Q

Previsão do tempo

16° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 14° C
  • Sunday 15° C
16° C
  • Thursday 16° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 14° C
16° C
  • Thursday 16° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 14° C

Apreendidos tubarões anequins por pesca proibida

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Dois tubarões anequins, com cerca de 120 quilos, foram apreendidos a um operador económico, no porto de pesca de Peniche, no dia 29 de dezembro, uma vez que estava proibida a captura de qualquer exemplar desta espécie, no Oceano Atlântico, desde o dia 22 de setembro até ao final do ano.

Dois tubarões anequins, com cerca de 120 quilos, foram apreendidos a um operador económico, no porto de pesca de Peniche, no dia 29 de dezembro, uma vez que estava proibida a captura de qualquer exemplar desta espécie, no Oceano Atlântico, desde o dia 22 de setembro até ao final do ano.

A apreensão aconteceu no âmbito de uma ação de fiscalização realizada pelo Subdestacamento de Controlo Costeiro de Peniche da GNR.

Foi elaborado um auto de contraordenação a um homem de 78 anos que estava na posse do pescado.

No seguimento de fiscalizações efetuadas durante a madrugada dos dias 27 e 28 de dezembro, numa praia do concelho de Peniche, a GNR identificou três homens, com idades compreendidas entre os 31 e os 62 anos, por exercerem pesca sem licenciamento profissional, tendo sido apreendidas três artes de pesca, denominadas por palangre, as quais são apenas permitidas para o uso da pesca profissional. Foram também apreendidos 20 quilos de robalo.

A ação culminou na elaboração de três autos de contraordenação, tendo o pescado apreendido sido submetido ao regime de primeira venda em lota.

A GNR recorda que “os recursos marítimos devem ser explorados de modo a garantir, a longo prazo, a sustentabilidade ambiental, económica e social da pescaria, dentro de uma abordagem de precaução, definida com base nos dados científicos disponíveis, procurando-se simultaneamente assegurar os rendimentos da pesca aos seus profissionais”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Refugiados de África dormiram uma noite em receção de hotel

Um grupo de 31 cidadãos oriundos de vários países africanos e requerentes de proteção temporária internacional viveu na semana passada nas Caldas da Rainha momentos angustiantes, ao ponto de ter dormido uma noite na receção de um hotel, devido à falta de respostas da Agência para a Integração, Migrações e Asilo (AIMA), que desde o dia 29 de outubro de 2023 assegura as funções administrativas relacionadas com migrantes e asilo que eram missão do extinto Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

refugiados1