Q

Previsão do tempo

16° C
  • Saturday 23° C
  • Sunday 24° C
  • Monday 25° C
17° C
  • Saturday 24° C
  • Sunday 25° C
  • Monday 26° C
17° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 27° C
  • Monday 28° C
Livre

Inês Pires: “A prioridade é ter novas políticas que garantam um futuro justo e sustentável”

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Natural das Caldas da Rainha, Inês Pires, de 26 anos, técnica de contabilidade, é a candidata número 2 do Livre ao círculo de Leiria, na lista encabeçada por Filipe Honório. Está envolvida na dinamização do Núcleo Territorial de Leiria e também no coletivo Greve Climática Estudantil, tanto nas Caldas da Rainha como em Leiria, defendendo políticas mais sustentáveis e que promovam a igualdade e a tolerância.
Inês Pires

Livre

Natural das Caldas da Rainha, Inês Pires, de 26 anos, técnica de contabilidade, é a candidata número 2 do Livre ao círculo de Leiria, na lista encabeçada por Filipe Honório. Está envolvida na dinamização do Núcleo Territorial de Leiria e também no coletivo Greve Climática Estudantil, tanto nas Caldas da Rainha como em Leiria, defendendo políticas mais sustentáveis e que promovam a igualdade e a tolerância.

Questões

1- Quais são as grandes apostas que o seu partido terá a iniciativa de propor para o distrito?

2-Que problemas identificam como prioritários solucionar no distrito e como é possível resolvê-los?

3- Qual a sua opinião relativamente aos investimentos anunciados para requalificar a ferrovia do Oeste?

4- O novo Hospital do Oeste está em cima da mesa. É a obra que vai responder às exigências no capítulo da saúde no sul do distrito? Onde deve ficar localizado?

5-Como classifica a atuação dos atuais deputados eleitos nos últimas legislativas pelo círculo eleitoral de Leiria?

6-Porque é que o eleitor deve votar no seu partido e não em outro? Qual é a diferença?

7-Considera que o seu partido tem possibilidades de eleger deputados? O que seria um bom para resultado para o partido nas próximas eleições?

Respostas

1- O Livre defende um novo modelo de desenvolvimento, orientado pela justiça ambiental e social, baseado na economia do conhecimento e economia circular. O Livre vai trabalhar pelo aumento do salário mínimo nacional para 1.000 euros até 2026, garantindo melhores condições de vida. A transição energética descentralizada, incluindo combate à pobreza energética e fomento dos transportes públicos e mobilidade suave, é outra grande aposta para o distrito.

2- Um dos problemas prioritários que é necessário resolver é a gestão florestal. É fundamental promover a diversificação das florestas e impedir as monoculturas de eucaliptos e pinheiros que as tornam vulneráveis aos incêndios. A requalificação da linha do Oeste continua a ser uma prioridade, de forma a servir as pessoas e contribuir para o desenvolvimento da atividade empresarial da região.

3- Os investimentos são modestos e não conseguem tornar a Linha do Oeste uma alternativa que sirva eficazmente a população e seja competitiva com a rodovia. É fundamental que a requalificação para norte de Caldas da Rainha seja bem planeada e ambiciosa.

4- O novo Hospital do Oeste vai contribuir para a solução e deverá ser construído no local com melhores acessos e condições para os profissionais de saúde, mas o novo hospital por si só não resolve tudo. É necessário garantir que as diversas unidades de saúde existentes no distrito funcionam de modo a responder às necessidades da população, dotando-as de recursos humanos e das condições adequadas para trabalhar.

5- Os deputados eleitos pelo distrito de Leiria, no entender do Livre, não se têm destacado na defesa das causas que são importantes para melhorar a vida das pessoas do distrito. Isso pode mudar no dia 30, votando Livre.

6- O voto no Livre é bastante claro, porque vai fazer parte da solução com uma maioria de esquerda e parte da oposição com uma maioria de direita. Além disso, o voto no Livre garante propostas assentes num modelo de desenvolvimento sustentável com salários dignos, e que também preparem as mudanças necessárias para o futuro.

7- A prioridade é ter novas políticas que possam garantir um futuro justo e sustentável. Para implementar essas políticas é preciso votar e dar força à alternativa que queremos para Portugal. É por isso que o Livre tem crescido no distrito e continua a ser a voz progressista e ecologista. Um bom resultado é ter deputados que continuem a ser essa voz.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Problemas da saúde transmitidos em audiência com secretária de estado  

A secretária de estado da saúde, Maria de Fátima Fonseca, transmitiu nesta sexta-feira ao presidente da Câmara Municipal das Caldas da Rainha, Vitor Marques, que estão a ser tomadas várias medidas para reforçar a capacidade de recrutamento de médicos, um dos principais problemas que afetam o setor da saúde na região e no país.

secretaria

Cinco ucranianos inauguram centro de residências artísticas

Um centro de residências artísticas situado na cidade de Alcobaça é dado a conhecer a partir desta sexta-feira, com a inauguração da exposição de um de cinco artistas ucranianos que se encontram alojados temporariamente no espaço, num projeto criado por uma equipa que inclui um elemento formado em artes plásticas na Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha.

central1

Marcha do Orgulho com mais de 300 participantes

Realizou-se nas Caldas da Rainha, no passado domingo, uma marcha em defesa da comunidade lésbica, gay, bissexual, transgénero e outras orientações de género, com mais de três centenas de manifestantes a rejeitarem serem discriminados e a reclamarem por condições que permitam assumir as suas escolhas perante a sociedade.

marcha1