Q

Previsão do tempo

16° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 24° C
16° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 24° C
16° C
  • Sunday 25° C
  • Monday 20° C
  • Tuesday 26° C

Vinhos da região no livro “A Alma dos Vinhos de Lisboa”

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Foi lançado no passado dia o livro “A Alma dos vinhos de Lisboa”, que aborda a história da Região Demarcada de Lisboa, bem como o seu território, as suas quintas e os seus vinhos. Nesta obra, que foi promovida pela Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa constam a Adega Cooperativa da Vermelha, no Cadaval, a Companhia Agrícola do Sanguinhal, no Bombarral, e a Adega Cooperativa da Lourinhã.
Oradores na apresentação do livro (foto José António)

Foi lançado no passado dia o livro “A Alma dos vinhos de Lisboa”, que aborda a história da Região Demarcada de Lisboa, bem como o seu território, as suas quintas e os seus vinhos. Nesta obra, que foi promovida pela Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa constam a Adega Cooperativa da Vermelha, no Cadaval, a Companhia Agrícola do Sanguinhal, no Bombarral, e a Adega Cooperativa da Lourinhã.

O conteúdo, que está estruturado ao longo de 336 páginas, tem como intuito “celebrar os produtores e a região de Lisboa, que exporta mais de 80% do que produz, ao mesmo tempo que conquista cada vez maior visibilidade no panorama nacional”, sublinhou o presidente da Comissão Vitivinícola da Região (CVR) de Lisboa, Francisco Toscano Rico.

De acordo com o responsável, “a conceção deste livro em tempo de pandemia foi uma empreitada difícil, mas deu-nos um gozo imenso em fazê-lo”. “Com este lançamento queremos projetar ainda mais a marca do território dos vinhos da Região Demarcada de Lisboa e também o enoturismo”, explicou o presidente da CVR Lisboa, adiantando que “os vinhos de Lisboa atravessam um ciclo virtuoso com as suas vendas a duplicar nos últimos cinco anos”.

Já o antigo vereador da Câmara Municipal de Lisboa, José Sá Fernandes, disse que “é importante dar a conhecer o território como a diversidade de vinhos que ele oferece”.

André Teodoro, da CVR Lisboa, manifestou que “queremos que esta obra se torne um símbolo de inspiração e que mostre a alma dos vinhos desta região, com todas as particularidades e potencialidades”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Oeste Lusitano regressa com maior presença de criadores de cavalos

O Festival Oeste Lusitano está de regresso ao Parque D. Carlos I, com um programa de 27 a 29 de maio recheado de atividades, entre as quais as tradicionais provas de obstáculos, os batismos de cela, assim como o desfile equestre, largadas de touros e ainda vai contar “a maior presença de criadores de cavalo lusitano desde o início da feira”. Esta nona edição também vai apostar na sustentabilidade, disponibilizando um QR Code que remete para o programa, evitando, assim, o gasto de papel.

oeste lusitano

“Caça à Beata” recolheu pontas de cigarro pela cidade

Quinze voluntários participaram na manhã do passado sábado na ação cívica “Caça à Beata”, que decorreu pelas ruas da cidade. Esta iniciativa cívica, que juntou o movimento cívico #CALDASSempreLimpa e a União de Freguesias das Caldas da Rainha, Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São Gregório, recolheu em duas horas, pontas de cigarro colocadas em sete garrafões no total de 20 litros.

caca a beata