Q

Previsão do tempo

11° C
  • Tuesday 15° C
  • Wednesday 15° C
  • Thursday 14° C
11° C
  • Tuesday 15° C
  • Wednesday 15° C
  • Thursday 14° C
11° C
  • Tuesday 16° C
  • Wednesday 16° C
  • Thursday 14° C

O sistema alimentar mundial

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Agenda das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável tinha estabelecido a “fome zero” como um de 17 objectivos a atingir até 2030. Mas, desde 2015 que a fome no mundo tem vindo a aumentar, impulsionada pela crise climática e pela pandemia da covid-19, estimando-se que afecte agora 820 milhões de pessoas.

A Agenda das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável tinha estabelecido a “fome zero” como um de 17 objectivos a atingir até 2030. Mas, desde 2015 que a fome no mundo tem vindo a aumentar, impulsionada pela crise climática e pela pandemia da covid-19, estimando-se que afecte agora 820 milhões de pessoas.

A Cimeira dos Sistemas Alimentares 2021, reunião virtual realizada em 23 de Setembro em Nova Iorque, visou lançar as bases de uma mudança profunda dos sistemas alimentares para torná-los mais justos e equilibrados. A iniciativa foi do secretário-geral António Guterres, que quer ver o tema no centro da agenda da ONU para 2030.

Guterres considera que um sistema alimentar que funcione bem pode ajudar a evitar conflitos, proteger o ambiente e garantir saúde e meios de subsistência para todos. Inesperadamente, nos meses de preparação que antecederam a Cimeira, surgiram duas visões opostas ao caminho a seguir para a desejada revolução da forma como produzimos, distribuímos e consumimos alimentos.

Vários grupos e associações representando os pequenos agricultores e os movimentos indígenas na Ásia, em África, na Europa e no continente americano decidiram boicotar a Cimeira, acusando-a de estar dominada pelos interesses das grandes empresas do sector agroalimentar, que apenas querem promover soluções científicas para uma produção agrícola mais resistente, à semelhança da Revolução Verde da década de 70 do século XX, baseada em pesticidas e fertilizantes. Estes defensores do modelo de agroecologia e agricultura regenerativa consideram que o recurso aos pesticidas e fertilizantes torna a produção agrícola dependente de um número restrito de grandes multinacionais, que acabam por ter o controlo sobre todo o sistema alimentar.

O mercado das sementes agrícolas, por exemplo, está nas mãos de apenas dez empresas, quatro delas (Bayer, Corteva, ChemChina e BASF) detendo mais de 60% desse mercado.

A ONU tem sido acusada de, com este modelo de cimeiras, favorecer os interesses de quem faz dinheiro com os sistemas alimentares e não de quem quer promover a saúde das populações e a protecção do ambiente. Rejeitando estas críticas, a ONU conseguiu no dia 23 de Setembro um acordo em cinco campos de acção: acabar com a fome e todas as formas de desnutrição; promover a reutilização e reciclagem dos recursos alimentares e eliminar o desperdício; optimizar os recursos ambientais na produção, processamento e distribuição de alimentos; eliminar a pobreza, promovendo emprego produtivo e trabalho digno para todos os actores da cadeia alimentar; e criar resistência às vulnerabilidades, sobretudo em zonas mais expostas a conflitos e desastres naturais.

Intenções. Todas demasiado vagas e tão virtuais como a Cimeira. A carência de alimentos, essa, é concreta para 820 milhões de pessoas.

O problema, na perspectiva da especialista norte-americana em questões alimentares Marion Nestle, é que as soluções tecnológicas são financiadas e dão dinheiro às empresas que as criam. Comer de forma mais saudável e criar sistemas agrícolas que não envolvam fertilizantes e pesticidas industriais não dá dinheiro a ninguém, pelo que não existe incentivo económico para se avançar para esse tipo de soluções.

Artigo sem acordo ortográfico

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Obras de arte desaparecidas – Estátua Equestre de D. João IV

D. João IV (1604-1656), 8º duque de Bragança, 5º duque de Guimarães, 3º duque de Barcelos, filho de D. Teodósio II de Bragança (1568-1630) e da Sra. D. Ana Fernández de Velasco y Téllez-Girón (1585-1607), casado, no ano de 1633, com a Sra. D. Luísa Maria Francisca de Gusmão e Sandoval (1613-1666), da Casa espanhola de Medina-Sidónia, foi aclamado como o 22º Rei de Portugal e Algarves no dia 15 de dezembro de 1640.

Mensagem aos encarregados de educação

Ser encarregado de educação é cada vez mais exigente, dado que o próprio sistema educativo se tornou, também ele, complexo e rendido ao corporativismo. Já não basta ser um pai/mãe presente, onde simplesmente se marca presença nas reuniões com o diretor de turma, quando este convoca uma reunião. É preciso integrar-se nos meios que compõem o sistema educativo, pois só assim terá mais facilidade em resolver assuntos (in)diretamente relacionados com o seu educando.

Despolitizar

Foi na Grécia antiga, 508 a.C., que surgiu o primeiro sistema democrático, implementando um ambiente de maior igualdade perante a lei e um conjunto de reformas que resultaram na maior participação política.

olhar