Q

Previsão do tempo

19° C
  • Sunday 24° C
  • Monday 27° C
  • Tuesday 26° C
19° C
  • Sunday 24° C
  • Monday 28° C
  • Tuesday 26° C
17° C
  • Sunday 25° C
  • Monday 29° C
  • Tuesday 29° C

Proibido de contactar ex-companheira residente em Óbidos

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Um homem de 41 anos foi proibido em tribunal de contactar com a ex-companheira, de 40 anos, com quem viveu em união de facto, na vila de Óbidos, depois de a ter perseguido e ofendido em público, durante a suspensão provisória de um processo em que respondia pelo crime de violência doméstica, revelou o Ministério Público das Caldas da Rainha.
Interdição de frequentar Óbidos é devido a um crime de violência doméstica agravado

Um homem de 41 anos foi proibido em tribunal de contactar com a ex-companheira, de 40 anos, com quem viveu em união de facto, na vila de Óbidos, depois de a ter perseguido e ofendido em público, durante a suspensão provisória de um processo em que respondia pelo crime de violência doméstica, revelou o Ministério Público das Caldas da Rainha.

O indivíduo, que foi presente a primeiro interrogatório judicial no dia 10 de novembro, após ter sido detido pela GNR de Óbidos, vinha a manifestar atos “em crescendo de agressividade” desde outubro, altura em que, segundo o Ministério Público da 2.ª Secção das Caldas da Rainha do Departamento de Investigação e Ação Penal de Leiria, “passou a abordar sistematicamente a vítima, dirigindo-lhe palavras ofensivas, depreciando-a e vexando-a, inclusive em público, perante terceiros”.

O tribunal considerou encontrar-se fortemente indiciado que o arguido, no âmbito do processo pelo crime de violência doméstica, em que lhe foi imposta a proibição de contactar a vítima, “incumpriu essa regra, contactando-a, insultando-a repetidamente e manifestando comportamento agressivo em relação à mesma”.

Está agora indiciado da prática do crime de violência doméstica agravado e o juiz de instrução criminal determinou que o arguido aguardasse o desenvolvimento do processo sujeito às medidas de coação de proibição de contactar, por qualquer meio, com a vítima, de proibição de permanecer e frequentar Óbidos, e de se aproximar da ex-companheira, a uma distância inferior a 500 metros, quando a mesma se encontre fora da vila.

A única exceção permitida será para visitar os filhos menores, desde que tais encontros tenham intermediação da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens e com a prévia concordância da vítima.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Atletas do Arneirense no pódio do Mundial de Laser Run

Atletas da Associação Cultural Desportiva Recreativa Arneirense, das Caldas da Rainha, participaram no Campeonato do Mundo de Laser Run em representação de Portugal, no Especial destaque para Caetana Neves e António Barros, que contribuíram para as medalhas...

laser

Veleiro à deriva foi resgatado por embarcação salva-vidas

Um veleiro norueguês esteve à deriva sem tripulação a bordo na noite de 24 para 25 de setembro, depois de ter partido a amarração na Berlenga, devido ao vento muito forte do quadrante norte, acabando por ser resgatado pela embarcação salva-vidas do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) de Peniche.

veleiro