Q

Previsão do tempo

13° C
  • Saturday 15° C
  • Sunday 15° C
  • Monday 15° C
13° C
  • Saturday 15° C
  • Sunday 15° C
  • Monday 16° C
13° C
  • Saturday 15° C
  • Sunday 15° C
  • Monday 16° C

Parque D. Carlos I acolheu Feira das Velharias

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
É no segundo domingo de cada mês que o Parque D. Carlos I se transforma num portal para “regressar ao passado”. Neste mês de novembro, o dia 14 foi para apreciar as velharias, que, independentemente da passagem dos anos, são o revivalismo de “tempos que já lá vão” e que, agora, constituem marca de bom gosto e distinção em qualquer casa. Combinar o “retro” ou “vintage” com peças contemporâneas parece ser a tendência dos decoradores.
Ana Paula Marques faz bonecas de pano que lembram as de antigamente

É no segundo domingo de cada mês que o Parque D. Carlos I se transforma num portal para “regressar ao passado”. Neste mês de novembro, o dia 14 foi para apreciar as velharias, que, independentemente da passagem dos anos, são o revivalismo de “tempos que já lá vão” e que, agora, constituem marca de bom gosto e distinção em qualquer casa. Combinar o “retro” ou “vintage” com peças contemporâneas parece ser a tendência dos decoradores.

Gramofones, discos de vinil, livros, brinquedos, roupa, peças de cerâmica, coleções de moedas, peças em ferro forjado, linhos antigos, tapeçarias, louças antigas levaram-nos ao tempo dos nossos avós.

O JORNAL DAS CALDAS encontrou alguns vendedores de artesanato que também expunham os seus produtos para venda. Ana Paula Marques descobriu a sua vocação para fazer bonecas de pano durante o primeiro confinamento. As suas bonecas fazem lembrar as de antigamente e é tudo feito à mão. Segundo a artesã, aprendeu a costurar “com a ajuda da internet” e revistas da especialidade, “o resto veio depois”. Os “nécessaires”, os peluches, as carteiras, os têxteis para o lar, os “naninhos para bebés” são alguns dos trabalhos da artesã, que confessou que “ontem não fui ver o Toy porque queria fazer mais uns babetes para trazer para a feira”. Por enquanto, a sua vocação ainda não paga as despesas, mas sonha com uma pequena loja. Para já, vende nas feiras e aceita encomendas.

A feira regressa no próximo mês. Se é colecionador, gosta de antiguidades ou, simplesmente, gosta de peças com história, tem de esperar pelo segundo domingo de dezembro.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

ETEO estimula debate sobre violência no namoro

A Escola Técnica Empresarial do Oeste (ETEO), nas Caldas da Rainha, assinalou a 25 de novembro o Dia Internacional da Eliminação da Violência Contra as Mulheres com um alerta contra o crime de violência doméstica e do namoro, deixando a mensagem que “quem ama não agride”. 

violencia 1

Casos de violência doméstica no concelho voltam a aumentar

Assinalou-se no dia 25 de novembro o dia internacional pela Eliminação da Violência contra as mulheres. Em Caldas da Rainha a data foi sinalizada pela Câmara Municipal, através do Gabinete de Atendimento à Vítima de Violência Doméstica (GAVVD), com a colocação de frases alusivas ao tema em questão junto às figuras da Rota Bordaliana: “A Rota Bordaliana não se esquece de ti” – dedicada a todas as mulheres vítimas de violência doméstica.

violencia domestica

Fernando Correia apresentou livro sobre Alzheimer

O jornalista Fernando Correia está a ajudar famílias que têm doentes com Alzheimer com a escrita do livro “Diário de um corpo sem memória” que relata como tem vivido o contacto com Vera, mãe das suas três filhas, que é vítima desta doença.

alzheimer 1