Q

Previsão do tempo

15° C
  • Thursday 26° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 27° C
15° C
  • Thursday 26° C
  • Friday 29° C
  • Saturday 28° C
15° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 32° C
  • Saturday 30° C

Mangorrinha lança ensaio sobre política e cidadania

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Jorge Mangorrinha faz o lançamento do seu próximo livro no dia 2 de abril, pelas 16h30, no Café Concerto do Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha. É um ensaio sobre política e cidadania, com base na sua experiência autárquica iniciada precisamente há duas décadas nas Caldas.
Capa do livro

Jorge Mangorrinha faz o lançamento do seu próximo livro no dia 2 de abril, pelas 16h30, no Café Concerto do Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha. É um ensaio sobre política e cidadania, com base na sua experiência autárquica iniciada precisamente há duas décadas nas Caldas.

No dia 2 de abril perfazem 21 anos sobre a apresentação pública do CLIC – Cidadania de Livre Iniciativa Caldense, cuja dinâmica levou Jorge Mangorrinha à Câmara para concretizar o Conselho da Cidade – Associação para a Cidadania e para “mostrar que seria possível um exercício autárquico diferente e mais criativo”.

O exercício do cargo eleito numa cidade média portuguesa deu origem a este texto, escrito no final de um mandato autárquico nas Caldas da Rainha (2002-2005) e com base na história, na experiência desenvolvida nas áreas do planeamento e do património, fazendo apelo à memória. O texto é agora revisitado pelo autor, quando cresce o papel dos independentes na esfera autárquica, por via autónoma ou integrados nas listas partidárias.

As páginas refletem os contextos e as propostas durante o exercício das funções, através de um caso concreto nascido a partir da organização cidadã. “Muitos destes temas e destas perspetivas apresentam-se atuais, tanto para o caso em questão, como para as cidades portuguesas. O legado desse tempo tornou-se num referencial e é um testemunho histórico, técnico e humanista do nobre exercício político e de ligação entre a política e a cidadania em prol do bem público. Este é um livro para quem vivencia o território deste concelho e, também, para quem se interessa pelo trabalho autárquico em termos gerais”, refere Jorge Mangorrinha.

O caldense, nascido a 1 de julho de 1965 na maternidade da Casa de Saúde do Montepio Rainha D. Leonor, estudou nas Caldas da Rainha até ingressar no ensino universitário. Tem um percurso profissional e académico multifacetado: licenciatura em arquitetura, mestrado em história regional e local (especialização em património), doutoramento em urbanismo e pós-doutoramento em turismo. Trabalha em Lisboa no urbanismo da Câmara Municipal, é docente, investigador e orientador de teses universitárias, em Portugal e no estrangeiro, e autor de obras que expressam a sua diversidade formativa, ensaística e profissional. Escreve textos de opinião, técnicos e científicos, bem como canções. Foi autor de diferentes propostas de planeamento turístico, bem como coordenador de conteúdos e gestor técnico da Parque Expo’98.

Foi agraciado com a Medalha de Mérito da Câmara Municipal das Caldas da Rainha, o Prémio José de Figueiredo da Academia Nacional de Belas-Artes e um louvor do Presidente da Câmara Municipal de Lisboa. Presidiu à Comissão Nacional do Centenário do Turismo em Portugal (1911-2011).

Durante o período pandémico recente, em diversos locais expôs pinturas realizadas com café, vinho, chá e licor, sobre toalhas de papel, porque “as pinturas são um desafio de abstracionismo que, por interpretação diversa do público e do próprio, se podem tornar em figurativo e simbólico, o que também tem qualquer coisa de cidadania, qualquer coisa de política”.

Politicamente, foi deputado e vereador nas Caldas da Rainha.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Aluna caldense “Embaixadora UC à Frente” 

A caldense Beatriz Lopes, estudante do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas na Universidade de Coimbra, recebeu o prémio “UC à Frente”, atribuído pela Reitoria da Universidade de Coimbra (UC).

premio 1

Vigília com “abraço” ao hospital das Caldas da Rainha

Uma vigília que terminou com um cordão humano em frente à urgência do hospital das Caldas da Rainha foi a forma encontrada pela população para exigir medidas do Governo para melhorar as condições em que trabalham os profissionais de saúde. O alerta foi feito na noite da passada sexta-feira.

vigilia2

Barco de pesca encalhou na Consolação

Um barco de pesca encalhou na madrugada desta terça-feira a sul da Consolação, ao largo de Peniche, com cinco pescadores a bordo, que conseguiram chegar a terra sem problemas numa balsa salva-vidas.

barco3