Q

Previsão do tempo

17° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 27° C
  • Tuesday 26° C
17° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 28° C
  • Tuesday 26° C
17° C
  • Sunday 25° C
  • Monday 29° C
  • Tuesday 29° C

Tinta Ferreira perde presidência mas assume vereação

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O PSD perdeu a Câmara das Caldas da Rainha para o movimento independente “Vamos Mudar (VM)”. Os social-democratas, encabeçados por Tinta Ferreira, perderam quase quatro mil votos desde as últimas autárquicas. Conseguiram 34,71% dos votos (7 707 pessoas votaram no PSD). 
Apesar de ter perdido as eleições, Tinta Ferreira disse que o PSD continua a ser o maior partido do concelho

O PSD perdeu a Câmara das Caldas da Rainha para o movimento independente “Vamos Mudar (VM)”. Os social-democratas, encabeçados por Tinta Ferreira, perderam quase quatro mil votos desde as últimas autárquicas. Conseguiram 34,71% dos votos (7 707 pessoas votaram no PSD). 

Caldas protagonizou a única mudança nas Câmaras do Oeste Norte. Foi uma das surpresas da noite. A expetativa era perder votos para o VM mas não perder as eleições. “Confesso que não esperava que a diferença fosse tão grande que acabasse por contrariar aquilo que era a nossa expetativa de vitórias nas freguesias mais rurais como se veio confirmar”, disse Tinta Ferreira.

O movimento independente conseguiu três elementos para a Câmara (Vitor Marques, Joaquim Beato e Conceição Henriques) e os social-democratas também elegeram três vereadores (Tinta Ferreira, Hugo Oliveira e Maria João Domingos) e o socialista Luís Patacho – que já era vereador, ficou na autarquia.

O presidente derrotado disse respeitar a escolha do eleitorado, que elegeu o independente Vitor Marques, do movimento “Vamos Mudar”.

Tinta Ferreira afirmou que “a vida continua e ninguém é insubstituível” e assegurou que irá assumir o lugar de vereador, tendo felicitado Vitor Marques pela vitória.

Disse que não tem nenhum problema em “deixar de ser presidente e passar a ser vereador”, porque considera que tem “um conjunto de conhecimentos que serão úteis para as Caldas da Rainha nesta nova função que foi aquela que os caldenses determinaram que deveria ter”.

Tinta Ferreira fez ainda na sede do PSD um apelo “à envolvência e à participação daqueles que foram eleitos pelo PSD, com o intuito de dar um contributo ao concelho como sempre fizeram”. 

Ainda assim, fez notar, “o PSD continua a ser o maior partido do concelho”, tendo vencido em nove das doze freguesias das Caldas da Rainha e contando com oito eleitos para a Assembleia Municipal (menos dois que o movimento vencedor), “o que, com a votação dos presidentes de junta, pode possibilitar que o partido mantenha o dr. Lalanda Ribeiro como presidente deste órgão”.  

Questionado sobre o que teria acontecido para perder as eleições em que disputava um terceiro mandato à Câmara, Tinta Ferreira explicou que considera que foi devido a dois fatores: “Nós tivemos um conjunto de intervenções de investimento público que foram difíceis e que perturbaram a vida das pessoas”. O outro motivo deveu-se à lista Vamos Mudar, nomeadamente à popularidade de Vitor Marques, que apresentou “uma imagem diferente e nova”.

O autarca disse que cabe agora ao novo presidente de Câmara “atribuir os pelouros e apresentar as condições para poder governar a Câmara com estabilidade e o PSD fará a sua avaliação e deliberará o caminho que quer seguir”. Garantiu que continuarão a dar o seu contributo “na defesa dos interesses dos caldenses, onde concordaremos com as propostas que achamos que devem ser feitas e naturalmente rejeitaremos as que não concordamos, uma vez que os programas são diferentes”.

Tinta Ferreira deixou uma palava de apreço às “três mulheres que decidiram dar a cara para três freguesias e que sabíamos que iria ser difícil, lamentando não terem ganho”: Natércia Correia na Foz do Arelho; Sónia Casimiro pela União de Freguesias de Santo Onofre e Serra do Bouro e Maria da Conceição pela União de Freguesias de Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São Gregório.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Jorge Castro lança livro na Biblioteca

Organizado pela Comunidade de Leitores e Cinéfilos das Caldas da Rainha, realiza-se no dia 15 de outubro, pelas 14h30, na Biblioteca Municipal das Caldas da Rainha, o lançamento, na região Oeste, do 18.º livro de Jorge Castro, "Isto, agora são outros 70...", um retrato de Portugal com cerca de 200 fotografias comentadas, do período de 1970 a 1974.

jorge

PSP faz operação de prevenção criminal no centro da cidade das Caldas

Uma operação especial de prevenção criminal sobre grupos de risco que habitualmente frequentam artérias e estabelecimentos de bebidas no centro da cidade de Caldas da Rainha, nomeadamente na Praça 5 de Outubro e no Largo da Rainha, entre outras zonas, foi desenvolvida pela PSP na noite da passada sexta-feira e madrugada de sábado.

psp

Despiste mortal na estrada entre a Foz e Caldas

Um homem de 63 anos morreu na sequência do despiste do carro que conduzia, ao final da manhã da passada quinta-feira na variante entre a Foz do Arelho e as Caldas da Rainha, na zona da freguesia do Nadadouro, após uma curva.

despiste 1