Q

Previsão do tempo

17° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 23° C
18° C
  • Friday 29° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 23° C
18° C
  • Friday 32° C
  • Saturday 28° C
  • Sunday 25° C

Condutores atestaram depósito antes do maior aumento no preço dos combustíveis  

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Para poupar algum dinheiro antes da subida dos preços dos combustíveis, os condutores nas Caldas da Rainha aproveitaram no passado fim de semana para abastecerem as suas viaturas. Ouviram-se críticas ao Governo.
A bomba de gasolina do Grupo Auto Júlio, em São Cristóvão, esteve muito concorrida

Para poupar algum dinheiro antes da subida dos preços dos combustíveis, os condutores nas Caldas da Rainha aproveitaram no passado fim de semana para abastecerem as suas viaturas. Ouviram-se críticas ao Governo.

Houve umagrande afluência às bombas de gasolina na cidade das Caldas da Rainha e o tema incontornável era a escalada do preço do gasóleo e da gasolina, que a partir de segunda-feira passaram a ser mais caros, numa subida em média de catorze cêntimos por litro para o gasóleo simples e oito cêntimos por litro para a gasolina, o aumento mais alto desde que há registo, que se deve bastante ao conflito na Ucrânia e consequente aumento do preço do petróleo nos mercados internacionais.

Desde sexta-feira os postos de abastecimento estiveram muito concorridos, situação que levou algumas bombas a ficarem sem combustível. 

Os condutores mostraram preocupação com a fatura a pagar e no seu entender trata-se de um agravamento que podia ser reduzido pelo Estado.

“Se o Estado não der uma ajuda, os pobres sofrem com isto”, manifestou Marcelino Santos.

“Quanto mais os combustíveis sobem mais o Estado ganha em IVA. Porque é que não baixa os impostos?”, questionou José Capinha.

“É inacreditável e injusto porque os salários em Portugal são tão baixos. Como é que podem fazer isto às pessoas? É um roubo à luz do dia”, insurgiu-se João António.

Fazer menos deslocações é uma forma de reduzir despesas, mas nem todos podem. “Eu só ando de carro para ir às compras. Dois euros por litro é um exagero”, disse José Santos. “Sou feirante e tudo o que faço na profissão é de carro”, relatou José Silva. “Só faço as viagens necessárias. Menos é impossível”, apontou Paula Francisco.

Alguns conselhos ajudam a poupar combustível. Ao abastecer, atestar poupa tempo e dinheiro, com menos viagens à bomba de gasolina. Ser suave no acelerador, evitando acelerações bruscas, permite uma redução no gasto de combustível. Retirar cargas desnecessárias, usar com moderação o sistema de ar condicionado, selecionando uma temperatura amena, planear a rota mais eficiente, com menos desvios, menos trânsito e mais direta, demorar menos tempo à procura de lugar para estacionar, desligar o carro sempre que parar, ter a manutenção do carro em dia e a pressão adequada dos pneus, são ações que ajudam a poupar.

O Governo anunciou que haverá medidas para mitigar a subida dos combustíveis, como manter, por mais três meses, o Autovoucher, que deveria terminar no final de março, e aumentar o seu valor, de cinco para vinte euros de desconto mensal. Em causa está um desconto que passa a ser aplicado a 200 litros de combustível por mês, em vez dos 50 litros que estavam em vigor desde outubro.

Também o apoio a autocarros e táxis será estendido, por mais três meses, com o pagamento de trinta cêntimos por litro, três vezes mais do que os dez cêntimos que estavam em vigor.

Questionado sobre um alívio do peso dos impostos sobre os combustíveis, que ronda os 60% do preço final, o secretário de Estado da Energia, João Galamba, sublinhou que “o Governo não se apropria dos impostos para si e dos impostos sobre os combustíveis” e que “eles existem para financiar importantes despesas de que beneficiam todos os portugueses”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Suspeito de esfaqueamento detido pela Judiciária

Um homem de 24 anos que tentou matar outro com uma faca, no ano passado em Rio Maior, foi detido no dia 24 de maio pelo Departamento de Investigação Criminal de Leiria da Polícia Judiciária em Ferrel, no concelho de Peniche.

pj

João Almeida com Covid-19 desiste do Giro d’Italia

A 18ª etapa do Giro d’Italia, nesta quinta-feira, fica marcada pela ausência do ciclista caldense João Almeida, que acusou positivo à Covid-19, sendo assim forçado a abandonar a prova, quando ocupava o quarto lugar, a 1 minuto e 54 segundos do líder e a 49 segundos do pódio.

almeida 3