Q

Previsão do tempo

14° C
  • Tuesday 18° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 20° C
14° C
  • Tuesday 18° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 20° C
15° C
  • Tuesday 19° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 21° C

Idosos com 80 ou mais anos recebem terceira vacina contra a Covid-19

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
As pessoas com 80 ou mais anos estão a receber a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 e a vacina contra a gripe. Entre 300 a 400 agendamentos diários são feitos no Centro de Vacinação das Caldas da Rainha.
Fila para vacinação no Pavilhão da Mata

As pessoas com 80 ou mais anos estão a receber a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 e a vacina contra a gripe. Entre 300 a 400 agendamentos diários são feitos no Centro de Vacinação das Caldas da Rainha.

No Centro de Vacinação das Caldas da Rainha os utentes com idade igual ou superior a 80 anos estão a aproveitar a modalidade “Casa Aberta” para nova vacinação contra a Covid-19 e contra a gripe. Basta fazer o auto-agendamento. Quem opte por não se auto-agendar vai receber, ao longo das próximas semanas, mensagens nos números de contacto com um convite para a vacinação. Em última instância basta deslocarem-se ao Pavilhão da Mata entre as 13h e as 17h, de segunda a sexta-feira.

Na área do Agrupamento de Centros de Saúde do Oeste, o horário é semelhante. No Pavilhão Gimnodesportivo de Alcobaça é igual, sendo até às 18h na Unidade de Saúde Familiar do Bombarral e nas Unidades de Cuidados de Saúde Personalizados da Nazaré e de Peniche.

Segundo a Direção-Geral da Saúde, a vacinação é muito importante e ganha ainda maior relevância nesta altura do ano, em que é expectável a circulação de vários vírus respiratórios e em que se poderá verificar igualmente o impacto das temperaturas baixas na saúde da população.

Desde 18 de outubro que está em marcha a coadministração das vacinas contra a gripe e a terceira dose da vacina contra a Covid-19, que integra os cidadãos com idade igual ou superior a 65 anos.

A vacinação contra a gripe arrancou em 27 de setembro em Portugal, mais cedo do que o habitual devido à pandemia de Covid-19, havendo 2,24 milhões de vacinas para serem distribuídas gratuitamente a grupos de risco pelo Serviço Nacional de Saúde.

Os utentes elegíveis para a dose de reforço da Covid-19 têm sido convocados para a vacinação conjunta mas podem optar por apenas uma delas. Se não se opuserem, serão administradas as duas vacinas em simultâneo.

São elegíveis para a dose de reforço no regime de “Casa Aberta” os utentes que não tiveram Covid-19 e já completaram o esquema vacinal há pelo menos 180 dias.

Em relação à terceira vacina contra a Covid-19, os idosos mostram-se satisfeitos com esta proteção adicional. “Esta terceira dose deixa-me mais tranquila”, admitiu uma utente.

“Acho que já esteve pior, mas as pessoas também não fazem para melhorar. A malta nova junta-se e vai para a paródia e é uma chatice”, exclamou outra idosa, que sustentou que “apesar das pessoas estarem vacinadas precisam de ter cuidado”.

Um utente afirmou que “não vou levar a vacina da gripe, porque não é coisa que me preocupe. Normalmente passa a constipação dois dias ou três depois. Preocupa-me mais a Covid-19”.

Têm existido entre 300 a 400 agendamentos diários de vacinação e a coordenação assegura que quem aparece, tendo ou não confirmação, será vacinado.

Alexandra Cosme, enfermeira coordenadora da vacinação nas Caldas da Rainha, declarou que “este processo está a correr bastante bem, na nossa perspetiva”. Na área do Agrupamento de Centros de Saúde do Oeste já está a terminar a terceira vacinação dos utentes dos lares e nos centros de vacinação “já estamos a atender utentes com mais de 70 anos para terceiras doses”.

“Queremos que este processo seja feito o mais rápido possível e estamos a agilizar todos os procedimentos. Temos adaptado às necessidades à procura. Aumentámos o número de enfermeiros para subirmos o número de inoculações por hora”, revelou.

Contudo, a fila de espera no exterior do Pavilhão da Mata já mereceu uma reclamação da filha de uma idosa de 82 anos. “Deparei-me com uma fila, que achei desadequada, por fazer esperar pessoas com estas idades. Não é nada contra os profissionais de saúde, mas sugeri que fossem tomadas medidas para acomodar as pessoas no interior com outras condições”, relatou.

O JORNAL DAS CALDAS apurou que a nave central do pavilhão deixou de ser utilizada pelo Centro de Vacinação. Por não se revelar necessário e para permitir a prática desportiva, o recinto já não é ocupado ao fim de semana.

Mais uma dose para profissionais de saúde

A terceira dose de reforço para profissionais de saúde será iniciada em breve, divulgou o secretário de estado da saúde, Lacerda Sales. A medida está programada e aprovada pela Comissão Técnica de Vacinação, mas ainda não foi posta em prática por ser “um processo complexo” do ponto de vista operacional e logístico.

A Liga dos Bombeiros Portugueses também defendeu o reforço da vacinação para os soldados da paz, de modo a “salvaguardar a saúde” e garantir níveis apreciáveis de imunidade.

Novas regras para visitas a lares

Quem for visitar familiares e amigos a lares tem de apresentar certificado de vacinação ou teste à Covid-19 negativo, segundo norma atualizada da Direção-Geral da Saúde.

As instituições devem continuar a usar meios de comunicação como as videochamadas.

Os novos utentes sem vacina são sujeitos a isolamento profilático.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Kidicaldas incentiva o uso da bicicleta nas deslocações diárias

A 2ª edição do Kidicaldas aconteceu no passado sábado e contou com uma forte participação de crianças e adultos, nos mais variados tipos de bicicleta. Os otogenários Virgínia e Mário Tavares foram conduzidos num trishaw, com direito ao vento nos cabelos.

kidicaldas 1

Cultartis expõe no Parque

A Cultartis – Associação para a Cultura das Artes tem patente de 23 a 30 de setembro uma exposição coletiva na Casa dos Barcos, no Parque D. Carlos I, nas Caldas da Rainha.

cultartis

Urgência encerrada um dia e meio

Devido a limitações de recursos para um atendimento em segurança, a urgência de ginecologia e obstetrícia da unidade de Caldas da Rainha do Centro Hospitalar do Oeste esteve encerrada entre as 9h de 23 de setembro e as 9h de 24 de setembro.