aos “Loucos Anos 20” do século passado, com diferentes atividades e atratividades feitas a partir de três toneladas de chocolate, espalhadas pelas ruas do castelo.

As esculturas de chocolate são sempre o que os visitantes querem ver em primeiro lugar. No Óbidos Chocolate House, na Rua Josefa de Óbidos, está patente a exposição de sete esculturas em chocolate que o chef Abner Ivan e a equipa técnica do festival construíram, mostrando ícones do início do século XX.

Um dos ex-libris das esculturas em chocolate é um avião Fokker Dr.I, modelo alemão triplano usado na guerra.

A lembrar a revolução nas linhas de produção da indústria automobilística, encontra-se um exemplar do Ford T, um modelo que vingou naquela altura.

Na área da animação, o célebre desenho de Mickey Mouse, símbolo de uma geração de cinema animado sonoro, surge esculpido na sua versão mais antiga.

A música destes tempos também tem a sua representação a partir da escultura de um músico do género Charleston, dança nascida no Sul dos Estados Unidos e que cativou pela sua audácia e novidade, acompanhada de saias mais curtas e cabelos garçonette, e também pela escultura de dançarinos de tango, dança sensual nascida em Buenos Aires, que nos anos 20 na Europa rompe com uma ideologia mais conservadora.

Na área da moda, Chanel é o nome que se eternizou no famoso perfume de mulher nº 5, nas malas e nos figurinos revolucionários para a época, pelo que a célebre mala Chanel foi uma das peças escolhidas para ser produzida em chocolate.

Foram também anos de múltiplas invenções, dando azo a utensílios mais evoluídos, como o ferro de engomar ou a máquina de lavar a roupa, modelos mecânicos que viriam a ser o princípio dos eletrodomésticos hoje utilizados, ou outros elementos que surgiram neste período, como a telefonia ou a grafonola, exemplares feitos em chocolate igualmente em exposição na Óbidos Chocolate House, uma fábrica e loja de produtos feitos de raiz em Óbidos, o primeiro investimento privado específico na área do chocolate, inaugurada no Festival de Chocolate.

Esta unidade será espaço de oportunidade para jovens pasteleiros se lançarem no mercado, para produção das suas criações, em parceria com escolas de formação. Será igualmente uma referência na programação da vila ao longo do ano, estando preparado para receber grupos e empresas.

A moda, um dos pilares de desenvolvimento do início do século passado, tem neste evento um ponto dedicado no Museu Abílio, casa de um dos figurinistas dessa época – Abílio Mattos Silva.

Idealizados por Rafael Ferreira, existem sete núcleos cenográficos realizados a partir de figurinos deste designer de moda natural de Óbidos e que foi o vencedor de um prémio na ModaLisboa X Moche, em 2021. Os figurinos foram confecionados por Bernadete Zamborlini Carretta, a trabalhar atualmente em Óbidos, e têm a acompanhar diferentes adereços esculpidos em chocolate por Xavier Mascarenhas, da Pastelaria Faruque, em Odivelas.

Diversas atrações

Desde showcookings no auditório da Casa da Música, onde chefs mostram as suas técnicas e habilidades no que toca a trabalhar chocolate e a versatilidade deste ingrediente em pratos doces ou salgados, a um espaço designado por Fábrica de Chocolate, na Praça de Santa Maria, preparado para todas as idades, onde cada visitante é um operário nesta unidade fabril e cria o design da sua própria tablete, são muitas as ocupações dispersas pela vila.

Em vários espaços estão marcas de chocolate portuguesas e estrangeiras e expositores com bancas para provar as iguarias. Existe igualmente no antigo mercado da vila um ponto para apreciar cocktails e bebidas com chocolate.

O festival disponibiliza ainda uma programação de cursos e concursos no polo de Óbidos da Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste, oficinas e ateliês na Casa José Saramago, cinema mudo na Capela de S. Martinho e outros momentos, sendo a qualquer altura o visitante confrontado com animação em cortejo pela vila, com artes circenses.

Uma exposição de carros antigos, na Porta da Vila, exibe um conjunto de exemplares do Museu de Automóveis Clássicos em Alenquer, que fazem parte de uma coleção privada de José Mira.

A 3ª edição da Corrida do Chocolate, num trajeto de dez quilómetros, e 2ª edição da Caminhada do Chocolate, ao longo de seis quilómetros, juntou centenas de participantes em Óbidos no passado dia 26.

O campeão olímpico do triplo salto em Tóquio2020 e prata no Mundial Indoor de Atletismo este ano em Belgrado, Pedro Pablo Pichardo, apadrinhou as provas e esteve em Óbidos.

Com a curadoria de Francisco Siopa, chef executivo de pastelaria no Penha Longa Hotel, e organização da Câmara de Óbidos, através da empresa municipal Óbidos Criativa, o festival funciona à sexta e sábado das 11h às 23h e domingo das 11h às 20h.

Os bilhetes custam sete euros a partir dos doze anos, cinco euros para crianças dos quatro aos onze anos e são gratuitos para abaixo dos três anos.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Suspeito de esfaqueamento detido pela Judiciária

Um homem de 24 anos que tentou matar outro com uma faca, no ano passado em Rio Maior, foi detido no dia 24 de maio pelo Departamento de Investigação Criminal de Leiria da Polícia Judiciária em Ferrel, no concelho de Peniche.

pj

João Almeida com Covid-19 desiste do Giro d’Italia

A 18ª etapa do Giro d’Italia, nesta quinta-feira, fica marcada pela ausência do ciclista caldense João Almeida, que acusou positivo à Covid-19, sendo assim forçado a abandonar a prova, quando ocupava o quarto lugar, a 1 minuto e 54 segundos do líder e a 49 segundos do pódio.

almeida 3