Q

Previsão do tempo

21° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 27° C
20° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 28° C
21° C
  • Thursday 23° C
  • Friday 29° C
  • Saturday 30° C

Edifício administrativo é principal investimento camarário

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Câmara do Cadaval vai ter um orçamento de 14,7 milhões de euros para 2022, valor superior em 200 mil euros ao do ano passado.

A Câmara do Cadaval vai ter um orçamento de 14,7 milhões de euros para 2022, valor superior em 200 mil euros ao do ano passado.

As prioridades passam por concluir a reabilitação das antigas oficinas municipais e zona envolvente (inscritos 700 mil euros para um investimento total de 1,3 milhões de euros) e as obras de conservação e valorização da Real Fábrica do Montejunto (700 mil de 1 milhão de euros), bem como a execução das intervenções de valorização do património natural e cultural da Serra do Montejunto (135 mil euros).

A autarquia tem também previstas verbas para a conclusão da construção do edifício administrativo no Parque de Serviços Urbanos (100 mil euros de 2 milhões de euros), para a habitação social (333 mil euros), para a construção do gatil intermunicipal (119 mil euros de 300 mil) e para a reabilitação do mercado municipal (300 mil euros).

O município prevê uma diminuição de despesa de capital, de 5,1 milhões de euros para 4,6, “em virtude de se encontrarem executadas quase na totalidade as obras comparticipadas pelo atual quadro comunitário”, é justificado no documento, revela a agência Lusa.

Verifica-se um aumento das despesas com bens de consumo e gastos com pessoal, passando de 4,4 para 4,7 milhões de euros).

Prevê-se a manutenção das receitas dos impostos diretos (2,4 milhões de euros).

Os valores a arrecadar com o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) deverão subir de 1,4 para 1,5 milhões, o que levou o município a aprovar uma redução da taxa de IMI a aplicar sobre os prédios urbanos de 0,375% para 0,365% – o limite mínimo legal é de 0,3 e o máximo de 0,45%.

Também é expectável uma subida das receitas do Imposto Municipal sobre Transmissões Onerosas de Imóveis (IMT), de 485 mil euros para 509 mil euros, e do IRS de 329 mil euros para 352 mil euros, o que também explica a redução da participação do município de 4% para 3,75% na arrecadação do imposto.

Na Assembleia Municipal houve 17 votos a favor (PSD), 10 contra (PS) e uma abstenção (CDU).

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Exposição Álefe em Ferrel

Na galeria da Associação Cultural Rabeca, no Largo Dr. Manuel Pedrosa, em Ferrel, no concelho de Peniche, vai ser inaugurada a exposição Álefe, com pinturas e aguarelas de António Teodoro.

alefe

Freguesias levam cultura ao Folio

No âmbito do Folio - Festival Literário Internacional de Óbidos as sete freguesias do concelho de Óbidos fazem-se representar com iniciativas, como lançamento de livros, música, poesia, tertúlias, exposições, instalações, teatro, entre outras. Eventos inseridos no "Dia da Freguesia" - Folio Educa.

folio