Q

Previsão do tempo

16° C
  • Thursday 17° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 21° C
16° C
  • Thursday 17° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 21° C
17° C
  • Thursday 18° C
  • Friday 21° C
  • Saturday 22° C

Clube Karate Shotokan de Caldas da Rainha avança para construção de sede

Francisco Gomes
9 de Agosto, 2021
42 anos depois da sua criação o Clube Karate Shotokan de Caldas da Rainha arranca com um projeto de construção de instalações próprias.

A ideia ganhou forma em 2018, quando se completaram 40 anos do karate shotokan em Caldas da Rainha, com um programa que se iniciou em janeiro com uma prova de âmbito nacional que contou com a presença de 350 competidores, encontros internacionais com Kancho Nobuaki Kanazawa, 8o dan, responsável máximo da Shotokan Karate International Federation, e shihan Rikuta Koga, 9o dan, diretor técnico da Shotokan Karate International Swiss Federation e secretário-geral da Shotokan Karate International Europe Federation.

Face ao crescimento sustentado do clube nos últimos anos, foi sentida a necessidade de avançar para a construção de um espaço próprio, iniciando as diligências para a aquisição de um terreno e execução de um projeto.

Feita a proposta ao presidente da Câmara Municipal, Tinta Ferreira, por ocasião do 40o aniversário, constituiu-se uma comissão de trabalho constituída pelo arquiteto João Aboim e Manuel Seixas, que durante estes dois anos conduziram o processo.

João Aboim executou o projeto de arquitetura, que recebeu parecer favorável do Instituto Português do Desporto e Juventude e foi posteriormente aprovado pela Câmara Municipal. Foi também feita a escritura pública de cedência de um terreno por parte da Câmara Municipal na rua de Badajoz (Cidade Nova).

Cinto negro para praticantes com mais de 60 anos

O dia 10 de julho foi histórico para o Clube Karate Shotokan de Caldas da Rainha. Foram realizados exames de graduação pelo diretor técnico da Shotokan Karate Internacional Portugal, shihan Mário Águas, 8o dan e representante em Portugal de Soke Hirokazu Kanazawa e da Shotokan Karate International Federation.

Entre os exames contam-se nove para 1o dan (cinto negro) a praticantes do clube, todos eles com dez ou mais anos de prática.

Fez-se história com a obtenção do cinto negro por seis praticantes que começaram a prática depois dos 60 anos, num projeto inédito iniciado em 2011.

“Interroguei-me muitas vezes sobre a falta de adesão das pessoas com mais idade à prática do karate-do (muitas depois dos 30 anos acham-se velhas para começar), há, no entanto, muitos praticantes com mais de 60 e até 70 anos mas iniciaram a prática ainda jovens. Talvez isto aconteça porque nos meios de comunicação social as imagens que passam, normalmente, são de karatecas jovens, de competição ou até de filmes que tem muita ficção e violência associadas, ou por não termos tido a coragem de iniciar programas sérios de karate para “idosos”, refere Fernando Fidalgo, 5o dan.

“Após 42 anos de prática e 34 de ensino, fui assistindo ao paradigma de que a prática do karate se tinha de iniciar em criança. Ora, nada de mais errado, o karate pode iniciar-se em qualquer idade, desde que não haja problemas de saúde impeditivos da prática e que as aulas sejam adaptadas e específicas para cada escalão etário, com especial relevância para as idades mais avançadas”, adianta.

O paradigma de que o karate era uma prática só para jovens foi rompido em Caldas da Rainha a partir de março de 2011, com um projeto-piloto aberto exclusivamente a pessoas com mais de 60 anos.

O arranque deste projeto baseou-se muito na relação de confiança entre o professor e um grupo de alunos seus do Clube de Informática Sénior da Delegação da Cruz Vermelha Portuguesa de Caldas da Rainha, cujas idades variavam entre os 63 e os 76 anos, que lhe lançaram o desafio de iniciarem a prática do karate.

“Volvidos dez anos, tornou-se uma experiência fantástica em que seguramente aprendi muito mais do que ensinei. Houve uma melhoria significativa das várias capacidades físicas dos praticantes, desde o equilíbrio à coordenação motora, passando pela resistência, pelas memórias, quer de curto quer de longo prazo”, manifesta Fernando Fidalgo.

Replicando o projeto na cidade de Peniche, numa parceria com a Universidade Sénior e a Associação Shotokan Karate de Peniche, este entrou no 6o ano de atividade com resultados em tudo semelhantes, criando-se também um forte espírito de grupo entre os praticantes das duas cidades, que têm partilhado muitos momentos comuns, como a presença em treinos de veteranos com os colegas da sede da Shotokan Karate Internacional Portugal, no Porto e em Caldas da Rainha, seminários internacionais com mestres japoneses, demonstrações no Dia Mundial do Coração, treinos convívio na ilha da Berlenga, entre outros eventos.

“O karate-do shotokan é uma arte marcial adaptada a todas as idades”, vinca Fernando Fidalgo.

Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Caldas eliminou Espinho e segue em frente na Taça de Portugal

Foi com um golo de cabeça de João Rodrigues (“Tarzan”), ao segundo minuto da primeira parte do prolongamento, que o Caldas Sport Clube (Liga 3) eliminou o Sporting Clube de Espinho (Campeonato de Portugal) na terceira eliminatória da Taça de Portugal em futebol, no passado sábado, no Estádio Marques da Silva, em Ovar.

caldas 1

Atribuição de 75 bolsas de estudo nas Caldas

Decorre até 12 de novembro o prazo para apresentação das candidaturas para atribuição de 75 bolsas de estudo, no valor unitário de 800 euros, relativas ao ano letivo 2021/2022, destinadas a alunos oriundos de agregados familiares carenciados que pretendam prosseguir estudos em estabelecimentos de ensino superior sediados fora do concelho das Caldas da Rainha.

pexels stanley morales 3186386

Clube de Leitura presencial

A Biblioteca Municipal das Caldas da Rainha acolhe a realização do Clube de Leitura em formato presencial, organizado pelas leitoras Marta Ambrósio e Elisa Santos, no dia 30 de outubro, pelas 15h00.