Q

Previsão do tempo

26° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 22° C
27° C
  • Friday 29° C
  • Saturday 27° C
  • Sunday 23° C
29° C
  • Friday 32° C
  • Saturday 29° C
  • Sunday 24° C

População manifesta-se contra falta de médicos

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Perto de uma centena de residentes em Valado dos Frades, na Nazaré, manifestou-se no passado sábado contra a falta de médicos no Centro de Saúde, insurgindo-se pelo facto de desde há um ano só existir um profissional de saúde. Os substitutos apenas permanecem escassos dias, o que é insuficiente e deixa metade da população sem assistência.
Concentração junto ao Centro de Saúde de Valado dos Frades

Perto de uma centena de residentes em Valado dos Frades, na Nazaré, manifestou-se no passado sábado contra a falta de médicos no Centro de Saúde, insurgindo-se pelo facto de desde há um ano só existir um profissional de saúde. Os substitutos apenas permanecem escassos dias, o que é insuficiente e deixa metade da população sem assistência.

As queixas são muitas, porque o acesso aos cuidados de saúde está em causa. Há habitantes de Valado dos Frades que dizem não conseguir ter assistência médica e que está fora de questão terem de percorrer quilómetros para ir a outro centro de saúde.

“A maior parte da população é idosa e não tem transportes para ir a Alcobaça ou à Nazaré. É preciso um médico urgentemente”, manifestou Floripes Mendes.

Desde há um ano que passou só a existir um médico em permanência, que não é capaz de dar conta de todas as solicitações.

“O que está em falta é o meu médico de família. O que está cá é de outros utentes e temos de andar a ver se ele consegue arranjar vaga. É muito complicado”, disse Daniel Almeida.

A Junta de Freguesia de Valado dos Frades organizou esta ação de protesto na rua porque a situação se tornou insustentável.

O presidente da junta, Samuel Oliveira, contou que “há cerca de um ano perdemos um dos médicos fixos e praticamente metade da população está sem médico de família”.

“No mês de dezembro tivemos um médico substituto durante quatro dias, em janeiro uma médica esteve duas horas e meia, em fevereiro não tivemos e em março um médico virá uma vez por semana. É insuficiente. Temos pessoas à espera de consulta de médico de família há mais de um ano”, relatou o autarca.

O Agrupamento de Centros de Saúde Oeste Norte alega que os concursos para preencher vagas em várias unidades têm ficado desertos, e que a alternativa provisória é ir colocando médicos substitutos durante alguns dias, mas é uma solução que na prática não está a dar resposta às populações.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Suspeito de esfaqueamento detido pela Judiciária

Um homem de 24 anos que tentou matar outro com uma faca, no ano passado em Rio Maior, foi detido no dia 24 de maio pelo Departamento de Investigação Criminal de Leiria da Polícia Judiciária em Ferrel, no concelho de Peniche.

pj

João Almeida com Covid-19 desiste do Giro d’Italia

A 18ª etapa do Giro d’Italia, nesta quinta-feira, fica marcada pela ausência do ciclista caldense João Almeida, que acusou positivo à Covid-19, sendo assim forçado a abandonar a prova, quando ocupava o quarto lugar, a 1 minuto e 54 segundos do líder e a 49 segundos do pódio.

almeida 3

Vigília com “abraço” ao hospital das Caldas da Rainha

Uma vigília que terminou com um cordão humano em frente à urgência do hospital das Caldas da Rainha foi a forma encontrada pela população para exigir medidas do Governo para melhorar as condições em que trabalham os profissionais de saúde. O alerta foi feito na noite da passada sexta-feira.

vigilia2