Q

Previsão do tempo

15° C
  • Tuesday 19° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 23° C
15° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 23° C
  • Thursday 24° C
16° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 25° C
  • Thursday 25° C

Proibido de contactar ex-companheira residente em Óbidos

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Um homem de 41 anos foi proibido em tribunal de contactar com a ex-companheira, de 40 anos, com quem viveu em união de facto, na vila de Óbidos, depois de a ter perseguido e ofendido em público, durante a suspensão provisória de um processo em que respondia pelo crime de violência doméstica, revelou o Ministério Público das Caldas da Rainha.
Interdição de frequentar Óbidos é devido a um crime de violência doméstica agravado

Um homem de 41 anos foi proibido em tribunal de contactar com a ex-companheira, de 40 anos, com quem viveu em união de facto, na vila de Óbidos, depois de a ter perseguido e ofendido em público, durante a suspensão provisória de um processo em que respondia pelo crime de violência doméstica, revelou o Ministério Público das Caldas da Rainha.

O indivíduo, que foi presente a primeiro interrogatório judicial no dia 10 de novembro, após ter sido detido pela GNR de Óbidos, vinha a manifestar atos “em crescendo de agressividade” desde outubro, altura em que, segundo o Ministério Público da 2.ª Secção das Caldas da Rainha do Departamento de Investigação e Ação Penal de Leiria, “passou a abordar sistematicamente a vítima, dirigindo-lhe palavras ofensivas, depreciando-a e vexando-a, inclusive em público, perante terceiros”.

O tribunal considerou encontrar-se fortemente indiciado que o arguido, no âmbito do processo pelo crime de violência doméstica, em que lhe foi imposta a proibição de contactar a vítima, “incumpriu essa regra, contactando-a, insultando-a repetidamente e manifestando comportamento agressivo em relação à mesma”.

Está agora indiciado da prática do crime de violência doméstica agravado e o juiz de instrução criminal determinou que o arguido aguardasse o desenvolvimento do processo sujeito às medidas de coação de proibição de contactar, por qualquer meio, com a vítima, de proibição de permanecer e frequentar Óbidos, e de se aproximar da ex-companheira, a uma distância inferior a 500 metros, quando a mesma se encontre fora da vila.

A única exceção permitida será para visitar os filhos menores, desde que tais encontros tenham intermediação da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens e com a prévia concordância da vítima.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Filmes premiados nas Caldas em exibição nos aviões da TAP

A partir de junho, os passageiros que viajem de e para as Américas (Brasil, Estados Unidos, Canadá e Venezuela) e África (Luanda, Maputo e São Tomé) terão à sua disposição filmes nacionais selecionados entre os premiados da edição de 2023 do Festival Internacional de Cinema de Turismo ART&TUR, realizado em outubro nas Caldas da Rainha.

filmes