Q

Previsão do tempo

26° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 22° C
27° C
  • Friday 29° C
  • Saturday 27° C
  • Sunday 23° C
29° C
  • Friday 32° C
  • Saturday 29° C
  • Sunday 24° C

Móveis Brandão Ferreira apostam no fabrico próprio

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A empresa Móveis Brandão Ferreira, que está há quatro décadas nas Caldas da Rainha, tem vindo nos últimos dois anos a ampliar a sua área de negócio, bem como o espaço de exposição da loja situada na Zona Industrial da cidade, em frente ao Thomaz dos Santos, onde concentra “uma variedade de mobiliário para deixar a casa ainda mais confortável”.
A empresa familiar tem loja na Zona Industrial das Caldas, em frente ao Thomaz dos Santos

A empresa Móveis Brandão Ferreira, que está há quatro décadas nas Caldas da Rainha, tem vindo nos últimos dois anos a ampliar a sua área de negócio, bem como o espaço de exposição da loja situada na Zona Industrial da cidade, em frente ao Thomaz dos Santos, onde concentra “uma variedade de mobiliário para deixar a casa ainda mais confortável”.

Esta empresa familiar fundada há 40 anos é atualmente gerida pelos irmãos Nuno e José Ferreira, que há cerca de uma década assumiram os destinos do negócio, criado pelo seu pai. “Em 2012 ficámos com a empresa, em plena crise económica, mas conseguimos recuperar e crescer aos poucos, e hoje contamos com uma equipa maior”, explicou Nuno Ferreira. Com este crescimento, a empresa familiar decidiu remodelar a loja na Zona Industrial das Caldas da Rainha, aumentar a área de exposição para mais de 400 metros quadrados, em três pisos, de modo, “a melhorar o nosso atendimento”, e ainda lançar-se no “serviço de carpintaria, personalizado à medida e ao gosto do cliente”, com orçamentos gratuitos e projetos 3D.

Nos últimos dois anos, a empresa decidiu apostar no serviço de carpintaria, personalizado, como por exemplo cozinhas por medida. Esta área de negócio, que é desenvolvida numa unidade que detém alugada no Nadadouro, tem sido “um bom complemento à atividade da empresa”, sobretudo durante a pandemia.

“Inicialmente tivemos um pouco receio, visto que tínhamos feito um investimento considerável em termos de maquinaria de fabrico e no pavilhão alugado, mas acabou por ser uma boa solução, pois compensou aquilo que não podíamos vender na loja”, explicou Nuno Ferreira, esclarecendo que “durante a pandemia verificou-se uma vasta procura ao nível de cozinhas, roupeiros, entre outros produtos, por medida, e vendi mais”.

Com a Covid-19, a empresa também se viu obrigada a apostar em outros métodos de comunicação, como a criação de um sítio na internet, uma loja online e uma página nas redes sociais para divulgar os produtos, já que os clientes não se podiam deslocar à loja. “O objetivo era que as pessoas vissem os produtos, mas para que se dirigissem sempre à loja para experimentar e escolher”, sublinhou o responsável.

Além do serviço de carpintaria, os Móveis Brandão Ferreira também vendem “tudo o que é preciso para a casa”, como móveis, sofás, colchões com marca própria, a Bflex, artigos de decoração, tapetes, cortinados entre outros produtos. “Ou seja, temos produtos para todos os gostos e carteiras”, frisou Nuno Ferreira.

A loja está a funcionar todos os dias, das 10h00 às 20h00, e emprega atualmente sete pessoas nas áreas de decoração e carpintaria.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

João Almeida com Covid-19 desiste do Giro d’Italia

A 18ª etapa do Giro d’Italia, nesta quinta-feira, fica marcada pela ausência do ciclista caldense João Almeida, que acusou positivo à Covid-19, sendo assim forçado a abandonar a prova, quando ocupava o quarto lugar, a 1 minuto e 54 segundos do líder e a 49 segundos do pódio.

almeida 3

Aluna caldense “Embaixadora UC à Frente” 

A caldense Beatriz Lopes, estudante do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas na Universidade de Coimbra, recebeu o prémio “UC à Frente”, atribuído pela Reitoria da Universidade de Coimbra (UC).

premio 1

Vigília com “abraço” ao hospital das Caldas da Rainha

Uma vigília que terminou com um cordão humano em frente à urgência do hospital das Caldas da Rainha foi a forma encontrada pela população para exigir medidas do Governo para melhorar as condições em que trabalham os profissionais de saúde. O alerta foi feito na noite da passada sexta-feira.

vigilia2