Q

Previsão do tempo

9° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 12° C
  • Sunday 12° C
9° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 12° C
  • Sunday 13° C
9° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 11° C
  • Sunday 13° C

Memorando de entendimento entre Vamos Mudar e PS abre novo ciclo na Câmara

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Vamos Mudar (VM) – movimento de cidadãos independentes e o Partido Socialista (PS) de Caldas da Rainha assinaram na passada segunda-feira, no Parque D. Carlos I, um memorando de entendimento para o mandato autárquico 2021-2025 para “uma boa gestão do município”. Os signatários acordam “colaborar de forma ativa no sentido do bom funcionamento dos […]
Acordo entre Vamos Mudar e PS

O Vamos Mudar (VM) – movimento de cidadãos independentes e o Partido Socialista (PS) de Caldas da Rainha assinaram na passada segunda-feira, no Parque D. Carlos I, um memorando de entendimento para o mandato autárquico 2021-2025 para “uma boa gestão do município”.

Os signatários acordam “colaborar de forma ativa no sentido do bom funcionamento dos órgãos municipais, cooperando na prossecução dos seus objetivos e compromissos eleitorais”. O PS compromete-se, através deste acordo, entre outros entendimentos, a viabilizar os orçamentos da Câmara e dos Serviços Municipalizados.

Segundo o presidente da Câmara das Caldas, Vitor Marques, “existem pontos de convergência nos programas eleitorais das duas forças políticas, como por exemplo a construção de um novo hospital do Oeste nas Caldas, a construção de um novo balneário termal, a criação de um Plano de Incentivo ao Investimento com vista a promover o desenvolvimento económico sustentável, a criação de um centro de experimentação agrícola, valorização da rede de museus e ampliação do Museu da Cerâmica”.

O VM e o PS defendem ainda a implementação de um plano estratégico de requalificação dos mercados e feiras, incluindo o estudo e o lançamento das bases de uma solução para a requalificação integral da Praça da Fruta”.

O fomento da mobilidade sustentável, nomeadamente a defesa e promoção da linha ferroviária do Oeste e sua modernização ao longo de toda a via, bem como a requalificação da estação, é outro projeto que têm em comum.

Entendem ainda que existem pontos de convergência nos programas eleitorais no que concerne ao desenvolvimento de uma estratégia para a criação de um parque empresarial, requalificando a atual Zona Industrial e o desenvolvimento do Centro Empresarial de Caldas da Rainha.

O PS compromete-se a viabilizar, quer na câmara quer na assembleia municipal, os orçamentos da autarquia e dos serviços municipalizados, as prestações de contas e o relatório e contas dos serviços municipalizados.

Os socialistas irão também aprovar os “projetos e ações estratégicos do VM que constituam compromissos sufragados do seu programa eleitoral e relativamente aos quais o PS não tenha reservas de fundo”.

O movimento de Vitor Marques compromete-se a “diligenciar na Câmara e na Assembleia Municipal pela aprovação e execução das medidas constantes do PS e inaugurar as iniciativas constantes com presença e intervenção do vereador eleito pelo PS”. Responsabiliza-se ainda a “ouvir e dialogar com o PS nas matérias relevantes para o concelho”.

Em declarações à imprensa, Vitor Marques disse que o “facto de não ter maioria absoluta foi uma das razões para fazer o memorando de entendimento”. No entanto, garante que mesmo que tivesse maioria a postura “seria de trocar impressões com o PS e todos os outros partidos antes de apresentar as propostas”.

Segundo o vereador Luís Patacho, este acordo para o PS significa que fará parte da “solução de todas as iniciativas que estão constantes neste memorando de entendimento” relativamente às quais têm “pontos de convergência política”, garantindo ainda que à margem do memorando de entendimento o PS “fará uma oposição construtiva”.

O memorando de entendimento foi assinado por Vítor Marques, António Curado, primeiro candidato da lista à Assembleia Municipal pelo VM, Sara Velez, presidente da concelhia do PS das Caldas, Luís Patacho, vereador eleito pelo PS, e Jaime Neto, primeiro candidato pela lista à Assembleia Municipal das Caldas pelo PS.  

Distribuição dos pelouros

A Câmara divulgou a distribuição dos pelouros pelos três vereadores eleitos pelo Vamos Mudar. Ao presidente cabe, a gestão/administração financeira, aprovisionamento, património, execuções fiscais, recursos humanos, contratação pública, fundos comunitários, proteção civil, saúde e termalismo, turismo e eventos, desporto, governança, freguesias e planeamento estratégico e ordenamento do território.

Ao vereador Joaquim Beato, o presidente da autarquia delegou o urbanismo, reabilitação urbana, mobilidade/trânsito, economia e inovação, ambiente e espaços verdes, higiene urbana, orçamento participativo freguesias, contraordenações, mercados e feiras, despachos de publicidade, transportes, máquinas de diversão e atividade ruidosa temporária.

A vereadora Conceição Henriques tem os pelouros da educação, cultura, modernização administrativa, desenvolvimento humano, juventude, novas tecnologias, gestão documental e comunicação do município. 

Embora haja sempre um vereador responsável, Sara Oliveira é adjunta do presidente com os pelouros da saúde e área da ação social. António Vidigal, como secretário, tem as áreas do desporto e ambiente. José Cardoso, também secretário, vai trabalhar em proximidade com as juntas de freguesia e vai colaborar com Vitor Marques nas áreas dos mercados e eventos.

Fábio Santos, que faz parte do VM, terá uma prestação de serviços com a autarquia para trabalhar as áreas da comunicação, marketing e juventude.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Icónico edifício da Secla vai ser reabilitado

Depois de vários anos ao abandono e já em estado de degradação, o edifício icónico sede da Secla, nas Caldas da Rainha, vai finalmente ser totalmente reabilitado e valorizado.

secla

Candidato do BE luta “por uma linha do Oeste que responda aos desafios atuais”

O candidato do Bloco de Esquerda pelo distrito de Leiria às próximas eleições legislativas, Ricardo Vicente, viajou no passado dia 12 de comboio na Linha do Oeste, de Leiria para Caldas da Rainha, para assinalar a necessidade de requalificar da linha integralmente, e de garantir velocidades de deslocação competitivas com o transporte rodoviário, contrariamente aos resultados previstos pelo Governo para a requalificação no troço de Meleças até Caldas da Rainha.

bloco