Q

Previsão do tempo

14° C
  • Friday 23° C
  • Saturday 19° C
  • Sunday 24° C
14° C
  • Friday 24° C
  • Saturday 19° C
  • Sunday 25° C
15° C
  • Friday 25° C
  • Saturday 21° C
  • Sunday 26° C

Taxa turística de 3 euros para visitar a ilha da Berlenga

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Uma portaria publicada no passado dia 5 no Diário da República fixa uma taxa de três euros para aceder à área terrestre da ilha da Berlenga, cobrança que será feita dentro de três meses, ou seja, no início de abril. A taxa é cobrada por dia e por pessoa, sendo que os visitantes maiores de […]
A cobrança será feita a partir de abril

Uma portaria publicada no passado dia 5 no Diário da República fixa uma taxa de três euros para aceder à área terrestre da ilha da Berlenga, cobrança que será feita dentro de três meses, ou seja, no início de abril.

A taxa é cobrada por dia e por pessoa, sendo que os visitantes maiores de 6 anos e menores de 18 anos e os visitantes a partir de 65 anos pagam 50% desse valor.

As receitas resultantes devem ser preferencialmente afetas à promoção das medidas de valorização.

A medida enquadra-se no regulamento do Plano de Ordenamento da Reserva Natural das Berlengas, em que existe o limite máximo de 550 pessoas autorizadas a permanecer em simultâneo na área terrestre da ilha da Berlenga, minimizando os efeitos da visita sobre os habitats e as espécies.

São isentos de pagamento da taxa, sem prejuízo da obrigatoriedade de registo prévio na plataforma eletrónica de controlo de acesso à ilha da Berlenga, os residentes sazonais habituais, trabalhadores de estabelecimentos comerciais em atividade na ilha da Berlenga, profissionais autorizados a exercer atividades de pesca ou de animação turística, incluindo marítimo-turística, na Reserva Natural das Berlengas, a quem seja atribuído o direito de uso temporário de casas abrigo, na área de intervenção específica do Bairro dos Pescadores e usufrutuários de alojamento nesse bairro.

Também não será cobrada taxa a prestadores de serviços devidamente acreditados, operadores, incluindo de animação turística, autorizados pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) a realizar atividades na Reserva Natural das Berlengas, tripulantes das embarcações autorizadas para atividades marítimo-turísticas ou de transporte, investigadores e profissionais autorizados realizar trabalhos de investigação e divulgação científica, ações de monitorização, recuperação e sensibilização ambiental, ações de conservação da natureza e salvaguarda dos valores naturais na ilha da Berlenga.

Os trabalhadores para atividades de manutenção de equipamentos e infraestruturas na ilha da Berlenga e representantes das entidades oficiais com jurisdição na Reserva Natural das Berlengas ficam igualmente isentos de pagamento da taxa, a par dos residentes no concelho de Peniche e crianças até aos seis anos.

Todos devem estar munidos de documentação comprovativa que ateste a sua condição.

O acesso à área terrestre da ilha da Berlenga pode ser cancelado sempre que se verifiquem condições meteorológicas adversas ou outros motivos de força maior.

A fiscalização do cumprimento da portaria compete aos órgãos locais da Autoridade Marítima Nacional, ao ICNF e ao município de Peniche.

O incumprimento constitui contraordenação ambiental leve.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Papagaios gigantes coloriram o céu na Foz do Arelho

O passado fim-de-semana foi de grande animação na Foz do Arelho, com diversos eventos a terem lugar, no âmbito do 2º Festival da Lagoa. No domingo, os papagaios tomaram conta do céu.

primeira

Urgência de Ginecologia/Obstetrícia e Bloco de Partos continuam fechados ao fim de semana

A Urgência de Ginecologia/Obstetrícia e Bloco de Partos no hospital das Caldas da Rainha, na Unidade Local de Saúde (ULS) do Oeste, vão continuar a não receber utentes entre as manhãs de sexta-feira e de segunda-feira e quem necessitar de assistência médica deverá dirigir-se ao Hospital de Santarém, pertencente à ULS da Lezíria.

urgencia

“Mural dos afetos” dá as boas-vindas a quem chega à cidade

A imagem de uma mãe abraçada à filha embeleza a fachada de um edifício na Rua General Amílcar Mota, na entrada sul da cidade. Trata-se de um mural de arte urbana, da autoria de Daniel Eime, que identifica Caldas da Rainha como uma cidade que há uma dezena de anos faz parte do Movimento Cidade dos Afetos.

afetos