Q

Previsão do tempo

27° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 22° C
27° C
  • Friday 29° C
  • Saturday 27° C
  • Sunday 23° C
28° C
  • Friday 32° C
  • Saturday 29° C
  • Sunday 24° C

Família de médico ucraniano já está nas Caldas

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Igor Damianov, de 36 anos, em Portugal desde 2015, conseguiu ir buscar a sua mulher, de 29 anos, o filho de oito meses e a filha de dois anos e meio, que tem dupla nacionalidade por ter nascido em Portalegre.
Igor Damianov trabalha na clínica Raciocínio Claro

Igor Damianov, de 36 anos, em Portugal desde 2015, conseguiu ir buscar a sua mulher, de 29 anos, o filho de oito meses e a filha de dois anos e meio, que tem dupla nacionalidade por ter nascido em Portalegre.

A esposa e os filhos, que se encontravam em Chernivtsi, na Ucrânia, atravessaram a fronteira com a Roménia e Igor foi ao seu encontro. “Fui de avião para Itália e depois para a Roménia”, contou.

Para o médico ucraniano, que começou por trabalhar num restaurante na Nazaré antes de conseguir passar para a área em que se formou, desempenhando agora funções na clínica Raciocínio Claro, nas Caldas da Rainha, estar de novo com a família é “um milagre”. “Consegui trazer a minha família no próprio dia em que fui buscá-la”, relatou.

Cada minuto que passava a aflição aumentava, mas os obstáculos para trazer a família foram ultrapassados com algumas ajudas. “Ela e os filhos foram de carro até à fronteira e passaram a pé. Os voluntários que estavam na fronteira ajudaram muito e arranjaram um carro para os levar para perto do aeroporto”, referiu.

O médico contou com outro apoio para desbloquear qualquer entrave. “Fui contactado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros e também deixaram os meus contactos na embaixada portuguesa na Roménia e mandei-lhes os dados da minha família”, indicou Igor Damianov.

O casal e os filhos estão agora a viver nas Caldas da Rainha e a esposa do médico só não pôde aparecer nesta reportagem por estar em confinamento, já que acusou positivo no teste à Covid-19. Mas tendo em conta os sintomas ligeiros, era uma preocupação menor perante a grande ansiedade vivida com a guerra na Ucrânia, uma vez que o resto da família permanece no território invadido pelo exército russo.

“Por enquanto os familiares vão ficar lá. Vamos ver como corre”, manifestou.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

João Almeida com Covid-19 desiste do Giro d’Italia

A 18ª etapa do Giro d’Italia, nesta quinta-feira, fica marcada pela ausência do ciclista caldense João Almeida, que acusou positivo à Covid-19, sendo assim forçado a abandonar a prova, quando ocupava o quarto lugar, a 1 minutos e 54 segundos do líder e a 49 segundos do pódio.

almeida 3

Aluna caldense “Embaixadora UC à Frente” 

A caldense Beatriz Lopes, estudante do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas na Universidade de Coimbra, recebeu o prémio “UC à Frente”, atribuído pela Reitoria da Universidade de Coimbra (UC).

premio 1

Vigília com “abraço” ao hospital das Caldas da Rainha

Uma vigília que terminou com um cordão humano em frente à urgência do hospital das Caldas da Rainha foi a forma encontrada pela população para exigir medidas do Governo para melhorar as condições em que trabalham os profissionais de saúde. O alerta foi feito na noite da passada sexta-feira.

vigilia2