Q

Previsão do tempo

10° C
  • Thursday 13° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 11° C
10° C
  • Thursday 13° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 12° C
10° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 11° C

Adega Cooperativa do Cadaval aumenta a produção apesar das dificuldades

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Adega Cooperativa do Cadaval que surgiu em 1971 no centro da vila, é hoje presidida por Leopoldo Nunes Neves, que conta com 40 anos de experiência nesta mesma adega.
A adega comercializa cerca de 30% dos seus produtos engarrafados com a marca "Confraria”

A Adega Cooperativa do Cadaval que surgiu em 1971 no centro da vila, é hoje presidida por Leopoldo Nunes Neves, que conta com 40 anos de experiência nesta mesma adega.

Com a preocupação de manter e melhorar a qualidade dos vinhos, a cooperativa procurou incentivar os associados para o uso das novas tecnologias, considerando importante a criação de vários critérios de receção de castas.

Noutros tempos, as uvas eram pagas pela quantidade e álcool provável, independentemente da casta ou qualidade das uvas. Hoje em dia, a adega tenta determinar as datas de receção, de forma, a conseguir a maior sanidade da matéria-prima, bem como isolar as castas mais nobres de forma a criar vinhos mais aromáticos, evidenciando as frutas e a frescura de cada um.

Neste momento, a adega comercializa cerca de 30% dos seus produtos engarrafados com a marca “Confraria”, oferecendo uma gama de tintos, rosés, brancos e espumantes.

No ano passado a adega lançou uma gama média de vinhos, com dois “Confrarias Reserva”, um branco de monocasta arinto com Denominação de Origem Controlada – Óbidos, e um tinto produzido com várias castas, ambos com estágio em madeira de carvalho francês.

Para além do lançamento de novos produtos, a adega também foi reconhecida com 24 prémios nacionais e internacionais. “Este mérito deve-se não só aos enólogos, Ana Santos e Gonçalo Neves, mas também aos nossos associados”, referiu Leopoldo Nunes Neves.

Foi um ano de muitas dificuldades, em que os custos fixos e os preços das matérias-primas aumentaram devido à pandemia, em todos os setores, o que provocou instabilidade. A par disso “deparamo-nos também com uma concorrência forte da parte de alguns privados no Oeste, que compram uvas na nossa região”, acrescentou o presidente da adega, adiantando que “apesar de todos esses entraves, os associados conseguiram aumentar a produção total e a qualidade dos vinhos da adega”.

No futuro, a cooperativa pretende fazer o lançamento de novas referências e ganhar mais prémios a todos os níveis, sendo que “o melhor prémio é sermos reconhecidos como uma casa de produção de vinhos de prestígio”.

“O caminho é continuar a fazer mais e melhor dando oportunidade às novas tecnologias e aperfeiçoando os vinhos, e é com esta ideologia que pretendemos dar crescimento e expansão à marca Confraria, mantendo a qualidade”, sublinhou o responsável.

A marca “Confraria” pode ser encontrada em várias superfícies comerciais da região, e toda a gama de vinhos produzidos pela adega adquirida diretamente nas instalações da cooperativa, de segunda-feira a sexta-feira, das 8h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30, ou ainda em www.adegacadaval.pt.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Câmara prepara intervenção no Skate Parque

O vice-presidente da Câmara das Caldas da Rainha, Joaquim Beato, e o presidente da União de Freguesias de Santo Onofre e Serra do Bouro, Nuno Santos, estiveram, no passado fim-de-semana, no Skate Parque, para ouvir as ideias dos utilizadores daquela infraestrutura desportiva acerca dos melhoramentos necessários.

Concertos da Vila

A primeira edição dos Concertos da Vila, uma iniciativa da Câmara Municipal da Nazaré, que irá decorrer no cineteatro, arranca com quatro noites de música ao vivo, com artistas locais.

Nazaré substitui conduta com mais de 65 anos

Os Serviços Municipalizados da Nazaré começaram a instalar a nova conduta elevatória de águas residuais domésticas da Estação Elevatória de Águas Residuais Norte.