Q

Previsão do tempo

17° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 23° C
18° C
  • Friday 29° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 23° C
18° C
  • Friday 32° C
  • Saturday 29° C
  • Sunday 25° C

Dezenas de pessoas manifestaram o seu apoio à Ucrânia em frente à Câmara

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Dezenas de pessoas concentraram-se na passada sexta-feira em frente à Câmara Municipal das Caldas da Rainha para manifestar a sua solidariedade para com o povo ucraniano. Com bandeiras do país e cartazes em ucraniano, português e inglês, os manifestantes, sobretudo da comunidade ucraniana em Portugal, apelaram por uma “Ucrânia Livre”.
O protesto juntou dezenas de pessoas em frente à Câmara Municipal

Dezenas de pessoas concentraram-se na passada sexta-feira em frente à Câmara Municipal das Caldas da Rainha para manifestar a sua solidariedade para com o povo ucraniano. Com bandeiras do país e cartazes em ucraniano, português e inglês, os manifestantes, sobretudo da comunidade ucraniana em Portugal, apelaram por uma “Ucrânia Livre”.

O protesto pacífico, que contou com o apoio da autarquia caldense, em conjunto com a APMIR SOS e a SMP TV, juntou no Largo da Câmara Municipal alguns caldenses, mas maioritariamente ucranianos, que protestaram pelo fim da guerra na Ucrânia.
Com cartazes na mão, uns dirigidos especificamente ao presidente russo, Vladimir Putin, condenando a invasão e outros apelando a que “Putin pare com a guerra”, a comunidade ucraniana gritou “viva a Ucrânia”.
A manifestação de solidariedade também permitiu a recolha de bens alimentares e outros essenciais, tendo já resultado no envio de 15 camiões carregados de bens para Ucrânia e oito toneladas de medicamentos enviados para a Polónia. “Neste momento já carregámos mais de 15 camiões completos e um avião com carga de medicamentos para a Polónia, que já foi recebido diretamente pelo Ministério da Saúde da Ucrânia”, sublinhou Maksym Bohun, representante da associação SOS Exército, uma organização ucraniana de ajuda humanitária, que “caso começasse a invasão já tinha elaborado um plano de ação, com objetivo de juntar cinco ou seis furgões com destino à Ucrânia”.
Além disso, Maksym Bohun aproveitou a ocasião para “agradecer a generosidade do povo português e da comunidade ucraniana residente em Portugal, pois sem a vossa ajuda não seria possível angariar tantos bens”. “Tem sido muito cansativo, mas também muito gratificante, e por isso vamos continuar com este trabalho”, frisou o representante da associação, que neste momento apelou à “doação de bens alimentares de longa duração”.
O presidente Câmara Municipal das Caldas da Rainha, Vitor Marques, sublinhou que “este é o momento em que a Ucrânia precisa da nossa ajuda” e por isso “vamos continuar a reunir os esforços para angariar bens que são essenciais para o povo ucraniano”.
Neste momento, o concelho conta com “mais de 300 ucranianos a viver na comunidade caldense, que estão à espera de receber os seus concidadãos“, disse o autarca, adiantando que autarquia está a trabalhar em conjunto com outras instituições, de modo a “fornecer uma resposta de acolhimento aqui nas Caldas da Rainha”.
Presente no protesto também esteve o comandante do Corpo de Bombeiros de Óbidos, Marco Martins, que relatou que “os bombeiros de Óbidos estão totalmente recetivos para receber a qualquer hora e dia tudo aquilo que possam contribuir para ajudar o povo ucraniano”, estando neste momento a precisar de bens de primeira necessidade, produtos de higiene, medicamentos e kits de primeiros socorros.
Além do protesto pacífico a favor do povo ucraniano, a Câmara Municipal vai organizar na primeira semana de abril um espetáculo musical, com artistas caldenses, de forma a continuar este movimento solidário.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

João Almeida com Covid-19 desiste do Giro d’Italia

A 18ª etapa do Giro d’Italia, nesta quinta-feira, fica marcada pela ausência do ciclista caldense João Almeida, que acusou positivo à Covid-19, sendo assim forçado a abandonar a prova, quando ocupava o quarto lugar, a 1 minuto e 54 segundos do líder e a 49 segundos do pódio.

almeida 3

Aluna caldense “Embaixadora UC à Frente” 

A caldense Beatriz Lopes, estudante do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas na Universidade de Coimbra, recebeu o prémio “UC à Frente”, atribuído pela Reitoria da Universidade de Coimbra (UC).

premio 1

Vigília com “abraço” ao hospital das Caldas da Rainha

Uma vigília que terminou com um cordão humano em frente à urgência do hospital das Caldas da Rainha foi a forma encontrada pela população para exigir medidas do Governo para melhorar as condições em que trabalham os profissionais de saúde. O alerta foi feito na noite da passada sexta-feira.

vigilia2