Q

Previsão do tempo

14° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
  • Sunday 15° C
15° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
  • Sunday 15° C
15° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
  • Sunday 16° C

17 refugiados levados para Óbidos

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Depois de oito mil quilómetros de distância e mais de cem horas de viagem, a comitiva de Óbidos, composta pelas Juntas de Freguesia de Gaeiras e Olho Marinho, sob coordenação do Município de Óbidos, concluiu no dia 11 de março, cerca das 01h10, a viagem de carro para trazer da Polónia onze crianças e seis mulheres que fugiram da Ucrânia.
Chegada de madrugada

Depois de oito mil quilómetros de distância e mais de cem horas de viagem, a comitiva de Óbidos, composta pelas Juntas de Freguesia de Gaeiras e Olho Marinho, sob coordenação do Município de Óbidos, concluiu no dia 11 de março, cerca das 01h10, a viagem de carro para trazer da Polónia onze crianças e seis mulheres que fugiram da Ucrânia.

A comitiva foi recebida pelo presidente da Câmara Municipal de Óbidos, Filipe Daniel, pela vereadora Margarida Reis, por familiares e amigos.

Fizeram esta viagem para trazer os refugiados ucranianos, José Pereira, vereador com o pelouro das migrações e ação social, Ricardo Duque, presidente da Junta de Freguesia de Gaeiras, Sandrina Patriarca, presidente da Junta de Freguesia do Olho Marinho, Silvana António, colaboradora da Junta de Freguesia de Gaeiras, António Timóteo, voluntário, Pedro Rodrigues, voluntário tradutor e Illya, voluntário tradutor.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Proteção Civil com simulacros durante uma semana

Ao longo de mais de uma semana, entre 4 e 14 de março, o Serviço Municipal de Proteção Civil (SMPC) das Caldas da Rainha realiza o Caldex’24, um programa que inclui exposição de meios e simulacros de incêndios, resgate no mar, roubo de automóvel e acidente de viação.

protecao1

Empresários de rua na Zona Industrial querem troço alcatroado 

Os proprietários das empresas situadas da Rua da Indústria, nas Caldas da Rainha, querem ver alcatroado o troço de terra batida onde finaliza ou começa a rua (consoante a posição). Os proprietários alegam que esperam “há bem mais de 5 anos pelo alcatroamento de um troço com menos de 100 metros”.

rua da industria