Q

Previsão do tempo

16° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 19° C
  • Friday 22° C
16° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 22° C
17° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 21° C
  • Friday 24° C

Os dez deputados eleitos no distrito

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
No círculo de Leiria foram eleitos cinco deputados do PS, quatro do PSD e um do Chega, no âmbito das Legislativas 2022.
Lacerda Sales foi o primeiro a ser eleito deputado

No círculo de Leiria foram eleitos cinco deputados do PS, quatro do PSD e um do Chega, no âmbito das Legislativas 2022.

PARTIDO SOCIALISTA

Lacerda Sales – Nascido a 3 de junho de 1962, nas Caldas da Rainha, é ao concelho do Bombarral que a sua vida está associada.Formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, foi médico em Leiria, no setor público e privado. É especialista em ortopedia e medicina desportiva, sendo autor de publicações nesta área e do envelhecimento saudável e ativo.

deputado1 ps lacerda sales

Em 2015 foi eleito deputado pelo distrito de Leiria, integrando diversas comissões parlamentares e grupos de trabalho.

Voltou a ser eleito deputado nas legislativas de 2019, tendo sido depois nomeado pelo Primeiro-ministro António Costa para ser secretário de Estado da Saúde, cargo que ocupou de 26 de outubro de 2019 a 17 de setembro de 2020, para assumir de seguida as funções de secretário de Estado Adjunto e da Saúde.

Nas eleições autárquicas de 2021 foi eleito presidente da Assembleia Municipal de Leiria.

Poderá voltar a entrar na constituição do próximo Governo, deixando o cargo de deputado para o qual agora foi eleito como cabeça de lista do PS no círculo eleitoral de Leiria, onde pela primeira vez os socialistas conseguiram mais mandatos do que o PSD – cinco contra quatro.

Eurico Dias – Nasceu a 15 de março de 1972, em Lisboa. Licenciado em Gestão de Empresas pelo ISLA Lisboa – atual Universidade Europeia de Lisboa (1995), é mestre doutorado e em Ciências Empresariais pelo ISCTE-IUL (1999 e 2007, respetivamente).

deputado2 ps eurico dias

Foi deputado à Assembleia da República na XIII Legislatura (2015), vice-presidente da Comissão dos Assuntos Europeus.

Docente universitário e investigador, foi membro executivo do Conselho de Administração da ADRAL (2007-2008), da Agência de Investimento e Comércio Externo de Portugal – AICEP Global Parque (2007-2010) e da AICEP (2010-2011).

Foi membro da Comissão de Peritos para o Desenvolvimento do Programa Portugal Logístico (2006).

Foi nomeado secretário de Estado da Internacionalização no XXI Governo Constitucional, a partir de 14 de julho de 2017 até 26 de outubro de 2019, e após as legislativas desse ano voltou a exercer o cargo.

Catarina Sarmento e Castro – Natural de Coimbra, onde nasceu a 16 de Maio de 1970, é filha de Osvaldo Castro, antigo deputado à Assembleia da República pelo Partido Socialista.

deputado3 ps catarina sarmento castro

É licenciada, mestre e doutorada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.

Docente universitária, foi membro do Conselho Consultivo da Procuradoria Geral da República. Desempenhou funções de juíza conselheira do Tribunal Constitucional, cargo para o qual tomou posse a 4 de fevereiro de 2010 para um mandato de 9 anos.

Foi membro do Conselho Superior dos Tribunais Administrativos e Fiscais e vogal da Comissão Nacional de Proteção de Dados.

Tem livros, capítulos de livros e artigos de revista publicados em áreas diversas do direito.

A 26 de outubro de 2019 tornou-se secretária de Estado de Recursos Humanos e Antigos Combatentes.

Sara Velez – Nasceu a 12 de novembro de 1973 na Aldeia da Mata, no concelho de Crato, no distrito de Portalegre. Viveu em Évora até aos 18 anos, residindo desde então nas Caldas da Rainha, para onde o pai, que era ferroviário, foi colocado.

deputado4 ps sara velez

Socióloga de profissão, exerceu funções de consultoria nas áreas da comunicação, estudos e desenvolvimento de projetos.

Foi dirigente na Juventude Socialista, iniciando aí o percurso na política. Trabalhou no Governo Civil de Leiria. Foi deputada na Assembleia Municipal das Caldas da Rainha e é presidente da concelhia do Partido Socialista, na sequência das eleições realizadas a 31 de janeiro de 2020, voltando a exercer um cargo que já havia ocupado depois de ter sido eleita em 2015 pela primeira vez, embora já tivesse integrado a composição de outras comissões políticas do PS das Caldas da Rainha.

Na última legislatura foi deputada na Assembleia da República, integrando várias comissões.

Salvador Formiga – Natural da Nazaré, onde nasceu a 23 de dezembro de 1975, tem formação de nível 4, sendo desde 2001 empresário no ramo da restauração e hotelaria.

deputado5 ps salvador formiga

É associado fundador e presidente da associação ambientalista AMSTRU (Associação Mais Sustentabilidade dos Territórios Rurais e Urbanos).

Foi adjunto do presidente da Câmara Municipal da Nazaré, no mandato 2013/2017 e vereador a tempo inteiro da Câmara Municipal da Nazaré (com a gestão dos pelouros do trânsito e mobilidade, obras públicas e infra-estruturas municipais) e vogal dos Serviços Municipalizados da Nazaré, no mandato autárquico 2017/2021.Militante ativo do partido socialista desde 2004 na concelhia do PS Nazaré, assumiu a direção de campanhas autárquicas de Walter Chicharro à liderança da autarquia nazarena e foi presidente da Comissão Política Concelhia do PS Nazaré entre 2018 e 2020.

É atualmente chefe do Gabinete de Apoio à presidência da Câmara Municipal da Nazaré.

PARTIDO SOCIAL-DEMOCRATA

Paulo Mota Pinto – Filho de Carlos Mota Pinto (fundador do PSD que chegou a ser vice-primeiro-ministro), nasceu em Coimbra, a 18 de novembro de 1966, e é licenciado em Direito, mestre e doutor em Ciências Jurídico-Civilísticas.

deputado6 psd paulo mota pinto

Docente universitário, publicou ampla obra jurídica. Foi Juiz Conselheiro do Tribunal Constitucional, entre 1998 e 2007.

Militante do PSD, destacou-se no período de liderança de Manuela Ferreira Leite, de quem foi mandatário na candidatura da antiga Ministra das Finanças à presidência do partido, em abril de 2008, assumindo em seguida uma das vice-presidências da comissão política nacional, entre 2008 e 2010.

Eleito deputado à Assembleia da República, nas legislativas de 2009, após encabeçar a candidatura do PSD no círculo eleitoral de Coimbra, exerceu até ao fim da legislatura de 2009-2011 o cargo de presidente da Comissão Parlamentar de Orçamento e Finanças. Na legislatura iniciada em 2011 seria reeleito deputado, desta vez pelo círculo eleitoral de Lisboa, exercendo a função de presidente da Comissão de Assuntos Europeus da Assembleia da República.

Em 2011 integrou a comissão política da recandidatura de Cavaco Silva à Presidência da República.

É atualmente presidente da Assembleia Municipal de Pombal.

Hugo Oliveira – Nasceu em Luanda, Angola, a 29 de dezembro de 1974. Oito meses depois foi trazido pelos seus pais para as Caldas da Rainha. Aos 16 anos ingressou na JSD, tendo a partir de 1993 feito parte de sucessivas comissões políticas de secção das Caldas da Rainha, sendo presidente entre 1998 e 2001. Foi presidente da JSD distrital entre 1999 e 2004, conselheiro nacional da JSD de 1996 a 2002 e vice-presidente da mesa do congresso nacional da JSD de 2002 a 2005.

deputado7 psd hugo oliveira

Em 2000 foi eleito conselheiro nacional do partido, lugar que ocupou por diversas vezes.

Passou a exercer funções de vereador da Câmara Municipal das Caldas da Rainha em 2002. Em 2013 é indicado como vice-presidente da autarquia, cargo que ocupou até 2019.

No PSD das Caldas da Rainha foi presidente, ocupando hoje o lugar de vice-presidente.

A 31 de outubro de 2015 é eleito primeiro vice-presidente da Comissão Politica Distrital do PSD de Leiria, assumindo posteriormente a liderança.

Licenciado em Direito, foi diretor do Gabinete de Estudos e Edições do Instituto Fontes Pereira de Melo, entre 2012 e 2018, e membro da direção da Confederação Nacional das Associações de Família. Desempenhou diversos cargos, destacando-se a vice-presidência da Associação de Termas de Portugal e da European Historic Thermal Towns Association.

Em outubro de 2019 foi eleito deputado à Assembleia da República, fazendo parte de várias comissões.

Olga Silvestre – Nasceu a 19 de setembro de 1964, em Cruz da Légua, no concelho de Porto de Mós. Tem a licenciatura em Direito e é advogada de profissão.

deputado8 psd olga silvestre

Atual deputada na Assembleia da República, está presente em várias comissões parlamentares.

É primeira secretária da mesa da Assembleia Municipal de Porto de Mós, deputada da Assembleia da Comunidade Intermunicipal do Pinhal Litoral, vogal do Conselho de Disciplina da Associação de Futebol de Leiria e presidente da Assembleia Geral da ACMÓS-Associação de Desenvolvimento Comunitário de Porto de Mós.

Tem no seu currículo as funções de vogal da Comissão Política Distrital alargada do PSD, coordenadora distrital das Mulheres Sociais-Democratas e de presidência da Comissão Política concelhia de Porto de Mós do PSD.

Foi uma das impulsionadoras da criação do Rotary Club de Porto de Mós e da Universidade Sénior.

João Marques – Nascido a 4 de novembro de 1959, em Pedrógão Grande, é licenciado em Filosofia.

deputado9 psd joao marques

De profissão gestor/empresário, é deputado na Assembleia da República, estando em várias comissões parlamentares.

Foi presidente do Município de Pedrógão Grande durante quatro mandatos (1997-2013), não tendo podido recandidatar-se devido à lei de limitação de mandatos. Neste momento é vereador sem pelouros. Foi presidente da comissão política concelhia do PSD.

Diretor-geral da Escola Tecnológica e Profissional da Zona do Pinhal, da qual foi responsável pela criação, permitindo servir como âncora de atratividade para a qualificação de muitos profissionais em várias áreas, foi provedor da Santa Casa da Misericórdia de Pedrógão Grande.

Em 2017 foi alvo de notícia após ter admitido que induziu em erro o então líder do PSD, Passos Coelho, quando, no âmbito do trágico incêndio em Pedrógão Grande, lhe passou a informação, tornada pública pelo dirigente, de que por falta de apoio psicológico teria havido um suicídio naquele concelho, o que foi desmentido pela Administração Regional de Saúde do Centro.

PARTIDO CHEGA

Mithá Ribeiro – Nasceu em 1965, em Lourenço Marques/Maputo, em Moçambique. Vive em Portugal desde 1980. É licenciado em história pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (1990), mestre (2000) e doutor em estudos africanos pelo Instituto Universitário de Lisboa – ISCTE-IUL (2009). Trabalha no domínio do pensamento social/sociologia do conhecimento, com pesquisa de campo desenvolvida em Moçambique. Para além dessa área, tem também publicado ensaios sobre o ensino, tendo em conta a sua longa experiência de docência.

deputado10 chega gabriel mitha

Desde setembro de 2020 vice-presidente nacional do partido, é coordenador do Gabinete de Estudos do Chega. Nas eleições autárquicas de 2020 foi candidato à presidência da Câmara Municipal de Alcochete. Já foi filiado no PSD.

Professor, investigador, ensaísta e cronista, tem ascendência africana, indiana e síria, sendo filho de pai católico e mãe islâmica. É casado com uma portuguesa com ligações familiares ao concelho de Pombal.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Rosinha atua em São Martinho

Numa organização da Câmara Municipal de Alcobaça, a cantora Rosinha vai atua no dia 12 de julho, pelas 21h, na avenida marginal de São Martinho do Porto, com entradas livres.

Concluído 1º troço de passadiços em São Martinho

O presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, Hermínio Rodrigues, revelou que “os tão ansiados passadiços de São Martinho do Porto” têm o primeiro troço já concluído, estando o término do segundo, até Salir do Porto, previsto para setembro, “devido aos constrangimentos conjunturais decorrentes da escassez de materiais”.

passadicos

Junta de Freguesia quer restringir pavões à zona do Parque devido a abaixo-assinado

Perante o rol de contestações à medida transmitida na segunda-feira, em que anunciou a "abordagem de captura dos pavões” que desde há vários anos passeiam pela cidade, bem como a “implementação de estratégias para impedir a fuga e controlo populacional dos mesmos”, na sequência de “excesso de barulho em meio urbano”, a União de Freguesias de Caldas da Rainha - Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São Gregório emitiu um novo comunicado nesta terça-feira, explicando que na última Assembleia de Freguesia, realizada no dia 23, foi apresentado um abaixo-assinado por moradores na Rua Emídio Jesus Coelho (que faz a ligação da Rua General Queiroz à Rua Heróis da Grande Guerra) relativo a este tema e que foi subscrito por 25 pessoas.

pavoes 3