Q

Previsão do tempo

17° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 22° C
17° C
  • Saturday 27° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 22° C
17° C
  • Saturday 29° C
  • Sunday 25° C
  • Monday 23° C

Street Food Indoor regressou à Expoeste

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Depois de um ano de paragem, o “Street Food Indoor” regressou entre os dias 18 e 20 de março ao pavilhão da Expoeste, com sete restaurantes ambulantes, que proporcionaram uma experiência gastronómica aos visitantes.
O evento contou com a presença de sete foodtrucks

Depois de um ano de paragem, o “Street Food Indoor” regressou entre os dias 18 e 20 de março ao pavilhão da Expoeste, com sete restaurantes ambulantes, que proporcionaram uma experiência gastronómica aos visitantes.

Ao entrar no centro de exposições sentia-se no ar uma mistura de cheiros, onde houve um pouco de tudo para satisfazer os paladares mais exigentes. Desde os cachorros aos produtos mais elaborados, como a tradicional bifana, o hambúrguer e passando pela comida vegetariana e tailandesa, foram acompanhados pelas mais diversas bebidas, desde os sumos de frutas naturais e limonadas, aos copos de vinho. Toda esta diversidade de petiscos esteve presente nas sete food trucks (Dona Bifana, Doce Diabo, Quick Food, OH LÁ LÁ, Hamburgueres Vegan’s, Green Tukky e Maria Gulosa).
Esta terceira edição, segundo José Pereira, da Expoeste, “correu muito melhor do que a última, que se realizou em 2020, no que diz respeito ao número de visitantes, apesar de não contar com uma oferta tão diversificada”. Também sublinhou que “o Street Food Indoor marcou o início do calendário de eventos organizados pela Expoeste no pós-pandemia”.
Entre tanta oferta aos visitantes fomos conhecer dois destes projetos e perceber como é que as coisas funcionam quando se chega finalmente à rua e se abre a capota para começar o festival. Um deles foi o projeto Vurguer, que participou pela primeira vez no festival indoor na Expoeste. Conhecido pela confeção dos hambúrgueres vegan de produção artesanal, feitos essencialmente com hortícolas produzidos por pequenos produtores da região Oeste, decidiu participar “para ajudar a divulgar ainda mais os nossos hambúrgueres vegan”, explicou o responsável pelo projeto, Guilherme Remédios, adiantando que o seu foco de mercado é sobretudo a venda online dos produtos, com entregas ao domicílio no distrito de Leiria.
Apesar de não estarem habituados a participar neste tipo de eventos, Guilherme Remédios sublinhou “que o evento correu muito bem, tendo superado as nossas expetativas, com as pessoas a quererem provar os nossos produtos”.
Outro dos participantes foi o “Green Tukky”, onde podíamos encontrar “gelados e crepes artesanais”, explicou o responsável, Yannick Le Berre, que também participou pela primeira vez no evento.
Além dos gelados de estilo italiano com 28% frutas, também era possível encontrar crepes especiais, doces e salgados feitos “com base na receita da minha avó”, contou o responsável, que transporta os seus produtos num tuktuk verde,100% elétrico.
Além das foodtrucks, o evento contou com diversas barraquinhas de artesanato, uma exposição de automóveis e animação musical todos os dias, com São Portugal e Diogo Ferreira, os S&S Alive e Paulo Seixas, e os Puzzle Trio.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

João Almeida com Covid-19 desiste do Giro d’Italia

A 18ª etapa do Giro d’Italia, nesta quinta-feira, fica marcada pela ausência do ciclista caldense João Almeida, que acusou positivo à Covid-19, sendo assim forçado a abandonar a prova, quando ocupava o quarto lugar, a 1 minuto e 54 segundos do líder e a 49 segundos do pódio.

almeida 3

Aluna caldense “Embaixadora UC à Frente” 

A caldense Beatriz Lopes, estudante do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas na Universidade de Coimbra, recebeu o prémio “UC à Frente”, atribuído pela Reitoria da Universidade de Coimbra (UC).

premio 1

Vigília com “abraço” ao hospital das Caldas da Rainha

Uma vigília que terminou com um cordão humano em frente à urgência do hospital das Caldas da Rainha foi a forma encontrada pela população para exigir medidas do Governo para melhorar as condições em que trabalham os profissionais de saúde. O alerta foi feito na noite da passada sexta-feira.

vigilia2