Q

Previsão do tempo

16° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 23° C
  • Sunday 24° C
16° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 24° C
  • Sunday 25° C
16° C
  • Friday 21° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 27° C


Creches assinaram acordo para poderem ter horários alargados

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
As creches dos concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Bombarral e Peniche vão poder alargar o horário de funcionamento de sete para mais de onze horas diárias, caso alguns pais e encarregados de educação de cada instituição manifestem essa necessidade.

Um protocolo de cooperação assinado no passado dia 2, no salão nobre da Câmara das Caldas, entre as instituições de solidariedade social e o Centro Regional Distrital de Segurança Social de Leiria, vai permitir que, nas situações de extensão de horário, a Segurança Social comparticipe a instituição no valor mensal de 571 euros.

Foram assinados protocolos com cinco IPSS’s das Caldas, três de Óbidos, um de Bombarral e quatro de Peniche, no total de 65 candidaturas aprovadas em todo o distrito de Leiria. “Temos assinado muitos acordos desta natureza no Centro Distrital de Leiria, que é a comparticipação do Estado àquilo que são respostas muito importantes que as instituições dão às populações”, disse o diretor do Centro Regional Distrital de Segurança Social de Leiria, João Paulo Pedrosa.

“Para além do trabalho da atividade normal de uma creche de onze horas, se uma família, mãe ou pai necessitar que a creche não feche às 19h00 e encerre às 19h15, as vossas instituições prestam esse serviço à família e é bom que os autarcas saibam que esse serviço é concedido à população”, adiantou o responsável. 

Para além das creches, João Paulo Pedrosa destacou a resposta social diversificada que é dada pelas instituições de solidariedade social, como o serviço de apoio domiciliário, lar, entre outros. Deu o exemplo da Santa Casa de Misericórdia de Óbidos e das Caldas da Rainha, que assinaram no Centro Distrital da Segurança Social um acordo de programa de apoio aos mais carenciados.

“Isto é um programa europeu que permite a retaguarda essencial e fundamental àquelas pessoas que são os mais pobres dos mais pobres, portanto, estas instituições garantem através desse programa esta almofada de apoio às pessoas muito necessitadas”, contou.

O diretor informou ainda que tendo em conta a quantidade de candidaturas que neste momento estão abertas, o centro distrital criou uma “task force no centro distrital” para ajudar à sua elaboração, de modo a que estas “possam ser o mais bem-sucedidas possível”.

A cerimónia contou ainda com a presença da vereadora da Câmara do Bombarral, Maria de Fátima, que destacou o facto de estarem na sessão muitas instituições representadas do distrito de Leiria que têm interesse em aumentar aquilo que é um benefício de uma resposta social para as famílias”. “Estes tipos de respostas sociais são gratificantes, nomeadamente no contexto social em que vivemos, em que as nossas famílias precisam de mais respostas sociais”, salientou.  

O vereador na autarquia de Óbidos, José Pereira, apelou ao diretor do Centro Regional Distrital de Segurança Social de Leiria um apoio maior às IPSS’s para que “estas possam desenvolver melhor o seu trabalho”. O autarca elogiou o facto de as direções das instituições de solidariedade social trabalharem de forma voluntária diariamente sem restrições em prol da comunidade.

A vereadora da autarquia das Caldas responsável pela ação social, Conceição Henriques, disse que como é nova nesta função sentiu a necessidade de no terreno conhecer e interagir com as instituições. “Confesso que foi uma feliz surpresa porque encontrei IPSS’s que trabalham de forma exemplar e que prestam um serviço essencial ao bem-estar das nossas populações e representam um valor intrínseco de desenvolvimento social”, afirmou.

O presidente da Câmara das Caldas, Vitor Marques, disse que esta iniciativa “reforça a coesão e o funcionamento das instituições destes concelhos, cujo trabalho devemos sublinhar, especialmente no contexto pandémico em que vivemos”.  Adiantou ainda que da parte desta autarquia há um esforço de complementar o apoio da administração central.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Marcha do Orgulho com mais de 300 participantes

Realizou-se nas Caldas da Rainha, no passado domingo, uma marcha em defesa da comunidade lésbica, gay, bissexual, transgénero e outras orientações de género, com mais de três centenas de manifestantes a rejeitarem serem discriminados e a reclamarem por condições que permitam assumir as suas escolhas perante a sociedade.

marcha1

Palestra sobre as transformações da família

“A família também evolui! Os diversos apoios às Famílias”, foi como se designou a palestra de sensibilização que decorreu no passado dia 23 na Biblioteca Municipal das Caldas da Rainha. O evento, moderado pela vereadora da Ação Social na Câmara das Caldas, Conceição Henriques, teve como oradoras convidadas a socióloga e investigadora Engrácia Leandro e a representante da Segurança Social do Centro Distrital de Leiria, Fátima Oliveira.

familia 1