Q

Previsão do tempo

16° C
  • Saturday 23° C
  • Sunday 24° C
  • Monday 25° C
17° C
  • Saturday 24° C
  • Sunday 25° C
  • Monday 26° C
17° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 27° C
  • Monday 28° C

Bivalves apreendidos em estabelecimento sem controlo veterinário

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Subdestacamento de Controlo Costeiro de Peniche da GNR apreendeu 269 quilos de moluscos bivalves vivos e 31 quilos de crustáceos num estabelecimento das Caldas da Rainha que efetua o depósito, processamento e armazenamento após a sua colheita e que tinha o número de controlo veterinário suspenso.
Foram apreendidos 269 quilos de moluscos bivalves vivos e 31 quilos de crustáceos

O Subdestacamento de Controlo Costeiro de Peniche da GNR apreendeu 269 quilos de moluscos bivalves vivos e 31 quilos de crustáceos num estabelecimento das Caldas da Rainha que efetua o depósito, processamento e armazenamento após a sua colheita e que tinha o número de controlo veterinário suspenso.

A apreensão verificou-se no dia 1 de fevereiro, no decorrer de uma ação de fiscalização, tendo os militares detetado que o estabelecimento não cumpria as condições para exercer a sua atividade laboral, de acordo com as regras da Direção-Geral da Alimentação e Veterinária.

O gerente do estabelecimento, de 27 anos, foi identificado, tendo sido apreendidos os moluscos bivalves vivos e os crustáceos, que não possuíam os documentos de acompanhamento, não sendo possível determinar a sua origem, nem verificar se tinham sido cumpridas as normas obrigatórias relativas à rastreabilidade, havendo assim possibilidade de constituírem um perigo para a saúde pública.

Desta ação resultou a elaboração de um auto de contraordenação, cuja coima tem um valor máximo de três mil euros, e de um auto de notícia por crime de desobediência. O processo foi remetido ao Tribunal Judicial das Caldas da Rainha.

A GNR lembra que a captura, depósito e expedição deste tipo de bivalves, sem que sejam sujeitos a depuração ou ao controlo higiossanitário, pode colocar em causa a saúde pública, caso sejam introduzidas no consumo, devido à possível contaminação com toxinas, sendo o documento comprovativo da origem fundamental para a prevenção.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Problemas da saúde transmitidos em audiência com secretária de estado  

A secretária de estado da saúde, Maria de Fátima Fonseca, transmitiu nesta sexta-feira ao presidente da Câmara Municipal das Caldas da Rainha, Vitor Marques, que estão a ser tomadas várias medidas para reforçar a capacidade de recrutamento de médicos, um dos principais problemas que afetam o setor da saúde na região e no país.

secretaria

Cinco ucranianos inauguram centro de residências artísticas

Um centro de residências artísticas situado na cidade de Alcobaça é dado a conhecer a partir desta sexta-feira, com a inauguração da exposição de um de cinco artistas ucranianos que se encontram alojados temporariamente no espaço, num projeto criado por uma equipa que inclui um elemento formado em artes plásticas na Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha.

central1

Marcha do Orgulho com mais de 300 participantes

Realizou-se nas Caldas da Rainha, no passado domingo, uma marcha em defesa da comunidade lésbica, gay, bissexual, transgénero e outras orientações de género, com mais de três centenas de manifestantes a rejeitarem serem discriminados e a reclamarem por condições que permitam assumir as suas escolhas perante a sociedade.

marcha1