Q

Previsão do tempo

16° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 19° C
  • Friday 22° C
16° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 22° C
17° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 21° C
  • Friday 24° C

Deixe o seu animal de estimação no “Villa Patudos” e vá de férias descansado

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Hotéis para cães é um serviço cada vez mais procurado e agora já não é necessário implorar a alguém para cuidar do seu cão. A solução está mais perto do que imagina, com o “Villa Patudos”, que abriu portas no ano passado no Peral, concelho do Cadaval. Este estabelecimento mantém as convenções de um hotel tradicional - deve ligar e fazer reserva, e escolher o tipo de serviço para o animal.
O casal Nuno e Patrícia Figueiredo são os responsáveis pelo “Villa Patudos”

Hotéis para cães é um serviço cada vez mais procurado e agora já não é necessário implorar a alguém para cuidar do seu cão. A solução está mais perto do que imagina, com o “Villa Patudos”, que abriu portas no ano passado no Peral, concelho do Cadaval. Este estabelecimento mantém as convenções de um hotel tradicional – deve ligar e fazer reserva, e escolher o tipo de serviço para o animal.

Há opções diárias, semanais, mensais e de fim-de-semana. Deste modo, o pacote é totalmente personalizado às necessidades do cão.

Este conceito surgiu pelas mãos do casal lisboeta Nuno e Patrícia Figueiredo, que decidiu embarcar “de cabeça nesta aventura”, depois de quase trinta anos a viver na confusão da capital. Com intuito de “mudar de estilo de vida e procurar um sítio mais calmo e recatado para viver com os nossos 14 cães”, o casal optou por adquirir uma quinta, com cerca de quatro mil metros quadrados, no concelho do Cadaval, que “estava em muito mau estado” e reabilitá-la para viver.

O espaço, que começou por ser um “simples sítio para viver com os nossos cães”, acabou por se tornar no verão do ano passado num alojamento canino, em que “os cães visitantes se juntam aos nossos e são também eles da família, sem qualquer distinção”, sublinhou o casal.

Nuno e Patrícia aperceberam-se que “faltava um espaço para deixar os animais” ou “alguém que pudesse ficar com eles durante o dia na região”. Foi nesse momento que pensaram: “Porque não nos dedicarmos só a eles e abrir um alojamento canino?”. Surgiu assim o “Villa Patudos”.

O negócio começou com um ou dois cães até que o número de pedidos aumentou, tendo “um imenso sucesso, com clientes que vão e voltam”. “Apesar de ser um negócio sazonal, em que o maior foco de pedidos surge durante o verão, quando as pessoas querem ir de férias e não têm sítio para deixar os seus cães, neste momento contamos com algumas estadias de longa duração”, explicaram os responsáveis.

Além do alojamento canino, a Villa Patudos permite longos passeios pelo terreno, atividades ao ar livre e um serviço de transporte, o Táxi Dog. É só agendar e o alojamento vai buscar o seu patudo a casa com todas as mordomias a que tem direito.

“O conceito aqui é simples: garantir a maior liberdade possível, e em ambiente social, ao animal”, sublinhou o casal, adiantando que “o Villa Patudos não é o dito hotel canino, em que os animais passam o dia fechados nas boxes. Aqui eles socializam com outros animais e encontram uma realidade diferente”.

Nesse sentido, o alojamento canino do Peral proporciona ao animal um enquadramento acolhedor, brincando com outros cães e literalmente gozando um período de férias.

O hotel dispõe de 16 boxes com espaço aberto e coberto, e um espaço verde comunitário de 1000 metros quadrados, para o cão brincar, entrar em contato com a natureza e gastar energia, multiplicando os benefícios de passeios na rua e diminuindo significativamente níveis de ansiedade, hiperatividade e até depressão, tornando o patudo mais relaxado, saudável e feliz.

“O Villa Patudos é resposta a um serviço inexistente até então. Temos clientes de várias localidades simplesmente por garantirmos liberdade ao animal”, sublinharam os proprietários do alojamento canino, que estão sempre “preocupados em proporcionar momentos de pura felicidade aos patudos”. Contudo, admitiram que “isto dá imenso trabalho e não é nada fácil, mas fazemos, porque além de gostarmos de cães, amamos tomar conta deles”.

Os responsáveis não aceitam cães que não estejam devidamente vacinados e registados com chip. Igualmente prestam apoio ao canil municipal do Cadaval, com resgastes de animais e alojamento, se for necessário.

O preço do alojamento tem o custo de oito euros por dia, sendo a ração do animal fornecida pelo próprio dono. O “Villa Patudos” pode ser contatado através das redes sociais ou do telemóvel 927723875.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Agrupamento Josefa de Óbidos inaugura exposição

O Agrupamento de Escolas Josefa de Óbidos inaugurou na passada segunda-feira a exposição da atividade #Soujosefa, inspirada no Dia Escolar da Não Violência e da Paz, na Casa de Design de Interiores – Maria José Salavisa, em Óbidos.

josefa

OesteCim pretende aumentar a oferta formativa da região

A OesteCim - Comunidade Intermunicipal do Oeste, em parceria com a Universidade de Coimbra (UC), vai realizar um levantamento das necessidades formativas na região, ao abrigo do protocolo de colaboração assinado na passada quinta-feira, tendo como objetivo “a definição de novos cursos adaptados às necessidades dos territórios” e aumentar as competências de jovens e adultos.

protocolo1

Núcleo do Sporting comemorou 25 anos de existência

O Núcleo do Sporting Clube de Portugal de Caldas da Rainha comemorou no passado sábado o seu 25º aniversário, perante a presença de uma centena de sportinguistas, sócios e simpatizantes do clube, no restaurante o Paraíso do Coto.

nucleo sportinguista 1