Q

Previsão do tempo

10° C
  • Tuesday 15° C
  • Wednesday 15° C
  • Thursday 14° C
11° C
  • Tuesday 15° C
  • Wednesday 15° C
  • Thursday 14° C
11° C
  • Tuesday 16° C
  • Wednesday 16° C
  • Thursday 14° C

Secretário de Estado na Adega Cooperativa da Vermelha

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Rui Martinho, esteve no passado dia 14 na Adega Cooperativa da Vermelha, no concelho do Cadaval, na sequência do périplo que anda a fazer pelo país a visitar as regiões vitivinícolas, cabendo desta vez à região de Lisboa, onde se insere o Cadaval.
Arranque na Vermelha de um périplo pelo país

O secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Rui Martinho, esteve no passado dia 14 na Adega Cooperativa da Vermelha, no concelho do Cadaval, na sequência do périplo que anda a fazer pelo país a visitar as regiões vitivinícolas, cabendo desta vez à região de Lisboa, onde se insere o Cadaval.

“Estamos a começar a visita por uma instituição de referência nesta região e no panorama dos vinhos nacionais e que se insere numa região que é Lisboa, que tem vindo a ter um crescimento extraordinário e uma afirmação fantástica nos mercados, quer nacionais quer internacionais”, afirmou o governante.

De acordo com o secretário de estado, o objetivo da visita foi “fazer o balanço como decorreu a campanha, quais são as principais dificuldades que ainda existem e encontrar as formas que nos permitam dar as melhores respostas aos problemas, em articulação com o Instituto da Vinha e do Vinho, a Direção Regional de Agricultura, a Comissão Vitivinícola Regional e os produtores”.

Rui Martinho reconheceu que “o período da pandemia perturbou o investimento que estava a ser desenvolvido”, avançando que “estamos a abrir novos concursos assegurar que as dotações do quadro comunitário de apoio sejam integralmente aplicadas no setor do vinho”.

Em relação às empresas que registaram quebras de vendas, “desenvolvemos ao longo da pandemia um conjunto de medidas para apoiar a armazenagem privada e na área da destilação de crise, em que havia problemas de escoamento e a necessidade de retirar esses vinhos do mercado, e criámos uma medida que permitia atribuir aos produtores um valor que podia chegar até 50 mil euros, que tinha a ver com as quebras que tiveram”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Dia da Floresta Autóctone no Montejunto

Um grupo de alunos da Escola Básica do 1º ciclo do Painho (Cadaval) e do 6º ano da Escola Básica Integrada de Abrigada (Alenquer) participou numa atividade de plantação de árvores e de sensibilização para a importância da conservação da floresta nativa na Serra de Montejunto.

GNR recupera motociclo furtado

Um motociclo furtado em janeiro nas Caldas da Rainha foi recuperado em Alverca do Ribatejo, em Vila Franca de Xira, no passado dia 24, tendo a GNR identificado o indivíduo que tinha o veículo na sua posse.

motociclo

Morre atropelada por comboio

Uma mulher de 43 anos foi colhida mortalmente por um comboio que circulava na tarde deste domingo na Linha do Oeste, em Leiria, em circunstâncias que estão a ser investigadas.