Q

Previsão do tempo

14° C
  • Friday 15° C
  • Saturday 23° C
  • Sunday 27° C
14° C
  • Friday 16° C
  • Saturday 23° C
  • Sunday 27° C
14° C
  • Friday 16° C
  • Saturday 25° C
  • Sunday 29° C

Atleta paralímpica Beatriz Monteiro homenageada na escola

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A atleta de para badminton Beatriz Monteiro, de 15 anos, que participou nas competições de badminton dos Jogos Paralímpicos Tóquio2020, foi homenageada no seu primeiro dia de aulas, na passada segunda-feira, pelo Agrupamento de Escolas Rafael Bordalo Pinheiro, nas Caldas da Rainha, como sendo “um bom exemplo a seguir para os restantes alunos”.
A aluna foi homenageada com uma faixa à entrada do Agrupamento de Escolas Rafael Bordalo Pinheiro

A atleta de para badminton Beatriz Monteiro, de 15 anos, que participou nas competições de badminton dos Jogos Paralímpicos Tóquio2020, foi homenageada no seu primeiro dia de aulas, na passada segunda-feira, pelo Agrupamento de Escolas Rafael Bordalo Pinheiro, nas Caldas da Rainha, como sendo “um bom exemplo a seguir para os restantes alunos”.

A jovem, natural de Sintra, é aluna da UAARE (Unidade de Apoio ao Alto Rendimento na Escola) do Agrupamento de Escolas Rafael Bordalo Pinheiro e conseguiu atingir o objetivo de estar presente nos Jogos Paralímpicos, que terminaram no dia 5 de setembro em Tóquio.

A atleta afirmou que “sinceramente não estava à espera de conseguir entrar na competição, fiquei incrivelmente agradecida por ter conseguido e por todo o meu esforço para a concretização de um sonho”.

Beatriz Monteiro, que se tornou na atleta portuguesa mais jovem a participar em Jogos Paralímpicos venceu a holandesa Megan Hollander por 2-0 (21-12 e 21-19), na fase de grupos e perdeu nos quartos de final do torneio de badminton SU5 com a japonesa Akiko Sugino por 2-0 (21-5 e 21-12), tendo ficado entre as oito melhores no torneio de badminton, modalidade que se estreou no programa paralímpico, assegurando assim a conquista de um dos quinze diplomas obtidos por Portugal. Por todo esse “desempenho fantástico, como porta-estandarte da equipa portuguesa”, a escola caldense decidiu homenageá-la com uma placa a congratulá-la, antes do início do novo ano letivo.

A aluna, que não estava à espera da receção, agradeceu a homenagem, tendo ficado “muito contente com esta cerimónia de agradecimento por ter participado nos Jogos Paralímpicos, o que foi um grande orgulho”. Segundo revelou, “o objetivo agora é continuar a treinar, tentar evoluir e concluir os meus sonhos, que é entrar nos jogos de Paris”.

A diretora do Agrupamento de Escolas Rafael Bordalo Pinheiro, Maria Céu Santos, declarou que “esta foi uma homenagem merecida, não só como atleta, mas também como aluna e pessoa”. Face a isso, “a escola teve a ideia de no primeiro dia usar a Beatriz como um bom exemplo para os restantes alunos e também para eles perceberem a dificuldade de conciliar a parte desportiva com a escolar, e que mesmo assim conseguem atingir bons sucessos escolares”. Ou seja, “será uma marca para servir de exemplo a todos que queiram ter sucesso”.

A responsável pela UAARE na escola, Alexandra Sampaio, também disse que “este gesto serve de reconhecimento de toda a escola, pelo facto de ter tido uma aluna de 15 anos nos Jogos Paralímpicos, e ter feito o que ela fez, sendo um exemplo a ser seguido por outros”.

Neste momento, a unidade conta com 18 alunos em diferentes modalidades, como equitação, para badminton, dança, futebol, hóquei patins, kempo, atletismo, andebol, voleibol e ténis.

Presente na receção esteve a diretora da Federação Portuguesa de Badminton, Sandra Amaral, que destacou a “forma fantástica com que a atleta da UAARE participou nos Jogos Paralímpicos, não sendo algo para qualquer um”. Apontou que “é preciso muito esforço e dedicação, e isso a Beatriz conseguiu”.

Nesse sentido, “esta homenagem da escola foi bonita e com muito sentido, pois pretende fazer com que outros consigam lutar para conseguir os seus objetivos”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

127 anos dos bombeiros festejados em cerimónia emotiva

A cerimónia do 127º aniversário da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários das Caldas da Rainha, realizada no passado domingo, foi bastante emotiva, pela passagem ao quadro de honra de dois bombeiros, pelas promoções, condecorações e louvores, pela transferência de testemunho do porta-estandarte, pela atribuição de patrono a duas viaturas, pelo elogio ao comandante de Pedrógão Grande, mas sobretudo por ter sido lembrada a morte de um bombeiro da corporação vizinha de Óbidos no maior incêndio ocorrido este ano nas Caldas da Rainha.

bombeiros1

Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste – Fábio Romano – 18 valores

Fábio Romano, de 33 anos, aluno da Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste, do curso de Gestão e Produção de Cozinha, foi o melhor aluno com uma classificação de 18 valores (correspondendo aos dois primeiros semestres. Encontra-se a aguardar a nota de estágio curricular, que irá ainda integrar esta média).

img 6552 2 fabio romano